Em mais um ataque à vacina, Bolsonaro afirma que não aprovará passaporte sanitário

A afirmativa foi feita na manhã desta terça, dia 15.

Jornal GGN – Aos seus seguidores, no cercadinho do Alvorada, Jair Bolsonaro disse que vai vetar o projeto de lei que trata do Certificado de Imunização e Segurança Sanitária (CSS), que dá livre circulação de pessoas vacinadas em espaços públicos ou privados. Este projeto se espelha no passaporte para vacinas da União Europeia.

A afirmativa foi feita na manhã desta terça, dia 15. ‘O que você acha do passaporte da Covid’, perguntou-se o douto presidente. E ele mesmo se respondeu: ‘Sem comentário. A vacina vai ser obrigatória no Brasil? Sem cabimento’. E a prosa consigo continuou, atacando países que tornaram regra a vacina para circulação de pessoas em locais públicos e entrada em suas fronteiras. E ironizou que agora vai-se obrigar todo mundo a tomar vacina.

Daí, após o diálogo consigo, Bolsonaro complementa que vetará a lei, mas respeitará se o Congresso derrubar o veto. Daí conformou-se, se derrubar é lei.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome