A PM tem seu dia de debate com Suplicy, e o tema é violência

Enviado por Pedro Penido dos Anjos

do Brasil 247

Suplicy discute com PM e denuncia “violência” em abordagem

“Sou o secretário de Direitos Humanos, vocês não vão fazer isso na minha frente”, disse ele aos policiais; “É minha responsabilidade não permitir agressão”, acrescentou Eduardo Suplicy; em sua página no Facebook, ele denunciou que os PMs jogaram gás de pimenta nos olhos do morador em situação de rua, “bateram em seu corpo com cassetete” e lhe deram uma “forte rasteira”

SP 247 – O secretário de Direitos Humanos do município de São Paulo, Eduardo Suplicy, discutiu nesta terça-feira 16 com um policial militar durante abordagem a dois moradores de rua no Páteo do Colégio, região central de São Paulo, perto da sede da secretaria dirigida pelo petista. 

“Sou o secretário de Direitos Humanos, vocês não vão fazer isso na minha frente”, disse ele aos policiais. “É minha responsabilidade não permitir agressão”, acrescentou.

“Precisei ser muito assertivo nesta terça-feira, ao ver um PM, depois de jogar gás de pimenta nos olhos de morador em situação de rua, bater em seu corpo com cassetete e lhe dar forte rasteira. O rapaz caiu e bateu com a cabeça na porta do edifício da Secretaria de Direitos Humanos. O fato de o rapaz estar exaltado, sob efeito de drogas, não justifica tamanha violência”, publicou Suplicy em sua página no Facebook.

A confusão teria se iniciado a partir de uma discussão entre dois moradores de rua. Várias viaturas chegaram ao local, os moradores de rua foram detidos e levados pelos policiais.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora