Entidades de Direitos Humanos criticam julgamento do STF sobre HC de Lula

Fotos Públicas
 
Jornal GGN – A Terra de Direitos e o Comitê Brasileiro de Defensoras e Defensores de Direitos Humanos emitiram comunicado repudiando o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quarta-feira (04), que impediu que o ex-presidente Lula responda ao processo triplex em liberdade.
 
As críticas foram voltadas ao parecer de Edson Fachin, relator do Habeas Corpus de Lula: “A Terra de Direitos repudia de forma contundente, por irresponsável, qualquer ilação de que o combate a violações de direitos humanos, incluindo atentados à vida de ativistas, exija a flexibilização, de outro lado, de direitos e garantias fundamentais sacramentados na Constituição”.
 
“O Comitê também repudia as declarações do ministro Edson Fachin, nesta quarta-feira (04), durante o julgamento do Habeas Corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva”, acrescentou o Comitê DDH, em apoio à declaração.
 
“A Constituição Federal é explícita ao determinar que a pena pode ser imposta apenas após o trânsito em julgado. A prisão, antes deste momento, cabe apenas em caráter cautelar. Além disso, os casos citados por Fachin carregavam possibilidade de violência contínua contra defensores de Direitos Humanos. Não há cabimento, portanto, em comparar o incomparável para produzir uma utilização perversa dos direitos humanos e, em nome deles, violar outros direitos humanos”, concluiram as entidades.
 
Leia a publicação do Comitê Brasileiro de Defensoras e Defensores de Direitos Humanos:
 
 
E a da Terra de Direitos:
 
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Nasce uma estrela, por Gustavo Conde

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome