Governo interino amplia teto da renda para acesso ao Fies

Jornal GGN – O Ministério da Educação ampliou o teto da renda familiar no acesso ao Fies. Agora, poderão participar do processo seletivo estudantes com renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos. Antes, o limite era de 2,5 salários mínimos.

No segundo semestre o programa terá 75 mil vagas. A taxa de juros é de 6,5% ao ano. O percentual de custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar do estudante.

Da Agência Brasil

MEC formaliza ampliação da renda familiar para acesso ao Fies

Por Yara Aquino

Portaria do Ministério da Educação, publicada na edição de hoje (11) do Diário Oficial da União, oficializou a ampliação da renda familiar para acesso ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A partir da portaria, pode participar do processo seletivo o estudante com renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos. Antes, essa renda era de até 2,5 salários mínimos.

mudança foi anunciada em junho pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, e o presidente interino, Michel Temer, durante cerimônia no Palácio do Planalto.

Com a alteração na faixa de renda, o ministério publicou nova tabela com a definição do percentual de financiamento do programa.

Neste segundo semestre, o Fies terá 75 mil vagas. O programa oferece financiamento de cursos superiores em instituições privadas a uma taxa efetiva de juros de 6,5% ao ano. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.

Leia também:  Escola Sem Sentido: Projeto mostra ameaças e perseguições sofridas por professores

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome