Claudio Fonteles deixa a Comissão Nacional da Verdade

Jornal GGN – O ex-procurador geral da República Claudio Fonteles pediu desligamento da CNV (Comissão Nacional da Verdade) na terça-feira (18). O ex-comissionado foi o coordenador do colegiado entre setembro de 2012 e fevereiro deste ano. Atualmente, Rosa Cardoso assume a função.

De acordo com a assessoria de imprensa da CNV, Fonteles alegou problemas pessoais para pedir o afastamento. Um termo por escrito solicitando oficialmente o desligamento da função será entregue à presidente Dilma Rousseff.
 
Em nota, Rosa Cardoso lamentou a decisão. “Pretendo ficar na comissão até o final dos trabalhos da CNV. Lamento, profundamente, a saída de Claudio e enfatizo que ele não teve, não tem e não terá nenhuma divergência comigo. Gostaria muito que ele continuasse conosco.”
 
A CNV foi instituída em 16 de maio de 2012 após a promulgação da lei federal 12528/2011. A comissão tem por finalidade apurar violações de Direitos Humanos durante governos ditatoriais no Brasil, entre 18 de setembro de 1946 e 5 de outubro de 1988.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Seminário com Baltasar Garzón lança núcleo para monitorar governo brasileiro sobre a Comissão da Verdade

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome