Sindicato de Xapuri rebate declarações de Marina

do Blog de Antonio Ateu

Eleições 2014: Desenhando Para Marina Silva

Quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

Nota de esclarecimento sobre a declaração da candidata Marina Silva no debate da Rede Bandeirantes

Leia a nota divulgada pelo Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Xapuri (Acre)

 

Diante da declaração da candidata à Presidência da República para as próximas eleições, Marina Silva, onde esta coloca o companheiro Chico Mendes junto a representantes da elite nacional, o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Xapuri (Acre), legítimo representante do legado classista do companheiro Chico, vem a público manifestar-se nos seguintes termos:

Primeiramente, o companheiro Chico foi um sindicalista e não ambientalista, isso o coloca num ponto específico da luta de classes que compreendia a união dos Povos Tradicionais (Extrativistas, Indígenas, Ribeirinhos) contra a expansão pecuária e madeireira e a conseqüente devastação da Floresta. Essa visão distorcida do Chico Mendes Ambientalista foi levada para o Brasil e a outros países como forma de desqualificar e descaracterizar a classe trabalhadora do campo e fortalecer a temática capitalista ambiental que surgia.

Em segundo, os trabalhadores rurais da base territorial do Sindicato de Xapuri (Acre), não concordam com a atual política ambiental em curso no Brasil idealizada pela candidata Marina Silva enquanto Ministra do Meio Ambiente, refém de um modelo santuarista e de grandes Ong’s internacionais. Essa política prejudica a manutenção da cultura tradicional de manejo da floresta e a subsistência, e favorece empresários que, devido ao alto grau de burocratização, conseguem legalmente devastar, enquanto os habitantes das florestas cometem crimes ambientais.

Terceiro, os candidatos que compareceram ao debate estão claramente vinculados com o agronegócio e pouco preocupados com a Reforma Agrária e Conflitos Fundiários que se espalham pelo Brasil, tanto isso é verdade, que o assunto foi tratado de forma superficial. Até o momento, segundo dados da CPT, 23 lideranças camponesas foram assassinadas somente neste ano de 2014. Como também não adentraram na temática do genocídio dos povos indígenas em situação alarmante e de repercussão internacional.

Por fim, os pontos elencados, são os legados do companheiro Chico Mendes: Reforma Agrária que garanta a cultura e produção dos Trabalhadores Tradicionais e a União dos Povos da Floresta.

Xapuri, 27 de agosto de 2014

José Alves – Presidente

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

21 comentários

  1. No ponto

    “Terceiro, os candidatos que compareceram ao debate estão claramente vinculados com o agronegócio e pouco preocupados com a Reforma Agrária e Conflitos Fundiários que se espalham pelo Brasil, tanto isso é verdade, que o assunto foi tratado de forma superficial. “

    Incluam ai as demarcações indigenas. Eh triste ver o descaso de todos os candidatos (não vi Marina tampouco dispor sobre esse assunto) com a causa do povo indigena no Brasil. 

  2.  
     
    Talvez  a  Federação dos

     

     

    Talvez  a  Federação dos Rurais e até a Contag  se pronunciem  .

     Osmarina  taxou todos trabalhadores das lavouras como elite .

  3. politica ambiental em curso (…)

    1 – Se a politica ambiental em curso (…) foi idealizada por Marina e seu Ministério, o que pensar do atual governo que lhe deu continuidade?!… 2 – Votarei em Dilma mas confesso que as argumentações do Gunter Zibell (não como post-título, http://jornalggn.com.br/noticia/a-ideia-do-novo-na-politica-brasileira-por-wagner-iglecias#100 , mas no meio de muuuitos comentários) possam colaborar pra quem se der ao luxo de se abrir e de pelo menos apreciar seus argumentos, e não ficar só nas abundâncias de uma única posição – e suas nuances, não mais que nuances – que beira fanatismos. Gunter escreveu “Marina e o possível fim do uso do obscurantismo na política” e mais comentários dele sob o mesmo post e uma série de links que cita.

  4. O texto detonou o Governo do PT

    Criticou  política ambiental que, em última análise, é do Governo do PT, criticou a omissão diante da morte de líderes camponeses, criticou a política indígena e ainda por cima criticou a política de reforma agrária capitaneada pelo governo federal!

    Marina é citada na crítica en passant! Toda a crítica é centrada no governo de Brasília do PT!!

    • Argolo, tudo bem, calma.

      Argolo, tudo bem, calma. Também foi dirigida ao PT, isso ficou claro. 

      Vc tá percebendo que estas a utilizar tudo que vc criticas em relação aos petistas?

      Está relativizando da mesma forma que vc acusa os outros. Calma, deu para entender que ninguém escapou. 

       

  5. Incoerência pouca é bobagem.

    Para derrubar Marina, o petismo repercute matéria do PSTU e nota de um sindicato de sua Central “correia de transmissão” Conlutas.

    No campo do socialismo, o PSTU se caracteriza por uma visão extremamente obreirista, estreita e sectária. Possui pouca ou quase nenhuma formulação teórica sobre ambientalismo, alguns de seus veteranos e experimentados quadros me fizeram essa confissão. Um deles me contou os motivos, pelos quais não participaram da Cúpula dos Povos, evento paralelo da Rio + 20. Puro sectarismo, não participaram porque divergiam da comissão que organizava o evento, desprezando assim os movimentos e grupos sociais participantes; índios,  catadores de lixo, pescadores artesanais, quilombolas, estudantes, trabalhadores e militantes do ambientalismo popular.

    Sim, existe um ambientalismo de raiz popular e Chico Mendes foi uma de suas maiores lideranças, talvez a primeira de expressão mundial. Negar essa dimensão de sua luta é obreirismo estreito.

    No seu velório, Lula fez uma interveção emocionada, ressaltando essa característica pioneira de Chico Mendes, de associar a luta pela sobrevivência dos trabalhadores e povos da floresta, contra os grileiros da Amazônia e o latifúndio, com a causa de preservação do meio ambiente. Na época ninguém, nem o PT e nem o PSTU, chiou contra mostrar Chico Mendes como um pioneiro do ambientalismo de cunho popular. Fazem agora, por mero oportunismo eleitoral. Confiram o vídeo:

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=5gS4cX3AHlw%5D

     

    • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        O papai smurf, defensor maior das florestas, dos índios e da pureza das coligações  vindo em socorro da fadina de araque que tem um ruralista como vice kkkkkkkk essa foi a melhor

      Marina é tão “coerente” quanto seus defensores, não é o PT o ultramoralista( cristão inclusive) defensor da castidade político-partidária, mentem quando dizem qu odeiam coligações depois mentem quando dizem que é o PT que faz isso, é um negócio doentio.

      esses “apartidários”…

       

      • Onde está a defesa de Marina, juncalgão idiota?

        Meu voto é comunista, voto e faço campanha para Mauro Iasi nestas eleições.

        Minha postagem faz crítica da incoerência petista, essa mesma que você expõe ao dizer que Marina tem um vice ruralista. Que moral tem o PT para criticar aliança com ruralista de alguém qualquer? Logo o partido aliado da Kátia Abreu, o partido que em seu governo apresentou o atual código florestal. O partido de duas caras, que há vinte e cinco anos, quando estava na oposição, aparecia em público, pela voz de sua principal liderança, enaltecendo a luta ambiental de um de seus fundadores, o Chico Mendes, e que hoje se junta a uma de suas dissidências, o PSTU, para para negar a dimensão pioneira daquele militante.

        O PT e o PSTU juntinhos, quem diria! Mas não foi o segundo que perdeu a coerência com sua visão estreita da realidade. Foi o PT, com o desepero  frente a ameaça de candidatura rival, que sai pelas redes sociais divulgando um manifesto do PSTU, onde sobram críticas acérrimas às políticas do PT. Que coerência tem um PT, ao fazer eco de uma nota onde existem críticas duras… ao PT?

        Continuo comunista e ambientalista, acho que esta última causa veio para se incorporar de vez na luta pelo socialismo. O ambientalismo é antes de mais nada a luta pela preservação do habitat da humanidade, nenhuma espécie sobrevive à destruição de seu habitat; se o socialismo é a sociedade de igualdade, solidariedade e fraternidade com as gerações presentes, o ambientalismo é a causa para estender esses mesmos valores para as gerações futuras; nem o socialismo, nem nehuma outra civilização pode perdurar, com a presente destruição avassaladora dos recursos da natureza promovida pelo capitalismo.

        Mas nada disso significa, o enganjamento acrítico com qualquer aventureiro ou oportunista que abrace essa causa. Os comunistas estão com a causa de preservação do meio ambiente, do habitat, da humanidade; defendem a causa dos índios, pois são parte integrantes da humanidade e asim defendem suas florestas, pois estas são seu habitat; os comunistas são contra a remoção de índios e populações camponesas, para implantação de projetos de acumulação do capital. Enfim, os comunistas são favoráveis à preservação ambiental, não com a preservação do capital.   

         

  6. Raposa  Serra do Sol, o que é

    Raposa  Serra do Sol, o que é ? Disneylândia? Território  de fazer inveja a muito país  europeu e que valeu reação de generais saudosos da  redentora,como o tal de Heleno.Demarcação justa,seria devolução integral do território nacional aos remanescentes da época cabralina e nós  seriamos meramente  locatários,meeiros e invasores…

  7. Marina x PSTU?

    Particularmente acho que a Marina tem mais autoridade para falar do Chico Mendes do que o PSTU. Mas enfim…

    Aliás, Marina tem mais autoridade pra falar sobre qualquer coisa que o PSTU. E olha que eu nem gosto dela!

  8. Mais uma mentira de Dilma.

    Chico Mendes não era ambientalista?

    Vai dizer isso pra Dilma.

    LEI Nº 12.892, DE 13 DEZEMBRO DE 2013.

     

    Declara o ambientalista Chico Mendes Patrono do Meio Ambiente Brasileiro.

    A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: 

    Art. 1o  O ambientalista  [Bem grandão: AMBIENTALISTA.] Chico Mendes é declarado Patrono do Meio Ambiente Brasileiro. 

    Art. 2o  Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. 

    Brasília, 13 de dezembro de 2013; 192o da Independência e 125o da República. 

    DILMA ROUSSEFF
    Miriam Belchior
    Izabella Mônica Vieira Teixeira

    http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=1&data=16/12/2013

     

     

  9. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome