Suécia reduz juros e Brasil fecha acordo para financiar caças

Jornal GGNO Ministério da Defesa fechou, junto com banco de fomento sueco SEK, os termos para o contrato de financiamento da compra dos caças Gripen. O SEK aceitou reduzir os juros de 2,54% ao ano para 2,19%, resultando numa economia estimada de R$ 600 milhões. O valor total do financiamento é de 39 bilhões de coroas suecas, em torno de US$ 5 bilhões.

Joaquim Levy, ministro da Fazenda, foi quem insistiu pela redução dos juros e adiou a assinatura do contrato. Sua intenção é esta redução dos juros como precedente para negociar outros acordos internacionais que estão sendo firmados por outros ministérios.

Do Estadão

Brasil sela acordo com Suécia para financiamento de caças

Banco de fomento sueco aceitou a redução de taxas de juros de 2,54% para 2,19% ao ano para o financiamento total do projeto; economia com negociação pode chegar a R$ 600 milhões

BRASÍLIA – Uma última reunião na manhã desta quarta-feira, 29, no Ministério da Defesa selou, com o banco de fomento sueco SEK, os termos para assinatura do contrato de financiamento da compra dos 36 caças Gripen entre Brasil e Suécia. Pelo acordo, a direção do SEK aceitou a redução da taxas de juros de 2,54% ao ano para 2,19% ao ano para o financiamento de 100% do projeto, que é da ordem de 39 bilhões de coroas suecas, algo em torno de US$ 5 bilhões. A economia estimada com a redução dos juros pode chegar a R$ 600 milhões..

Leia também:  Damares atuou diretamente para impedir aborto de criança capixaba

“Chegamos a um denominador comum, bom para todos. Agora, o projeto vai seguir o seu ritmo normal”, disse ao Estado o ministro da Defesa, Jaques Wagner, que esteve no Palácio do Planalto na manhã desta quarta-feira para comunicar à presidente Dilma Rousseff o resultado das conversas com os suecos. “A presidente ficou satisfeita com a negociação bem sucedida”, prosseguiu o ministro, ao lembrar que a concordância dos suecos em reduzir a taxa de juros contribuiu para que o negócio chegasse “a bom termo”. Após comunicar à presidente de que o acordo fechado com os suecos será assinado nos próximos dias, aguardando apenas a sua formalização, Jaques Wagner embarcou, ao lado dos três comandantes militares para Ladário, em Mato Grosso do Sul, para acompanhar a realização da 9ª Operação Ágata.

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, também foi informado dos novos termos do contrato de financiamento e concordou com a proposta de 2,19% de juros ao ano. O contrato deveria ter sido assinado até 24 de junho, mas Levy, bateu o pé e rejeitou os juros previstos na primeira versão porque embutiam taxas que estavam em vigor há sete meses. Quando o contrato foi assinado, em outubro do ano passado, as taxas eram de 2,54%. Em maio deste ano tinham caído para 1,54%, mas em junho já tinham subido para 1,95% ao ano. Levy queria que as taxas fossem renegociadas, pelo menos, para 1,98% ao ano porque, agora, já tinham repassado os 2% de novo. Inicialmente, os suecos não concordaram com a redução, mas cederam mediante acréscimo de uma taxa de administração de 0,35%, a ser cobrada depois do 11º ano de vigência do contrato, que é de 25 anos. Tentaram, ainda, reduzi-la para 0,17% e por fim, concordaram em excluí-la.

O governo brasileiro não classifica o valor obtido de taxas de juros de 2,19% uma vitória, mas sim, um acordo possível e bom para ambas as partes. A intenção do ministro Levy é usar a redução dos juros com a Suécia como precedente para negociar outros acordos internacionais que estão sendo firmados por outras pastas. As últimas negociações levaram mais de um mês.

As duas partes têm pressa na assinatura do contrato de financiamento para que seja possível cumprir o cronograma de embarque, ainda em agosto, dos 100 engenheiros da Embraer e oficiais da Força Aérea que se mudarão para a Suécia para trabalhar no desenvolvimento do projeto de construção do Gripen NG. Pelo contrato, o banco sueco de fomento financiará 100% do projeto, com oito anos de carência e 15 anos para pagamento. Todas as 36 aeronaves serão entregues antes de o financiamento começar a ser pago. Os primeiros aviões devem chegar em 2019 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

13 comentários

  1. Quanto que o PT vai levar

    Quanto que o PT vai levar nesta jogada?

    Toda a ação deste governo é suspeita, fazer o que não é sem motivos que paira sobre ele esta falta de credibilidade.

     

    • Quanto que o(a) Oneide vai

      Quanto que o(a) Oneide vai levar com esse comentário? 

      Toda a ação deste troll é suspeita, fazer o que não é sem motivos que paira sobre ele(a) esta falta de credibilidade.

       

       

       

       

      • E …………………

        MARFIG, não perca tempo com o que voce mesmo sabe que é – TROLL !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

        Caso não fosse, haveria de estar aquí contribuindo com criticas construtivas e não asneiras !!!!!!!!!!!!!

    • Pode morder o cotovelo tucano

      Ou chama Aécio e FHC para fazer uma menage! Se fosse o PSDB provavelmente teria comprado os F18 americanos em pacote fechado, sem transferência de tecnologia e sem os os armamentos mais sofisticados. E provavelmente pagariam o dobro de juros. E seria financiado pelo BNDS e não banco de fomento sueco. E ainda sairiam ganindo que nem vira latas que fizeram um bom negócio. 

  2. Comentário do(a) Oneide

    vale 0,00. É só para encher linguiça. Pobre! Não tem mesmo o que fazer, né ?

     

    Mas quem foi que financiou o acordo mesmo ? O Banco de Fomento da Suécia. Bom, se fosse o BNDS fazendo isto, era páu no PT.

  3. Bola dentro do

    Bola dentro do Levy/governo.

    Vamos ver o que o Sandenberg e a Miriam dirão sobre a economia de 600 milhões.

    Dá para imaginar. Dirão que é pouco, o governo poderia ter conseguido mais, e blá.blá.blá…

  4. Vão xingar a Suécia

    Esse acordo com financiamento de um banco estatal sueco é o mesmo tipo de acordo que o Brasil fez com Cuba para construir o porto de Mariel. 

     

    Os palpiteiros do PIG vão xingar os suecos de bolivarianos? 

     

    Vão coçar suas pulgas, vira-latas. 

    • “Esse acordo com

      “Esse acordo com financiamento de um banco estatal sueco é o mesmo tipo de acordo que o Brasil fez com Cuba para construir o porto de Mariel. “

      A diferença que ele não é secreto(passou pelo congresso sueco) e o Brasil vai pagar a conta.

      • Caças Suecos

        Oneide,

         

              Os empréstimos externos do BNDES  tem sido pagos sim.

        Procure no site do Banco ou na internet :

        Considerações sobre o artigo “Bolivarianismo no BNDES”

        Informação direto da fonte.Esclarecerá muitos mitos difundidos por aí.

        Inclusive que os empréstimos à Cuba e à Venezuela iniciaram antes do Lula chegar à presidência.

        Nunca foram secretos estes empréstimos.O que havia – e foi mudado – era uma limitação de informações disponíveis à todo mundo(não preciso dizer que os orgãos de controle sempre tiveram todas as informações).Interpretação de sigilo de bancário e comercial.Ou esses dados não poderiam interessar às empresas e governos concorrentes?  Lembra da espionagem externa(inclusive sobre o governo) no contrato do Sinvam à época de FHC entre as empresas americana e francesa?

        Consulta a financiamentos de exportação para obras no exterior

         

  5. Estou rolando de rir

    Tem um site cujos comentários é bem reaça. É o Poder Aéreo. Lá qualquer coisa é motivo para falar mal do PT. Se dizem apolítico, isto é, podem descer a lenha no PT, mas PSDB? Jamais. Fui excluido por criticar um palhaço que se identifica como Dart Vader. Eles estavam descendo a lenha por que o governo pediu redução dos juros na compra dos caças. E agora fico sabendo que o financiamento é por banco Sueco. Que tapa na cara desta direita vira lata!

  6. BNDES

     

    Oneide,dá uma olhada neste título:

     

     

    BB e BNDES avaliam megaoperação para Globo  –  12/03/2002

     

    procura na Folha.

  7. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome