ONU critica os obstáculos para que indígenas exerçam seus direitos

Jornal GGN – O mundo conta com um marco legal forte para a proteção dos direitos dos povos indígenas mas, apesar disso, ainda há enormes dificuldades para que o coloquem em prática.

Foi o que disse a relatora sobre o direito dessas pessoas, Victoria Tauli Cropuz, durante a apresentação de seu relatório ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra.

A especialista disse que um dos maiores obstáculos é justamente a noção de que os povos indígenas são um impedimento para o desenvolvimento, acrescente-se a isso a falta de reconhecimento de sua identidade, o que leva algumas nações a explorar recursos sem o consentimento dessas comunidades.

Victoria Tauli Cropuz também apresentou também as conclusões de suas missões no Panamá e Peru.

No caso do Panamá, disse que existe uma série de inconvenientes, principalmente a respeito da terra e dos recursos, e de violações a essas garantias por parte de projetos de desenvolvimento em grande escala.

Quanto ao Peru, a relatou destacou que as comunidades indígenas têm sofrido o efeito negativo da indústria extrativa, o que tem provocado um alto nível de desconfiança quanto ao Estado e às companhias que exploram esses recursos, o que tem dado lugar a protestos e conflitos violentos.

A relatora da ONU pediu que estes Estados tomem medidas para assegurar que sejam respeitados os direitos desses povos e que tomem decisões sobre o que os atinjam em cooperação com eles.

Com informações da ONU

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Vida dos indígenas está ameaçada no Brasil, alerta especialista

3 comentários

  1. Retorica

    A ONU ha tempos é um palco de retoricas,se não hover profundas mudnças outros organismos serão criados como desaguadouros naturais ou sobre pressão das necessiades dos povos e do planeta .É um dinossauro da guerra  fria e da divisão econômica norte-sul que já não reflete a realidade atual.

     

  2. O povo indígena sofre

    O povo indígena sofre muito. Estão sendo assassinados e não tem cãodidato que fale em nome deles, em nome das mulheres aparece um aqui e alí, dos negros, dos cadeirantes, mas não escuto discurso algum prometendo demarcação de terras para o sossego dos habitantes de Pindorama, mesmo falacioso e apenas retórica, nem assim.

    O Museu do ìndio lá em Porto Seguro é o retrato da importância que os gestores brasileiros dão aos índios que ainda “insistem” em viver.       

  3. Direitos Indígenas, para a ONU

    Direito de criar distúrbios nos governos subdesenvolvidos onde moram, cuidando a integridade de extensos territórios, mantendo-os distantes da exploração por parte dessas nações de 3ª categoria, para o momento em que o império global inicie um segundo processo de re-colonização do mundo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome