Pandeiro e piano embalam o Jazz B nesta quarta-feira

Túlio Araújo e Daniel Grajew fazem show de lançamento do álbum “Quantum” e interpretam clássicos da música brasileira ao lado do clarinetista Ivan Sacerdote

Divulgação

Jornal GGN – A percussão popular de Túlio Araújo e o clássico piano de Daniel Grajew se unem no álbum “Quantum”, que chega ao palco do Jazz B, em São Paulo, na noite desta quarta-feira, 16 de outubro. Em um espetáculo musical dividido em duas partes, o duo recebe o clarinetista Ivan Sacerdote. 

No Jazz B, o show começa com as composições da dupla que dão o tom de “Quantum”. O espetáculo não irá parar por aí e, na segunda parte, o duo se junta ao clarinetista Ivan Sacerdote para interpretar temas de grandes nomes do cancioneiro brasileiro, como Pixinguinha e Jacob do Bandolim. 

Neste show, a fusão do pandeiro e do piano abraça a extensa pesquisa musical e bagagem artística dos músicos amigos. Túlio, formado em Percussão, Produção Musical e Engenharia de Áudio pela Bituca Universidade, busca combinar seu instrumento com o universo da improvisação do Jazz, Choro e Fusion. Com três álbuns autorais, o mineiro  chegou aos palcos dos Estados Unidos. Já Daniel Grajew, formado em Piano pela Universidade de São Paulo (USP), foi premiado no I Concurso Jovens Solistas da USP (2009) e XI Concurso Villa Lobos (2009).

Em “Quantum” o clima é aventura e descoberta, do piano com o pandeiro. O piano nas mãos de Daniel Grajew vai do clássico ao popular. E o pandeiro, se torna uma orquestra inteira assinada por Túlio Araujo. 

No Jazz B, o repertório abraça as composições autorais “Sete Vidas” (Daniel Grajew), “Quantum” (Túlio Araújo & Daniel Grajew), “Rios Voadores” (Daniel Grajew), “Choro Vermelho” (Daniel Grajew), “Para Jack Cem” (Túlio Arajo), “Winter Flower” (Daniel Grajew) e “Giramundo” (Daniel Grajew). Além dos clássicos da música brasileira “1×0” (Pixinguinha & Benedito Lacerda), “Noites Cariocas” (Jacob do Bandolim), “Mistura e Manda” (Paulo Moura & Nelson Alves), “Vou Vivendo” (Pixinguinha), “Simplicidade” (Jacob do Bandolim), “Carinhoso” (Pixinguinha) e “Um tom para Jobim” (Sivuca & Osvaldinho do Acordeom).

Serviço:

Leia também:  Poderá o Coringa ser interpretado como um dos sinais de nossa transição a uma nova época histórica?

Túlio Araújo e Daniel Grajew

Local: Jazz B

Endereço: Rua General Jardim, 43 – República, São Paulo – SP

Quando: quarta-feira, 16 de outubro, 21h

Mais informações: (11) 3257-4290

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome