Roger Marzochi une música e jornalismo em nova obra

Músico e repórter, lança seu primeiro Ebook sobre jornalista-musicista que vive o mistério dos sons

Victória | Ilustração: Joana Peressinotto

Jornal GGN – Música e jornalismo se mesclam para contar o romance escrito por Roger Marzochi. Músico e repórter, o autor dá vida à também jornalista e musicista Victória em “Operação Riga – Sons entre a guerra e a sublimação”. É a partir de suas experiências, que Marzochi narra o poder do som. O livro, no formato de Ebook, já está disponível para o público

Marzochi escolhe Victória para sentir na pele como o som pode destruir, construir e transcender. Nascida em Nova Odessa, no interior de São Paulo, a protagonista enfrenta dificuldades para publicar suas reportagens sobre música e tem problemas financeiros com sua banda de jazz, quando descobre segredos sobre sua família que emigrou da Letônia. Ela mal pode suspeitar que a mística de seu som e a morte de seus pais está relacionada a tempos imemoriais do Egito Antigo. 

“A narrativa constitui uma crítica aos valores escolhidos pelas estruturas dominantes da sociedade de nosso tempo e à mentira formal e hipocritamente aceita que todos chamamos de Economia, um dragão dominado pelas grandes corporações e os governos que as servem, com aparência de democracia no Ocidente e de opressão no Oriente. Mas a mesma coisa: o amor ao dinheiro e ao poder, acima da solidariedade”, escreve o jornalista e escritor Pedro Fávaro Júnior, no prefácio da obra.

O livro nasce a partir de conjunto de experiências do autor. Em 2015, Marzochi escrevia textos para o Jornal de Artes Helena Barufaldi, veículo da escola de pintura de nome homônimo da cidade de Nova Odessa – que recebeu influência da imigração letã no Brasil. No mesmo ano, a arquiteta Joana Peressinotto pediu a Marzochi uma pesquisa sobre a imigração dos letos no País.

Durante a pesquisa na Biblioteca da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, Marzochi conheceu Laima Mesgrawis, uma senhora de 80 na época, que não se casou e não teve filhos. Laima nasceu em Nova Odessa, mas mora em São Paulo e concedeu ao autor uma entrevista sobre a sua vida e a Letônia. O material não foi publicado mas é o responsável por elementos importantes do romance. 

A protagonista da obra, Victória, nasce de sonho musical no Egito. O autor, faz da personagem neta de Laima – com uma pequena mudança no sobrenome. Na obra está duas reportagens publicadas pelo autor em seu blog, mas assinadas pela personagem e também entrevista com o músico Dyonisio Moreno. 

 “Operação Riga – Sons entre a guerra e a sublimação” tem ilustração de capa de Joana Peressinotto, que também assina com o artista plástico Giuseppe Buoso Filho ilustrações no interior do livro.

O GGN prepara uma série de vídeos sobre a interferência dos EUA na Lava Jato e a indústria do compliance. Quer se aliar a nós? Acesse: www.catarse.me/LavaJatoLadoB

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome