Vazamentos suíços, canalhices brasileiras, por Alberto Dines

do Observatório da Imprensa

CASO HSBC, SWISSLEAKS

Vazamentos suíços, canalhices brasileiras

Por Alberto Dines

Para mostrar-se isento, imparcial, impecável e imaginando que fazia história, a edição de sábado (14/3) de O Globo resolveu escancarar suas culpas e revelar os nomes dos empresários de mídia, herdeiros, cônjuges e jornalistas que mantinham contas secretas na Suíça.

Entre os sete profissionais vivos estão os quatro filhos deste observador agrupados como “Família Dines”. Embora classificados como “jornalistas independentes”, adultos e efetivamente independentes, aparecem identificados pelo nome do pai que apenas se prontificou a prestar esclarecimentos ao repórter já que três deles vivem no exterior há cerca de 30 anos, não têm conta bancária nem declaram rendimentos no Brasil.

O mesmo e perverso sistema que consiste em identificar as proles pelo nome dos pais não foi usado ao mencionar a conta secreta da falecida Lily de Carvalho, viúva do também falecido Roberto Marinho, cujos três filhos comandam o mais poderoso grupo de mídia da América Latina.

Seguindo a infame lógica que levou o jornal a colocar este observador no meio de supostos infratores, também os filhos de Roberto Marinho – o primogênito Roberto Irineu Marinho, o filho do meio João Roberto Marinho e o caçula, José Roberto Marinho (ou um deles em nome dos demais) – deveriam ter sido nomeados e feito declarações para explicar os negócios da madrasta.

O certo seria dar voz a João Roberto Marinho (que fala em nome da empresa e dos acionistas majoritários, além de comandar o segmento da mídia impressa) para dar as explicações que o Globo generosamente preferiu encampar no próprio texto da matéria para não macular a imagem do grande chefe.

João Roberto Marinho é uma figura decente, este observador assim se considera igualmente. João Roberto Marinho foi poupado pelos subordinados; já este observador foi incluído numa relação precária, suspeita, e que, além disso, diz respeito apenas a correntistas e/ou beneficiários.

História suja

Onde está a equidade, a isonomia? Ficou no aquário da redação alimentando a hipocrisia e a onipotência dos que se sentem senhores do mundo e da verdade. Ao jornalista profissional, crítico da mídia, persona non grata para os barões da imprensa e seus apaniguados, o rigor deste insólito código que se serve de um sobrenome para avacalhar todos os que também o usam. Nos cálculos deste observador há no Brasil outros oito membros da honrada família Dines que nada têm a ver com o caso HSBC. Ao falar de Roberto Marinho ou Octavio Frias de Oliveira, suas respectivas proles – por cavalheirismo – foram poupadas.

Este observador vive do seu salário de jornalista há 63 anos. Numa idade em que outros vivem dos direitos autorais, poupança ou investimentos, este profissional vive dos rendimentos de um PJ (pessoa jurídica) sem direito a férias, plano de saúde e outras regalias dos celetistas. Há 17 anos consecutivos é obrigado a passar dois dias por semana no Rio e nos demais trabalhando dez ou doze horas diárias para obter o suficiente para viver com algum conforto.

Se os meus filhos fossem “laranjas” como alguns idiotas das redes sociais tuitaram, as obras de sua casa no Rio – único bem que possuo –, paradas há mais de um ano, já estariam terminadas e o estresse das viagens, eliminado. Meus filhos são adultos, com mais de 50 anos, solteiros, independentes. Nunca perguntei quanto herdaram, quanto guardavam, nem onde. Não tenho conta na Suíça, não tenho poupança, CBDs, ações, investimentos nem no Brasil nem em lugar algum.

Meus filhos têm mais de 50 anos, vivem no exterior há cerca de 30 anos (exceto o caçula, no Rio, beneficiário dos irmãos). Os valores foram herdados da mãe, com quem fui casado em regime de total separação de bens, e de quem me separei em 1975. Eles estão pagando por causa das trapalhadas dos parentes maternos (a família Bloch) e o pai, que deles se orgulha, envolvido numa história suja armada por empresas jornalísticas que, para limpar o seu nome, não se importam em macular a vida, carreira, escrúpulos e sacrifícios de outros.

Pretendo continuar a viver da minha profissão, renda ela o que render, porque para mim jornalismo não é apenas sobrevivência. É opção de vida limpa, digna, honesta.

Em Tempo –  O que significa ‘jornalista independente’?

Na relação das “contas secretas” no HSBC suíço divulgadas no sábado (14/3) pelo Globo e pelo blog de Fernando Rodrigues no UOL há 22 empresários de mídia e sete jornalistas: quatro deles classificados como “jornalistas independentes”  e com o sobrenome Dines. Qual o critério que norteou esta classificação profissional se apenas dois deles têm diploma de jornalismo, mas deixaram o seu exercício há pelo menos 15 anos?

A explicação é simples: se arrolados em outra relação, a lista dos profissionais sairia ainda mais mirrada e a dos empresários ganharia ainda mais relevância.

Para equilibrar e mostrar que empresários e jornalistas são farinha do mesmo saco foi preciso forçar uma qualificação profissional enganosa só porque com o mesmo sobrenome há um conhecido jornalista na ativa.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

47 comentários

  1. Esta lista do HSBC é aquele

    Esta lista do HSBC é aquele pedaço de madeira no qual a Rose consegue se salvar do naufrágio do Titanic (o pobre do Jack não conseguiu). Quem perde todas as suas bandeiras (ética, coerência) como o PT se agarra em qualquer coisa. Tipo “eu me fudi mas vou levar um monte comigo”. Alberto Dines é um homem acima de qualquer suspeita, que está sendo (mais uma) vítima deste processo…

    • Menas, menas… Quem divulgou

      Menas, menas… Quem divulgou a lista com o Dines nao foi o PT, foi o Globo. Por outro lado, Dines, que claramente foi utilizado para uma manobra diversionista, devolveu mas nem tanto. Quando diz que Roberto Marinho é um cara decente e ele, Dines, também é, dá um tiro no pé. Não dá para se por no mesmo barco do “dr” Marinho.

    • É impressão minha ou você

      É impressão minha ou você está insinuando que a culpa da caluniosa inclusão de Alberto Dines na lista do HSBC é culpa do PT?

      Meu Deus…onde nós vamos parar? As pessoas simplesmente perderam totalmente qualquer rastro ou cheiro de bom senso (para não dizer outra coisa). Este episódio somente mostra como atuam aqules em que VOCÊ acredita. Talvez fosse importante fazer uma reflexão sobre a maneira como tudo que acontece neste país é relatado. Ah, me esqueci…é muito mais fácil acreditar neles e odiar o PT!!!

  2. A GLOBO e seus canalhas

    Tudo que não presta ao Brasil é representado pela GLOBO e o PIG. A canalhice de sempre utilizam uma concessão pública para trapacear, enganar e confundir a população e não informar!

  3. Parabens ao Dines, explicou ,

    Parabens ao Dines, explicou , tudo direitinho, bateu levou, não demorou nem 1 dia para responder,pena que os governos  não seguem a mesma linha.

  4. Pois, caberá à família Dines

    Pois, caberá à família Dines – apenas e infelizmente – acionar o globo na justiça por danos morais. Essa “mérdia” só prospera por conta da leniência da dita (in)justiça que nos infesta. Ao jornalista, minha solidariedade.

  5. Posso discordar do Dines em

    Posso discordar do Dines em muita coisa, mas que ele mostrou muita dignidade ao ver seu nome incluído nessa lista, isso ninguém pode negar. Mais do que nunca esse fato vai servir para que haja uma reação positiva quanto aos ataques sem provas a qualquer pessoa. Quando um de nós é atingido, sentimos na pele o que significa. 

    • O suição é só um caso. Falta

      O suição é só um caso. Falta verificar em todos os bancos no exterior e tudo que andaram comprando em todo exterior. O fato do cara ter comprado,m por exemplo, apartamento, fazenda, na Argentina, sem declarar no Brasil é parte do mesmo caso

  6. Alberto Dines

    Durante toda a minha carreira como professor sempre acompanhei o trabalho do jornalista Alberto Dines. Ser bem informado era fundamental para um professor de Geografia. Não sei se ainda é.

    E fiquei chocado como foi colocado o nome desse jornalista no caso HSBC. Sabiam o que estavam fazendo. Ao colocar o nome do A. Dines, evidentemente alheio a questão de contas na Suiça, criaram o mote para os canalhas poderem alegar total isenção se distanciando das suas relações de parentesco. Minha total solidariedade ao A. Dines.

     

  7. Somente posso rir…

    as hienas se comendo umas as outras (sic) e as  carcaças desses animais submissos em putrefação pelos cantos da hipocrisia.

    Em tempo: para ser jornalista não há necessidade de ter diploma de jornalista. Que o diga O mainardi!

  8. Armação, Dines!

    Sabemos que, pra você, “jornalismo não é apenas sobrevivência; é vida limpa, digna, honesta.”

    Quanto aos Barões da Mídia, este quadrinho do Edgar Vasques explica melhor:

     

  9. Dines, um jornalista com um

    Dines, um jornalista com um passado que merece elogios ser avacalhado pela mídia golpista.

    Dines, exerça o jornalismo que sempre exerceu,. Aproveite e dê uma de jornalista investigativo e obtenha essa lista que é liberada a conta gotas e desmascare toda essa midia canalha. Há!! Se tivesse petistas nessa lista, já tinham feito um auê.

    Vamos desmacarar esses golpistas moralistas(?).

    Já que a Dilma não reage a esses ataques sórdidos da mídia, obtenha para nós essa lista dos entreguistas do Brasil

  10. Fico bastante feliz com a

    Fico bastante feliz com a matéria desse grande e importante jornalista, que tem tido, de há muito, como pincípio mostrar ao povo, incauto, como se deve ler as notícias, e deixar a burrice de lado. No fundo, esse jornalista, de prestígio, no Brasil, tem dito, em outras palavras, para o povo cuidar com a leitura ds informações dos jornalões, da VEJA, e d todas as outras revistas, que não cansam de desinformar o povo. Um desinformação criminosa, doente, anti-patriótica, que se baseia em engrandecimento pessoal das empresas e de seus empregados, jornalistas, subservientes aos patrões, na medida em que, precoupados com seus salários, perderam a dignidade, o senso ético, ou tudo que um dia possam ter estudado nos livros didáticos sobre jornalismo com J maiúsculo.

     

  11. se estiver chovendo, e a

    se estiver chovendo, e a Globo diga que esta chovendo, ainda assim duvido, tal o nivel de descredito que tem pra mim esta empresa!!!!

  12. Lista HSBC

    Li recentemente o livro Vargas do jornalista Lira e lá num trecho é narrado que Bejó apelido de um dos irmãos de Vargas vai a um restaurante onde estava o irineu marinho e dá-lhe umas bolachas na fuça, no meio de todo mundo. Fruto de umas mentiras escritas no jornal deles “o globo”, envolvendo o irmão de Vargas para assim atingir o presidente. Que o irmão do Vargas não era flor que se cheirasse todos sabiam, mas que fez um belo serviço à nação, isso fez. Deu um prazer enorme ler e tomar conhecimento desse fato que eu desconhecia. São pulhas pelo gene, lesa-pátrias.

  13. para quem sempre defendeu que “jornalismo é serviço público”…

    “e não espetáculo”

    é chegada a hora de revelar tudo o que sabe e certamente tem a respeito da família Marinho

    que tal fazer uso dos espinhos que te cravaram de forma vil e injusta, mas para espetar os dedos daqueles que agora acreditam te ter nas mãos?

    manifestação de revolta já é um bom começo, mas só isso não vai mudar nada

  14. Pelas costas

    Pois é, Dines. Você levou o jornalista do uol para falar mal do governo na TV Brasil. Enquanto ele e o outro do globo eram entrevistados por você, o punhal já se dirigia as suas costas.

    Você nunca mais vai entrevistar inimigos do mesmo jeito.

  15. O PIG manipula

    O PIG publicou a lista de empresas jornalísticas. O que causa estranheza é que esta lista estava em mãos do jornalista do UOL. Semana passada o procurador da lava jato Delton Dellagnol foi convidado para um almoço na Folha pelos Frias. Um deles herdou a conta do pai na Suíça. Alguém falou? A Folha teve negócios com a ditadura como a antiga rodoviária de São Paulo. Pasmem! Não havia as parcerias público privadas. Como se deu este negócio? Até hoje estamos sem respostas. E hoje editorial da Folha tergiversa sobre o impeachment, mas até agora a empresa não explica por que o nome de Frias se encontra nesta lista. Quem exige transparência deve dar o exemplo. E os Frias devem ser cobrados pela Operação Bandeirantes. A lei precisa bater nas portas dos fariseus.

  16. É  impressionante o efeito

    É  impressionante o efeito manada da turminha.

    Primeiro gritavam pela publicação da lista e quem comentava que isso prejudicaria heterossexual inocente, porque em tese, ter conta no exterior não é crime, tomou cadete de tudo quanto foi lado.

    Aí a globo passa a ter acesso a lista e publica o que verificou em pouco tempo, diferentemente do outro jornalista, amplamente criticado por aqui. E a turminha saiu batendo forte na globo, porque o nassif viu interesses escuros da globo em publicada.  

    Agora vem o jornalista dentes batendo na globo e usando de argumento estúpido e o que faz a turminha? Começa a dizer que a lista é armação.

    Fui ler a reportagem do jornal O bloco e ver a tal lista que tanto indignou o jornalista. 

    Ele reclama que os filhos são jornalistas mas não exercem a profissão. E daí?  A reclamação só faria sentido se os filhos dele fossem artistas ou contadores e nunca tivessem passado perto de um jornal salvo para lê lo. 

    Ele reclama que ele vive do trabalho. E daí? Em nenhum momento a reportagem diz que ele esta na lista. Informa apenas que os quatro dentes da lista são os filhos do jornalista em questão.

    Ele afirma que dos quatro, três moram fora do país e que o dinheiro e herança da mãe deles da família bloch. Tudo bem, ocorre que o jornalista não explicou se o dinheiro foi devidamente informado para a receita, porque quando você se muda você tem que informar a receita. E por outra, o filho que ficou no Brasil,  fica isento de dar respostas porque os demais moram lá fora?

    Ele afirma que o tratamento dado a lily Monteiro foi diferente. Que ela deveria ter sido chamada pelo sobrenome marinho e que os marinho, donos do globo deveriam explicar. Pra quem é jornalista faltou pesquisa e sobre ataque gratuito. Porque? Porque a reportagem não esconde que a tal lily foi casada com o Roberto marinho, mas informa que a lista a aponta com o sobrenome do primeiro marido e o beneficiário e uma fundação que leva o nome do filho dela com o primeiro marido. Uma pesquisa simples na internet prova que os herdeiros dela são esse filho, um adotado após a morte do primeiro marido, netos e novas.  Os filhos do Roberto marinho não eram herdeiros dela. Então se alguém precisaria ser chamado a dar explicações seria o primeiro filho dela, se é que está vivo, já que e seu nome que está na fundação beneficiada e no limite seus herdeiros. O que os marinho, os filhos do marido dela que morreu antes dela teriam a ver com isso? Já os filhos do dentes estão na lista. Eles são os responsáveis pelas explicações. A gritaria do jornalista só faria sentido se os filhos do Roberto marinho estivessem na lista e a globo não informasse ou desse um jeito de deixar a notícia de lado, mas não foi isso que ocorreu, não é mesmo?

    O jornalista cita que os filhos estão pagando pelas trapalhadas da família materna,  os blochs. Que trapalhada? Se o dinheiro é herança da mãe falecida mas é uma trapalhada da família dela, o que isso significa? Que o dinheiro é não declarado e ficou assim depois de herdado pelos filhos? Sua explicação não ajuda em nada e como no fundo ele sabe que não ajuda, então ele parte para o ataque e o faz por conta de uma questão.  Diz que andou saindo nas redes sociais que os filhos são laranjas dele. Ele tece considerações e aí joga a grande isca que atrai a blogosfera como sangue na água atrai tubarões,  porque basta atacar a globo e a massa se avoluma a defender o jornalista,  a mesma que havia pouco tempo reclamava que a lista era escondida. Basta ver os comentários já postados. A lista que se almejava ser arma de destruição em massa de tucanos virou armação mentirosa da globo.

    A lista de contas no exterior não é atual e algumas delas já na época não tinham valores depositados. O que é preciso saber para separar inocentes de culpados e ir atrás dos titulares, se vivos, e beneficiários, empresas pessoas físicas ou fundações e saber se as contas quando foram abertas e suas movimentações foram declaradas para a receita. Se foram não é crime pouco importa o volume de dinheiro. Se não foram, que se exija os devidos processos legais.

    De resto o que temos da fala do jornalista e da reportagem é que os filhos do jornalista dentes estão na lista e segundo o próprio pai por trapalhadas da família materna, logo cabem explicações. 

    E quanto a família marinho, que aparece nos documentos era a segunda esposa do Roberto marinho com o nome do primeiro casamento e o beneficiário dela,  uma fundação que leva o nome do primeiro filho dela. quem tem de dar explicações são essa fundação e os herdeiros dela que não são os filhos do Roberto marinho, frutos de um primeiro casamento também.

     

  17. A mídia é muuuito esperta.

    A mídia é muuuito esperta. Para desvirtuar, primeiro joga na lama aqueles que eles (mídia) acham que não são tão poderosos. Massss, segundo  a faia, digo, folha, o governo federal já pediu a tal lista, com TODOS os nomes para a França. Então, pelo que se pode constatar, através das últimas “notícias(?)”, os barões da mídia e outros estão pondo as barbas de molho. Vamos esperar e, que TUDO fique muito claro para o povo informado e também para o povo manipulado deste país.

  18. Que que isso Sr. Dines, a

    Que que isso Sr. Dines, a liberdade de imprensa é inatacavel, os filhotes estã la na lista, ninguem está mentindo e o Sr. não tem o direito de ameaçar, de cercear a sagrada missão jornalística de divulgar os fatos. Não podemos pactuar com tentativa ditatorial de tentar pautar a mídia. O Sr. está errado Sr. Dines, o interesse da informação ao público vem em primeiro lugar, quer o senhor goste ou não. Mas uma coisa me chamou a atenção, o senhor agora está um pouquinho diferente de uns meses atrás quando intransigente dizia que a imprensa não tinha tendência, o senhor se mantinha impávido ante absurdos midiáticos então praticados . . . . e agora grita? . . . que que foi? espetou o senhor foi? . . . Pergunta para o Pizolatti, para o Dirceu, para o Genoino como é que eles fazem para conviver com isto . . . . mas o senhor não tem muito do que reclamar pois está acompanhado de pessoas como Dona Lily Marinho, o Sr. Roberto, os grandes Frias, enfim, recomendo que o Senhor siga os conselhos da Marta Suplicy . . . . . 

  19. Nada como um dia após o outro

    Quando a Globo fez estardalhaço em torno de mudanças pífias em verbetes da Wikipédia o senhor Dines correu a demonstrar “solidariedade com os agredidos“. Na época eu mesmo lhe avisei que seu verbete também sofrera alterações semelhantes e ele calou a respeito.

    Não satisfeito, repetiu a façanha no dia 20 de janeiro passado, ao atribuir ao BNDES (instituição) a culpa por ato semelhante praticado por alguém que usou a rede do banco.

    Será que agora Miriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg lhe prestarão solidariedade? Duvido. Parece-me que o senhor Dines está só. Ele que não espere respeito, muito menos gratidão dos barões da mídia nem de seus asseclas.

  20. PIG

        Vemos brasileiros convictos que lutam contra a corrupção e confiam nas análises e  informações da livre imprensa. Nem num átimo de lampejo lúcido imaginam que são manipulados por barões da imprensa, que para obter seus propósitos aniquilam reputações e forjam provas. Não há prestação de informações reais, porém há o trabalho diuturno de propagar meias verdades e falsas informações.

       Ao divulgar, finalmente, a listas do HSBC era necessário colocá-la sob suspeita de fidedignidade; dái  o ataque ao jornalista Dines. Quando vemos o espetáculo  patético dos arautos da livre informação manipulá-la sem peias, qualquer pessoa pode ser caluniada e quanto mais independente melhor. Assim, os párias do sistema de informações ou seus críticos são o alvo preferencial dos vitupérios informativos.

        

  21. É dinheiro de herança dos

    É dinheiro de herança dos Blochs ou dinheiro transferidos das contas dos Blochs que já estavam no Hsbc após a morte deles. Por que se for dinheiro que já estava na Suiça temos que saber a origem do dinheiro dos Blochs que deixaram muitos credores sem pagamento aqui no Brasil após a falência do grupo?

    E não adianta agora detonar a goebbels, por que antes sempre lambeu botas dos Martralhas e defendeu a liberdade de expressão da mídia custe o quer custar.

  22. Não esquenta não Dines

    Não esquenta não Dines, essa historia de swiss leaks é só “historicismo”. É fla-flu. Não tem importancia nenhuma. Tenho certeza que você inocente. Você esta apenas sendo util agora!

    PS:Histroricismo foi o termo usado por Alberto Dines para reduzir a importancia da opinião de uma professora de historia sobre os terriveis atentados recentes na França. Fla-Flu é como ele redus a disputa politica entre PT e tuanos porque ele acha cobertura jornalistica é igual?

  23. Dines
    Agora um pouco aliviada com a sua explicação e solidária a sua indignação.
    É preocupante, já que temos a possibilidade de manipulação e falsificação na lista original, e ou a possibilidade da emissão de uma outra lista pela ONG dos jornalistas investigativos, visto o carácter dos mantenedores e da presidente da entidade.
    É óbvio que com a nem tão estranha inclusão da Globo também na divulgação, fica muito mais fácil se excluir e detonar a concorrência.
    Pelo visto então temos 4 listas.
    A vazada pelo funcionário.
    A manipulada pelo banco.
    A original ou não da ONG, que o Fernando sentou em cima.
    E a manipulada pela ONG e a Globo, que malandramente é vazada agora.
    Encabeçada com a falecida supra sumo da elite brasileira, LILLY MARINHO, como laranja madura na beira da estrada e ou boi de piranha, só para dar um ar de imparcialidade.
    E PASMEM!!!
    Todos os demais concorrentes, sem dó nem piedade.
    E aí Boechat???
    Vai deixar barato???
    Vou rir muito da sua cara ao ouvir os seus argumentos em defesa dos seus patrões.
    Creio que teremos aí, briga de cachorro grande!!!

  24. Eu me recuso a discutir

    Eu me recuso a discutir política com viés moralista. Todo moralismo político acaba nas Bruxas de Salém.

    Os cidadãos com um mínimo de seriedade e consciência, nesse país, se arrependerão amargamente de não ter se levantado desde o primeiro dia contra essa caça às bruxas que virou o Brasil, desde o primeiro dia do Mensalão.

    A Globo não deixará nada de pé, só sobreviverá como donos de alguma credibilidade, os carregadores de toneladas de cocaína e seus “honrados” protetores. A intenção é a casa arrasada, a descostrução.

    Mais dia, menos dia, eles chegarão nos homens do Judiciário e das Procuradorias. todos serão jogados  no mesmo limbo que jogaram Dirceu, Genuíno, Palloci, João Paulo e os outros petistas destruídos pelo roldão moralista dos donos da Mídia e  seus Cachoeiras amigos.

    Quando vai chegando a vez de cada um,  a amargura já tomou conta dos destruidos, que viram todos lavarem as mãos ou apontar o dedo na sua hora. E assim, a Mídia vai derrubando um a um; a quem não baixa a cabeça e lhe presta obediência cega. Todos teem genros, noras, filhos, cunhados e só os que desagradam a Globo teem que responder por seus parentes e contraparentes.  Por isso, me interessa muito pouco a vida financeira da família de Dinis, Nassif, Paulo Henrique Amorim ou até Mirian Leitão e Merval. Quero saber de suas posições sobre nosso povo e o que trazem de positivo ou negativo para o Brasil, se fazem um jornalismo para construir ou para destruir o país como faz Merval, Mirian Leitão, Augusto Nunes…..

    Porque a essência que está por trás do comportamento dos patrões da Midiona do Brasil, é dessiminar a idéia que somos um país de Merda e com um povo bosta.

  25. Caro Dines

    Agora você sabe o que é malidiscência, canalhice e manipulação. Imagine que as lideranças do PT sofrem isso todo santo dia. Um dia após o outro. Em nenhum momento foi dito pela matéria de O Globo que seus filhos vivem no exterior, o que certamente é um bom atenuante. Torço para que você tenhas forças para enfrentar tudo isso com coragem e altivez. Não é fácil.   Não há um fiapo de decencia na empresa dos Marinhos. Agora você sabe.  

  26.  
    “Seguindo a infame lógica

     

    “Seguindo a infame lógica que levou o jornal a colocar este observador no meio de supostos infratores, também os filhos de Roberto Marinho… deveriam ter sido nomeados e feito declarações para explicar os negócios da madrasta”.

    É que, como diz PHA, e os subordinados de O Globo concordam, “eles não têm nome próprio”. Por isso não foi possível citá-los.

  27. Dines não faz parte do PIG?

    Dines não fique preocupado pois Randolf  ja  tem assinaturas para a CPI do HSBC, portanto tudo  virá a tona!!!!!Inclusive a Lili Marinho, aquela dos brincos de  diamantes  , e esmeraldas.Tudo   será devidamente rastreado segundo Randolf.

  28. Depois de hoje, ou também por hoje, cassação imediata da Glob

    O Brasil  carrega a Globo faz 50 anos.Junto com ela criou uma geração de despudorados  cínicos e pior que isso  inocentes úteis.Portanto   por  hoje, sem  falar de seu passado fascista,  se o governo  federal   juntamente com seus aliados  tiver vergonha na cara, cassação imediata da Globo, e não deixar o povo   marcando protestos inúteis para manifestações  contra essa empresa  corrupta!!!!

  29. Falsiane

    Depois desse caso, sobre a lista do Hervé Falciani, no programa Observatório da Imprensa, parece que surgiu através da Globo a gíria “falsiane”, além de brotar na lista o nome dos filhos de Dines.

  30. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome