Home Editoria Cultura Saudades de Noel, por Aquiles Rique Reis

Saudades de Noel, por Aquiles Rique Reis

0
Saudades de Noel, por Aquiles Rique Reis

Saudades de Noel

por Aquiles Rique Reis

A esta altura do campeonato, se vivo fosse, Noel Rosa estaria completando 110 anos de vida, música e brasilidade. Para reverenciá-lo, temos o álbum Outras Bossas (gravado nos estúdios da Fatec de Tatuí/SP e lançado pela Gravadora Experimental), nascido do desejo da cantora Jacque Falcheti de reverenciar Noel Rosa.

Para tal ela convidou Gabriel Peregrino (vibrafone), Guilherme Saka (guitarra) e Théo Fraga (contrabaixo): o Trio Retrato Brasileiro. Juntos, foram em busca de músicas pouco conhecidas de Noel.

Foram muitos os recursos eletrônicos usados na guitarra, no contrabaixo e no vibrafone usados pelo trio. Como instrumentos harmônicos que são, eles se valeram de mil e um recursos técnicos, através dos quais trataram de fazê-los soar também como instrumentos rítmicos. Assim, ó: com a guitarra, o som de um tamborim; com contrabaixo, o som de um surdo, e com o vibrafone, um repique de anel, por exemplo.

Esse recurso valeu também para ampliar os instrumentos de cordas. Foi quando contrabaixo e guitarra transfiguraram seus sons originais em violão de sete, cavaco, viola caipira ou em bandolim, por exemplo.

Quando eu tomei conhecimento da utilização desses recursos técnicos na gravação, me espantei. Como assim, Noel Rosa com Pro Tools?  O contrabaixo fazendo a vez do surdo? O vibrafone substituindo o repique de anel?

Ponho o disquinho Outras Bossas para rodar. Cabreiro, desde o início, eu temia estranhar as “modernidades sonoras”… e não é que elas arrasaram.

Isso é que dá ter “medo de música”, de qualquer música. Há que as ouvir todas, sempre, nem que seja apenas para confirmar que não gostou. Eu apostei e gostei!

O som dos meninos trouxe amplitude ao canto de Jacque Falcheti. Além de que, juntos, revitalizaram parte importante do repertório de Noel.

A voz de Falcheti tem personalidade – impressão reforçada ao longo de cada audição. Seu timbre, sua afinação e suas divisões rítmicas são capazes de sensibilizar a todos que têm Noel como baluarte da música brasileira.

Os arranjos de Jacque Falcheti e do Retrato Brasileiro são justamente o que se poderia esperar de um CD em homenagem a Noel Rosa e à sua música. Ouvi-las aumenta a certeza de que a música popular brasileira, pela sua diversidade, é mesmo a melhor do mundo. Outras Bossas é trabalho a ser escutado com atenção.

Aquiles Rique Reis, vocalista do MPB4

Repertório:

“Minha Viola” (Noel Rosa)

“Estátua da Paciência” (NR e Jerônimo Cabral)

“João Ninguém” (NR)

“Mulato Bamba” (NR)

“Tipo Zero” (NR)

“Remorso” (NR)

“Você É Um Colosso” (NR)

“Meu Barracão” (NR)

“Maria Fumaça” (NR)

“Samba da Boa Vontade”  (NR e João de Barro) / “Quem Ri Melhor” (NR)

Ficha técnica:

Produção Geral: Jacque Falcheti e Retrato Brasileiro

selo: Gravadora Experimental

produtor e supervisor geral da Gravadora Experimental: José Carlos Pires Juniormixagem: Daniel Mariano

masterização: Nico Braganholo

engenheiro de gravação: Lucas Bigas

assistente de gravação: Caio Pavani

produção executiva: João Batista e Vitor Miyai

gravado nos estúdios da FATEC – Tatuí/SP.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Sair da versão mobile