Brasil e Haiti são eliminados da Copa América

Jornal GGN – Domingo, Brasil e Haiti ocuparam os dois últimos lugares de seus grupos e foram eliminados da Copa América. Semana passada, os dois times se enfrentaram em partida realizada nos Estados Unidos. Doze anos atrás, a seleção brasileira de Ronaldo, Ronaldinho e Roberto Carlos também jogou contra o Haiti em partida amistosa na capital do país, o evento é chamado de Jogo da Paz. O Jornal GGN relembra que, dois meses antes do Jogo da Paz, inicou-se a missão MINUSTAH: o Exército Brasileiro passa a ocupar o país.

O MINUSTAH é uma missão do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas e está programado para encerrar em outubro desse ano. O novo comandante-geral do MINUSTAH, Ajaz Porto Pinheiro, disse à BBC Brasil que será o último a partir. De acordo com o Wikipedia, a missão tem o objetivo de desarmar grupos guerrilheiros, fornecer alimentos e fazer a segurança durante eleições presidenciais, entre outros.

O Senado hatiano aprovou por duas vezes a retirada das tropas brasileiras no país. Quando a missão completou dez anos, o senador Jean-Charles Moise pediu que “o Brasil substitua seus tanques de guerra por caminhões agrícolas”.

O Jogo da Paz foi organizado em agosto de 2004 pelo então presidente Lula e o Conselho de Segurança da ONU. O evento levou ídolos da seleção brasileira à cidade de Porto Príncipe, capital do Haiti, numa partida amistosa. O momento foi documentado pela Prodigo Filmes, “Vocês ganharam a Copa foi dois dias de feriado aqui”, diz no vídeo um homem do Exército à Roberto Carlos. Assista abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=xWGFvHW-02g width:700 height:394

Leia também:  A guerra de mentira, por Luís Fernando Veríssimo

Leia Mais

https://haitinominustah.info/

Campanha por um Haiti livre e soberano, do SEPLA

Dunga diz que é bom ganhar de 7 a 1 de uma seleção que começa com A, do Sensacionalista

Curso de treinamento para o batalhão no Haiti, do Exército Brasileiro

Representante da OEA é demitido após criticar MINUSTAH, do Estadão

Brasil deixará Haiti em 2016: “Serei o último a partir”, diz general, da BBC Brasil

“Pedimos que o Brasil substitua seus tanques de guerra por caminhões agrícolas”, diz senador do Haiti, da Revista Fórum

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

10 comentários

  1. Será que meu sonho irá se

    Será que meu sonho irá se realizar? A seleção da cbf/Globo eliminada nas eliminatórias, de preferência na repescagem? Por uma seleção sem tradição no futebol? 

  2. Estou contanto as horas para

    Estou contanto as horas para ver meu sonho realizado: a seleção fora da Copa de 2018. Além do monumental vexame, atrapalharia muito os negócios dos empresários, jogadores-mercenários, CBF e Globo. Quero que eles se f…. A ganância dessa gente destruiu nosso futebol, uma das maiores demonstrações de cultura popular do país.

  3. Relatividade

    Os jogadores brasileiros, muitos jogando na Europa, em estádios bonitos, casa (e bolso) cheio, ficaram na duvida entre jogar contra os Haiti, Venezuela ou Panamá da vida, ou aproveitar as suas férias. Ganhou esta última opção. O Neymar nem precisou entrar em campo para manifestar essa mesma opção. Ainda, a Globo não estava nem aí para essa “copinha” (assim eles devem pensar). As TVs só falam da Eurocopa…..

    É como se quisessem que a mulher do Cunha participasse num desfile de moda na Riachuelo, numa periferia. Jogador brasileiro também gosta de Grife.

  4. Adoro  a seleção brasileira

    Adoro  a seleção brasileira desde criança.

    Pela primeira vez, porem, torci contra ela. 

    Tudo o que o Brasil não precisava no momento seria um oba oba com um sucesso no futebol.

    Seria explorado ao maximo pelo governo golpista.

  5. Seleção que quando perde em

    Seleção que quando perde em vez de ir treinar vai para a esbórnia com contratadas? Torço contra, como disse o maior cérebro que o mundo já viu: loucura é esperar resultados diferentes fazendo sempre o mesmo. Tite? Se tá lascado com esses boleiros de quinta e baladeiros de primeira…..

  6. Globo derruba técnico da Seleção

    Pra quem tem dúvidas de que a Globo manda na CBF, tá ai um exemplo.

    Mesmo com todas as críticas da imprensa esportiva (exceto Globo), a CBF teimava com Dunga no cargo. Vários comentaristas esportivos diziam que a Seleção não tinha variação tática, que Dunga há quase 2 anos no cargo e a Seleção não tinha um time titular definido, que o técnico não tinha moral com os jogadores, etc.

    Porém, enquanto a selecinha rendia audiência para a emissora dos Marinho, nenhuma crítica à Seleção se ouvia por lá. Pelo contrário, imperava o ufanismo de sempre. Diziam que Dunga conseguiu mudar o estilo de jogo da Seleção, que viam melhoras no time e blá blá blá. Até Luciano Huck foi escalado para ajudar no oba-oba da Copa América.

    Com a eliminação precoce do torneio, audiência caindo e prejuízo dos anunciantes; tudo mudou. Galvão e cia declararam guerra a Dunga e a CBF, que prontamente defenestrou o técnico do cargo.

    Não sei como ainda existe gente que não vê relação entre Globo e CBF. Que acha que a emissora não é culpada pela queda do futebol brasileiro. E que pensa que, só por ser uma empresa privada, a Globo pode fazer o que bem entender com o futebol e com um país todo. São os mesmos coxinhas alienados que desfilaram com a camisa da CBF nos protestos anti-Dilma.

    Abaixo à CBF e abaixo à Rede Globo, que destruíram o futebol brasileiro.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome