A vida é vigorosa e é frágil, por Poh Pin Chin

Entender um pouco o que se passa sob o Solé uma benção, mas é também uma aventura.

Enviado por Felipe A. P. L. Costa.

A vida é vigorosa e é frágil.

Por Poh Pin Chin [*].

A vida é vigorosa e é frágil.
Se presenciamos
a queda de uma penca de bananas,
uma debandada de elefantes ou
os cupins roendo os móveis da sala,
concluímos logo que a vida é vigorosa.

Porém, quando vemos
um peixe atravessado pelo anzol,
uma ave empapuçada de óleo ou
a garganta cortada de um irmão,
descobrimos então que a vida de fato é frágil.

Entender um pouco o que se passa sob o Sol
é uma benção, mas é também uma aventura.
Uma aventura para muitas vidas,
e que deve nos impulsionar a protegê-las.

*

Nota.

[*] Embora extraída do blogue Poesia Contra a Guerra, a versão aqui reproduzida está mais de acordo com a que aparece no livro Ecologia, evolução & o valor das pequenas coisas (2003 e 2014 [2ª ed.]), de Felipe A. P. L. Costa ([email protected]). Outros poemas de Poh Pin Chin (1909-1984) já foram publicados neste GGN – ver Quatro poemas de Poh Pin Chin, ‘O rio’ e outros poemas de Poh Pin Chin e Morte longe de casa.

* * *

“Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente. Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador