“Deep Web”: a ideia-rede no princípio, ao futuro do presente

Caros,

Comentários ao post: A Internet que (quase) ninguém vê

Um breve roteiro de como as ideias começam, até ao assunto de nossos dias, da “ideia-rede” a “Deep Web”, do princício da ideia ao futuro do presente da tecnologia.

Detalhe1: aqui baseado na versão da história do “Tio Sam”, onde tudo começa, segundo a visão de mundo euro-americano. O que importa aqui, é o contexto da evolução da ideia, as origens a gente discute em outro hora.

Detalhe 2: Não se limitar ou confundir a palavra “rede”, como o jornalista (sic!)  no Roda Viva da TV Cultura de ontem com Marina Silva, “rede” pode ser muitas coisas, da rede de pescar, da rede de deitar, da rede da ciência para confirmação de hipótese,…, a rede global das pessoas com tecnologia ou não. (Não há nada mais poderoso no mundo do que uma idéia, cujo tempo chegou”, Victor Hugo).

P.S.: Breve comentário dentro do “breve roteiro”: o que o Ricardo Kotscho disse que não entende sobre as ideias da “rede” da Marina, (…)Apesar da velha amizade, porém, às vezes tenho dificuldades para entender o que ela quer dizer e como pretende atingir seus objetivos(O partido de Marina Silva, por Ricardo Kotscho), que não é só ele, diga-se de passagem, tem tudo para incomodar e muito, o poder governante e a oposição da casa grande, principalmente se a “rede” da Marina atingir facilmente mais de 500 mil assinaturas, ou mais de um milhão, por exemplo. Quem viver virá!.

Voltemos ao nosso roteiro da outra rede: Três vídeos que exemplificam essa história, o primeiro (5 min.) é fundamental, falam de Vannevar Bush (1945)*, Doug Engelbart (1960´s)** e Tim Berners-Lee (1980-2013 ?)***, além de dois papers, sobre “Deep Web”, Michael K. Bergman (The Deep Web: Surfacing Hidden Value, 2001),  e Michael J. Cafarella (Web-Scale Extraction of Structured Data, 2009).

*Vannevar Bush, Cientista responsável do Gov. EUA, artigo em 1945, Atlantic Monthly:  “As We May Think” (Como poderíamos pensar).

***Doug Engelbart, U.S. Air Force officer, 1968:  Conferency of NLS (oN-Line System) – Essa ideia foi usado pelos cientista da XEROX no projeto PARC (Palo alto Research Center) e o nascimento do Silicon Valey, de onde Steve Jobs tirou suas principais ideias sobre o mouse por exemplo.

***Tim Berners-Lee- Criador da “World Wide Web”

Vídeos

1-TED.com, 2011 (FILMED JUL 2011 • POSTED OCT 2011 • TEDGlobal 2011):

Ian Ritchie: O dia em que eu disse não a Tim Berners-Lee

Imagine que estamos no final do ano de 1990 e você acaba de conhecer um rapaz chamado Tim Berners-Lee, que lhe conta tudo sobre sua proposta de um sistema chamado “World Wide Web”. Isto aconteceu com Ian Ritchie. E… ele não acreditou. Esta é uma história curta sobre informação, conectividade e aprender com erros.

2-TED.com, 2009 (FILMED FEB 2009 • POSTED MAR 2009 • TED2009):

Tim Berners-Lee e a próxima Web:

Há 20 anos, Tim Berners-Lee inventou a Word Wide Web. Em seu próximo projeto, ele está construindo uma rede que vai vincular os dados, que fará aos números o mesmo que a Web fez com as palavras, imagens e videos: Libere seus dados e reestruture a forma de utilizá-los.

http://www.ted.com/talks/tim_berners_lee_on_the_next_web.html

3-TED.com, 2010 (FILMED FEB 2010 • POSTED MAR 2010 • TED2010):

Tim Berners-Lee: O ano em que os dados abertos tornaram-se mundiais

No TED2009, Tim Berners-Lee fez um apelo por “dados brutos agora” — para os governos, cientistas e instituições tornarem seus dados disponíveis abertamente pela internet. No TED University de 2010, ele mostra alguns resultados interessantes quando os dados são relacionados.

4- Paper Michael K. Bergman, 2001, anexo (ingles).

5- Paper Michael J. Cafarella, 2009, anexo (inglês).

6- BrightPlanet web site business: http://www.brightplanet.com/ 

7-Trecho de “Os Trabalhadores do Mar” de Victor Hugo, tradução de Machado de Assis:  

“O olho do homem é feito de modo que se lhe vê por ele a virtude. A nossa pupila diz que quantidade de homens há dentro de nós, Afirmamo-nos pela luz que fica debaixo da sobrancelha. As pequenas consciências pescam o olho, as grandes lançam raios. Se não há nada que brilhe debaixo da pálpebra, é que nada há que pense no cérebro, é que nada há que ame no coração. Quem ama quer, e aquele que quer relampeja e cintila. A resolução enche os olhos de fogo; admirável fogo que se compõe da combustão de pensamentos tímidos”.

Os teimosos são os sublimes. Quem é apenas bravo tem só um assomo, quem é apenas valente tem só um temperamento, quem é apenas corajoso tem só uma virtude; o obstinado na verdade tem a grandeza. Quase todo o segredo dos grandes corações está nesta palavra: perseverando. A perseverança está para a coragem como a roda para a alavanca; é a renovação perpétua do ponto de apoio. Esteja na terra ou no céu o alvo da vontade, a questão é ir a esse alvo; no primeiro caso, é Colombo, no segundo caso é Jesus. Insensata é a cruz; vem daí a sua glória. Não deixar discutir a consciência, nem desarmar a vontade, é assim que se obtêm o sofrimento e o triunfo. Na ordem dos fatos morais o cair não exclui o pairar. Da queda sai a ascensão. Os medíocres deixam-se perder pelo obstáculo especioso; não assim os fortes. Parecer é o talvez dos fortes, conquistar é a certeza deles. Podes dar a Estevão todas as boas razões para que ele não se faça apedrejar. O desdém das objeções razoáveis cria a sublime vitória vencida que se chama martírio.”  

Sds,

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome