O som de Thiago Ramil, por Aquiles Rique Reis

Tudo o que cria é parte da concepção que une um universo pleno de fantasias díspares – fruto de um pensador inquieto unindo modos díspares de conceber música.

O som de Thiago Ramil

por Aquiles Rique Reis

Hoje é dia de O sol marca O andar do tempo E a imensidão do universo Todo dia (independente), de Thiago Ramil, com ilustrações a cargo de Álbum Visual. Impressiona ver como Thiago arrisca ao pensar. Tudo o que cria é parte da concepção que une um universo pleno de fantasias díspares – fruto de um pensador inquieto unindo modos díspares de conceber música.

O longo título do EP vem da soma das quatro faixas lançadas anteriormente, mas uma a uma. Hoje, elas vêm meio “imprensadas” num só EP. Quem sabe se, juntas sim, mas por exemplo num álbum duplo, o espaço a mais permitiria um maior entendimento de cada ideia?

 O release: “(…) O disco passeia por transições coloridas, em animações: verão – amarelo; outono – vermelho; inverno – azul; e primavera – verde. As músicas variam de cor e som na medida em que se afastam de uma estação e se aproximam da outra”.

E segue: “(…) O álbum recebeu o cuidado de quatro produtores musicais e quatro artistas visuais diferentes para representar cada fase do disco. Lançadas ao longo do mês de abril, num conjunto de quatro EPs, as músicas revelam distintas linguagens artísticas (…) Quatro caminhos diferentes com elementos que se amarram por um fio condutor. (…) Tanto do ponto de vista musical das composições de Thiago, quanto do visual de Geórgia Macedo (bailarina e antropóloga), cuja beleza permeia os vídeos como um dispositivo artístico a mais”.

Nas multicriações de Thiago Ramil, samba e imagem sugerem os caminhos.

Aquiles Rique Reis, vocalista do MPB4

Faixa 1: Abre com o samba “O Sol Marca” (Verão). Produção musical: Felipe Zancanaro e Vini Albernaz; direção do álbum visual:  “Ilha Maravilha (Vini Albernaz, Marcelo Gafanha e Alércio Pereira); músicas: “Janela do Rosto” (Thiago Ramil, Thayan Martins)”, participação de Thayan Martins; “A Pulga” (Thiago Ramil, Jonas Samauma); “Acúmulo” (Thiago Ramil, Geórgia Macedo, Gutcha Ramil, Andressa Ferreira); “Manequim” (Thiago Ramil), participação de Pâmela Amaro.

Faixa 2: “O Andar do Tempo” (Outono) inicia com um samba esperto. Produção: Guilherme Ceron; direção do álbum visual: Lucas dos Reis; músicas: “Receita” (Thiago Ramil, Gabriel Nunes (Cabeça), Geórgia Macedo, Samira Calais); “Cheiro da Chuva (Thiago Ramil, João Ortácio); “Marujo” (Thiago Ramil, João Ortácio, João Salazar).

Faixa 3: Inicia com outro samba, “E a Imensidão do Universo” (Inverno). Produção: Pedro Dom; direção do álbum visual: Isabel Ramil e Geórgia Macedo; músicas: “Ser” (Thiago Ramil, Guilherme Becker, Pedro Dom), participação: Banda Alívio; “Gravidade” (Thiago Ramil, Pedro Dom); “Roda” (Thiago Ramil).

Faixa 4: Inicia com o samba “Todo Dia” (Primavera). Produção musical: Andressa Ferreira; direção do álbum visual: Guilherme Becker; músicas: “Voltar a Voar” (Thiago Ramil, Geórgia Macedo), participação: Marissol Mwaba; “Das Oito às Oito” (Thiago Ramil, Ricardo Borges), participação: Gutcha Ramil; “Aroma de Romã” (Thiago Ramil, François Muleka, Jairo Pereira, Jady Hauani).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome