Sonhar voltou a ser possível?, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Nesses jardins é possível ver que as plantas ornamentais, muito bem cuidadas, foram adubadas com livros grossos de páginas finas feitas de matéria orgânica.

Sonhar voltou a ser possível?

por Fábio de Oliveira Ribeiro

Aqui mesmo no GGN já narrei alguns de meus pesadelos. Hoje narrarei o sonho que tive noite passada. 

Ontem fui dormir nesse mundo triste povoado por demônios pobres obsedados por controle que transformam Bíblias em programas de governo violentos e acordei num Paraíso onírico muito diferente. 

Naquele mundo, as pessoas se deslocam gratuitamente usando teleféricos presos aos postes de luz das principais ruas e avenidas da cidade. Algumas delas fazem isso de cabeça para baixo para se divertir. 

Em cada esquina, existe um jardim em que as pessoas cansadas podem dormir. Nesses jardins é possível ver que as plantas ornamentais, muito bem cuidadas, foram adubadas com livros grossos de páginas finas feitas de matéria orgânica. 

Ninguém presta atenção nas palavras daqueles livros mortos e enterrados. Pergunto a um grupo de pessoas que livros eram aqueles. Alguém me responde sorrindo: 

– Eles eram apenas Bíblias socialmente tóxicas, aqui elas são apenas matéria orgânica em decomposição.

Acordei realmente descansado, pois durante algum tempo do sonho dormi num daqueles jardins que existiam no Paraíso onírico. 

Fábio de Oliveira Ribeiro, 22/11/1964, advogado desde 1990. Inimigo do fascismo e do fundamentalismo religioso. Defensor das causas perdidas. Estudioso incansável de tudo aquilo que nos transforma em seres realmente humanos.

Este texto não expressa necessariamente a opinião do Jornal GGN

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador