Após habeas corpus, Pazuello responderá todas as perguntas na CPI, diz advogado

"O ministro Pazuello pretende responder todas as perguntas. Porém, como toda e qualquer testemunha tem o direito ao tratamento digno, urbano e respeitoso"

Jornal GGN – O advogado Zozer Hardmann disse à coluna Painel deste sábado (15) que o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, responderá a todas as perguntas da CPI da Pandemia na sessão da próxima quarta (19). Oficialmente, Pazuello é defendido pela Advocacia-Geral da União, mas Hardmann foi assessor do general no Ministério e tem acompanhado a preparação de Pazuello para a CPI.

Na sexta, o ex-ministro conseguiu no Supremo Tribunal Federal um habeas corpous para depor na condição de testemunha, porém garantindo o direito ao silêncio frente a questões que possam levá-lo à auto-incriminação. Leia mais aqui.

“A decisão do STF está correta. Já era esperada. A garantia ao tratamento urbano, digno e respeitoso era o objetivo [do HC]. O ministro Pazuello pretende responder todas as perguntas. Porém, como toda e qualquer testemunha tem o direito ao tratamento digno, urbano e respeitoso”, disse Hardmann à coluna da Folha.

Na sexta (14), a TVGGN discutiu, com convidados especiais, a situação de Pazuello na CPI. Os advogados Luís Guilherme Vieira e Bruno Salles defenderam o direito ao silêncio de Pazuello porque, embora ele tenha sido convocado como testemunha, os senadores e a opinião pública já enxergam o ex-ministro como investigado.

Assista:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome