Viva o PE!, por Sr. Semana

— Você não conhecia as ideias que ele defendeu durante anos no Congresso Nacional e na mídia?

Foto Sindieletro/MG

Viva o PE!

por Sr. Semana

— Estou arrependido por ter votado no Bolsonaro.

— Você não conhecia as ideias que ele defendeu durante anos no Congresso Nacional e na mídia?

— Conhecia, mas achei que a subida na rampa do Planalto o elevaria à condição de estadista. Sei lá. Acho que pensei que aquele palácio teria um condão semelhante ao dos votos dos cardeais que elevam o mais votado à condição de papa. Mas a principal razão do meu voto foi o concorrente. A outra opção era-me insuportável. PT não dá. E o pior é que já estou antecipando o sofrimento pelo qual passarei em 2022 quando no segundo turno das eleições para presidente as opções forem Bolsonaro e o candidato do PT, pois em todas eles emplacam o candidato deles no segundo turno.

— Então vai anular o voto?

— Estou pensando numa ideia melhor. Vou propor que o Congresso faça uma reforma eleitoral instituindo um segundo turno com os três candidatos mais votados no primeiro. Assim teremos o do PT, o Bolsonaro e algum terceiro. Votarei nesse seja quem for.

— Não se preocupe pois não será esse o cenário do segundo turno de 2022. Tive acesso a pesquisas qualitativas que indicam que quem disputará o segundo turno com Bolsonaro em 2022 é o Fernandinho.

— O Beiramar?

— Não. É um professor da melhor universidade do Brasil, a USP. Tem tese de doutorado defendida e aprovada (hoje é preciso ressaltar isto) no melhor programa de pós-graduação em filosofia do Brasil. Fez mestrado em economia sem plagiar ninguém, publicou artigos em algumas das melhores revistas científicas da área de humanas e orientou dissertações e teses.

Leia também:  John Lee Anderson, por Rui Daher

— Mas não será um acadêmico lunático?

— De forma alguma. Foi prefeito da maior metrópole do país, tendo a excelência de sua gestão reconhecida internacionalmente. Foi também o ministro da educação que mais aumentou o número de vagas no ensino superior desde que o Brasil tem curso superior. Expandiu as universidades federais, criou institutos federais com ensino médio técnico e superior. Criou o ProUni e o FIES, que viabilizaram grande número de matrículas em universidades e faculdades particulares por quem não tinha como custeá-las e criou o SISU que racionalizou e democratizou o acesso às universidades públicas.

— E de qual partido ele é?

— Mas você se importa com isso? O partido do Bolsonaro pesou em sua escolha na última eleição?

— Não, mas se for do PT…

— É do PE, Partido dos Empreendedores. Já empreendeu teses, vagas em universidades, ciclovias e empreenderá muito mais caso chegue à presidência. Sabe em qual categoria recebeu o prêmio internacional Mobiprize 2014?

— Não.

— Estado/cidade empreendedor (hoje é preciso ressaltar isto).

— Adorei! Votarei nele já no primeiro turno. Fora Bolsonaro! Fora obscurantismo! Viva o PE!

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

  1. O problema do candidato PE( sem qualquer demérito) é se chamar Fernando, o Outro
    Brasil e Fernando não se dão bem. O Brasil sempre sai perdendo com os fernandos.
    Tivemos o Fernando I, o rei dos descamisados
    Tivemos o Fernando II, o príncipe de Paris
    Teremos o Fernando III, o professor ensaboado?
    Seus feitos, nada desprezíveis, tiveram um espetacular mentor – nada culto – mas cheio de vontades, com ideais e apoios populares.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome