Para Unesco, é preocupante tráfico ilícito de bens culturais

Lourdes Nassif
Redatora-chefe no GGN
[email protected]

Jornal GGN – A diretora geral da Unesco, Irina Bokova, alertou sobre uma tendência muito negativa no mundo atual: o envolvimento das crime organizado no roubo de objetos culturais.

“Vemos que o crime organizado, que se ocupa do tráfico de armas, de drogas, de seres humanos, também já está se ocupando do tráfico ilício de objetos culturais”, disse Irina.

A titular da Unesco qualificou como crime o roubo recente (em fevereiro do último ano) de seis pinturas do século XVII da Igreja de El Calvario, em Antigua Guatemala.

“Na Unesco também trabalhamos para fortalecer a cooperação internacional, porque sem uma cooperação internacional mais forte e mais comprometida não poderemos acabar com esta prática”, afirmou ela.

Durante sua visita ao país centro-americano, Bokova também visitou uma escola rural, onde se referiu à importância do “cumprimento do direito das meninas e das mulheres à educação”, pois, completou, “é da maior importância para o desenvolvimento pessoal, o bem-estar das famílias e o desenvolvimento das comunidades, tanto econômica quanto socialmente”.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador