O banquete dos vitoriosos, militares e juízes, por Luis Nassif

Para os que perdem o sono com a expectativa de ampliação e a institucionalização do poder militar, não se enrolem em dúvidas: já se está em pleno processo a institucionalização do poder militar. Ou seja, é fato.

É curioso acompanhar jornalistas escandalizados com as afirmações bizarras dos generais Augusto Heleno e Eduardo Villas Boas, de que Bolsonaro foi o caminho utilizado pelas Forças Armadas “para libertar o Brasil do socialismo”. Jornais e jornalistas que chegaram a incluir o decreto da participação social na relação das medidas bolivarianas, que escandalizaram meras intervenções na Wikipedia como sinais da ameaça totalitária, agora se espantam com o fato de os militares terem acreditado em seus fakenews.

Em sua entrevista à Globonews, o general Augusto atribuiu a um genérico “direitos humanos” o fato de haver traficantes armados de metralhadoras. Ninguém ousou questioná-lo, lembrando do papel das milícias, compostas por ex-PMs e ex-militares, ou indagando dele que organização de direitos humanos, cáspite!, defenderia traficante armado. Pode uma afirmação dessa gravidade, do segundo homem da hierarquia do governo, passar sem nenhum questionamento? E nenhuma objeção aos episódios narrados, que supostamente demonstrariam a propensão bolivariana de Dilma: uma suposta intenção de interferir nos currículos dos colégios militares

O governo Dilma era tão temeroso em relação aos temas militares, a ponto de abafar os trabalhos da Comissão da Verdade, da Anistia e dos Desaparecidos. E recuar rapidamente no projeto dos conselhos populares, um avanço democrático (e gerencial) fantástico, assim que foi taxado de “bolivariano” pelo jornalismo de guerra.

Leia também:  O que Palocci disse sobre os grandes bancos (e a Lava Jato em Curitiba ignorou)

O general acertou em cheio, no entanto, quando indagado sobre os malefícios para o governo Dilma da extinção do Gabinete de Segurança Institucional (GSI): “Ela ficou sem informação e perdeu o mandato. Preciso falar mais?”. Claro que não. Foi o mesmo erro no qual incorreu Fernando Collor, ao fechar o SNI (Serviço Nacional de Informações), ao invés de direcioná-lo para estratégias de defesa do Estado e da presidência.

Há muito tempo as Forças Armadas já trabalhavam com o conceito de guerra híbrida especializaram-se em guerra eletrônica. No antigo Brasilianas, entrevistei especialistas da ABIN e do Exército, sobre esse novo campo. E, em uma guerra que foi fundamentalmente de informações, nem o governo Dilma, nem o PT, cuidaram minimamente de uma estrutura especializada para esses jogos, nem após a revelação da espionagem da NSA.

É óbvio que a criação do fantasma do chavismo foi peça central em um jogo de tomada de poder, assim como a bandeira da luta anti-corrupção foi um mero pretexto para juízes escalarem a carreira política.

Militares e juízes foram essenciais para a eleição de Bolsonaro, mantendo Lula fora do jogo: o desembargador João Pedro Gebran Neto, com a condenação em segunda instância; o general Villas Boas calando qualquer manifestação do STF com um mero Twitter. E sempre jogaram estrategicamente com vazamentos, como foi o infausto grampo do diálogo entre Dilma e Lula.

Depois de conquistado o poder, com Bolsonaro, todos passam a se comportar como conquistadores, novos-ricos do poder, curtindo com regalo a tomada da cidadela Brasil.

Leia também:  Não comemore Witzel, trabalhe!, por Jandira Feghali

É o caso do juiz Marcelo Bretas, celebrando a vitória com o novo governador do Rio, Wilson Witzel, inclusive aceitando sua carona para a posse de Bolsonaro. Ou o desembargador Gebran Neto sendo homenageado pelo novo governador do Paraná e exibindo a companhia de Joice Hasselman, YouTuber que se notabilizou pelo antipetismo. E, no caso mais emblemático, Sérgio Moro assumindo formalmente seu espaço no novo latifúndio.

Não se parou nisso. A criação de versões fantasiosas da realidade tornou-se uma indústria disseminada. Não há mais divisão entre a realidade e a fantasia, fatos e versões. Vive-se um período de absoluta irracionalidade, um mundo de alucinações, de pesadelos, sem nenhuma âncora nas avaliações racionais, uma espécie de Labirinto de Creta no qual a única certeza é encontrar um Minotauro no final do caminho.

Agora, o grupo que pretendia “refundar” o país, implantar o “Iluminismo”, apud Ministro Luís Roberto Barroso, conseguiu implantar um governo que se baseia em 4 paradigmas, de acordo com a definição do cientista político Renato Lessa:

  • Em vez da democracia popular do PT, o Paradigma da Ponta da Praia, a menção ao local de desova de corpos na ditadura.
  • Em vez do republicanismo ingênuo, o Paradigma do Horror à Mediação.
  • Em vez do projeto nacional, o Paradigma Patriótico, antiglobalização, anti diversidade, alicerçada na mais rotunda religiosidade.
  • Em vez das políticas de diversidade, o Paradigma Antimodernismo, instituindo a teocracia no comando do país.

Agora é esquecer o leite derramado e montar uma frente contra o obscurantismo.

60 comentários

  1. eis aí o retrado da tua desgraça, Brasil…

    com promessas do paraíso mas atitudes do inferno e da loucura que impedirão qualquer reação realista

     

    mais uma vez negociarão com a alteração da nossa continuidade histórica, pacífica

  2. E por vias tortas se faz a

    E por vias tortas se faz a justiça divina, a Grande Imprensa que serviu de abre alas da liquidação da politica foi

    EXCLUIDA DO BANQUETE, confinada no chiqueirinho sem banheiro e sem agua.

    • Essa tal justiça divina nunca previne…
      Porque essa tal justiça divina nunca previne a injustiça, mas apenas a remedia?

    • Discordo totalmente. Justiça

      Discordo totalmente. Justiça divina, André, será se o Boçal cortar de verdade verbas de publicidade estatal pros grandes grupos de mídia que ajudam a queda de Dilma ( Globo, principalmente)  – que tanto pregam o deus mercado, mas que se ficarem sem um centavo da verba do governo fecham ou enfraquecem bem. O que aconteceu foi tratar mal apenas os empregados e não os patrões. 

      E esse episódio dos jornalistas me gerou o seguinte medo = se esse governo teocrático-militar ( quem diria que podemos virar um Irã dos trópicos rs ) faz isso com pessoas que representam um quarto poder, a mídia, imagina o que ele vai fazer com os invisíveis, ou seja, a grande massa. É que nem um cara de periferia passar pela paulista é ver um garoto branco morador de PErdizes levando uma geral seguida de esculhacho da PM em plena luz do dia. No início, esse cara pobre vai adorar vendo um cara de elite sofrer uma humilhação que ele conhece há tempos. Mas aí vem a segunda parte, que é terrível = se a polícia agora faz isso com os que tem voz na mídia, imagina como será o tratamento aos sem voz da periferia?

       

       

  3. Compulsão e tutela

    Quando Nassif comentava sobre a possibilidade de tutela militar do governo JB, eu punha minhas barbas no molho das dúvidas. Depois que se configurou o conjunto de falas temerárias e retratações como tônica  do governo, fiquei imaginando se os militares que conhecem há tempos  a conduta e o autocontrole do dia-a-dia do capitão-presidente não estariam desde o início traçando planos para coartar os excessos verbais do chefe messiânico, sempre que possível para impor o faz-de-conta da sinfonia harmônica. Tem gente que é escravo do logos: se não for falada,  uma coisa não existe no mundo.  Atitude totalmente incompatível com os ‘arcanos’ da vida estatal, como todos sabemos.

  4. apoio dos “liberais”
    Chega a ser tragicômico, mais uma vez fascistas chegam ao poder com o apoio dos “liberais”…que so enxergam o patrimônio e os fundos públicos.

    Discordo só da questão do GSI. O que esse pessoal chama de informaçao e inteligência é a arapongagem. Estavam ali pra falar e vazar “relatorios” sobre os “terroristas na tríplice fronteira”, o “comando vermelh e as FARC”, e outras do nesmo naipe….

    O que o general quis foi valorizar o que vão voltar a fazer agora com gás total.

    O que faltou ao governo Dilma nao foi informação, estavam todas aí; faltou foi comunicação: sequer uma newsletter ou um assessor de imprensa o governo tinha. Ridículo.

  5. Não há frente possível
    Eles tomaram TODOS os setores do Estado. Que frente faria frente a isso ? Eles terão de desmoronar por si mesmos. E VÃO ! Não há como esse projeto retrógrado, ignorante, preconceituoso, burro, canalha e anti popular se sustentar por muito tempo. Isso só pode dar em tragédia, infelizmente.

  6. Inteligência ? Só se contratassem os russos
    Como é que o PT iria montar um órgão de inteligência, se essa “inteligência” SEMPRE esteve a serviço dos EUA ? Inteligência com nossos milicos ? Kkkkkkkk Só se o PT se articulasse com os russos né, porque aqui na bananolândia só tem capacho de tio Sam.

  7. E quem vai se dispor a montar

    E quem vai se dispor a montar essa frente? Quem poderia e deveria seria o Lula. Mas a Onu, como já disse, está esperando o circo pegar fogo e não sobrar nem cinzas, pra que depois não se possa renascer uma Fenix. Antes que se manifeste a Onu, o cnj ou o stf confirmam a segunda instância morana. Daí, meu filho, é babau. Aliás, quem vai querer trabalhar na Política (assim, com P maiúsculo) em favor da causa social, se sabe que, de cada dez autoridade jurídica, pelo menos oito já demosntrou estar contra tudo o que se relaciona ao social? Se entrar na Política com boa vontade em relação ao excluído, alguém dos oito abre um inquérito sem pé nem cabeça e outro dos oito condena sem prova.

  8. Lacerda

    Quando Lula capitulou a Gilmar no episódio Satiagraha/Paulo Lacerda/Protogenes, selou seu destino. Tivesse enfrentado e impichado Gilmar, os caminhos teriam sido BEM diferentes.

    Gostaria de saber de onde tiraram o mito que militar sabe administrar… quando sairam da presidencia a inflação era 215% ao ano…

  9. Uma desculpa curiosa.

    Se a inteligência era da alçada das forças armadas, culpar a presidência da república é uma desculpa sofrível. Se houvera tanto risco e tanto conhecimento era obrigação alertar a população e a presidência. Mas não me recordo de nenhum alerta.  Não vi sequer colocações públicas sobre isto. Mesmo depois do incidente da NSA, a grande imprensa ridicularizou o incidente e criticou Dilma por não ir aos Estados Unidos. O setor de inteligência colocou panos quentes.  E agora em nome do liberalismo parecem concordar com concessão de bases  americanas no Brasil. Parecem concordar com a entrega  da base de Alcântara, parecem concordar com a prisão do Almirante Othon. Parecem concordar com a privatização da Embraer. 

    Esta me parecendo que juizes imprensas e militares estavam de mão dadas até no que concerne a inteligência neste golpe.

  10. Liberalismo econômico

    O tempero do liberalismo econômico vai provocar o indigestão, a reação da tropa será imediata.

    E o alinhamento com os EUA vai dor de cabeça.

    Temos que estar de prontidão para liderar os trabalhadores na luta contra a recessão, com o fortalecimento sindical e a criação dos comitês de fabricas.

    A principal bandeira será a ocupação das fábricas que estarão falindo, para impedir o desemprego em massa.

  11. O pior é depois de tudo, de

    O pior é depois de tudo, de toda essa desgraça ainda virar colônia chinesa sob a “administração espiritual” do Opus Dei. Aí vai ser de lascar!

  12. Os EUA quando de sua

    Os EUA quando de sua independência colocou o cidadão americano no centro da nação.

    Tanto que até o “perigoso” Karl Max escreveu felicitando o nascimento daquela nação!

    Até hoje Hollywood coloca na fala de heróis da telona frases como: “Só descansaremos quando resgatarmos o último americano…”, uma bela ideia de nação que busca ser indivisa –  a união faz a força.

    Aqui começo a entender o palavrório quando membros do governo deitam a falar.

    E um tema comum em todos eles é a luta contra o comunismo, que é uma coisa e a outra palavra é socialismo, quando dizem que livraram o Brasil do socialismo do PT!

    Quando falam em comunismo deve ser para justificar aos donos do golpe o porque do que estão fazendo, o resto do Brasil fica calado, então consente, mas o fato que não há força e nem energia para levantar bandeiras como comunismo no Brasil!

    Sabem por que?

    Por que aquele senhor preso em Curitiba que tirou 40 milhões da pobreza, deu a essas pessoas o sonho capitalista!

    Deu a nação brasileira o crescimento harmônico e orgulho de ser brasileiro como pais capitalista!

    Pode ter um e outro doido por ai que queira implantar comunismo? 

    Pode – até nos EUA e Europa tem!

    Tem doido para tudo…

    A sociedade americana é algo – sem o rigor cientifico – em torno de 100 anos a frente da nossa!

    A bomba atômica é de 1945, o homem na Lua é de 1969 – uma música fantástica já nos anos 1940, musicais e praticamente tudo que temos em nossa volta certamente foi inventado lá!

    Mas isso  tudo foi construído, isso não é imanente, isso não nasceu colado com os EUA!

    Isso tem que ser orgulho deles!

    Ai me sai um trouxa aqui do Brasil e pousa lá e “sente” o viver americano, que é diferente…

    Volta com boné do trump e fala que tirou o Brasil do socialismo…

    Se alguém tiver condições peguem os discurso da Dilma 2 anos antes da segunda eleição no inicio do ano numa fala ao congresso no inicio da legislatura e comparar com o discurso da união do Obama pouco depois – os temas e preocupações eram as mesmas!

    Quando alguém ver um rapaz com um fuzil nas costas, é preciso entender que o bisavô dele morava em condições precárias, dinheiro escasso, construiu família e suas gerações de antepassados viveram na pobreza!

    Se houvesse um juiz 100 ou 120 anos antes que cobrasse dos políticos respeito aos cofres públicos, que obrigasse a cumprir leis para dar educação, não precisava ser de luxo, precisa existir condições para educação!

    Hoje, nem eu teria coragem de passar na frente deste rapaz!

    É isso que estes políticos e juízes do passado fizeram – deixaram uma bomba relógio para futuro!

    Ai políticos do PT querem dar educação para os mais pobres – ai vira socialismo….

    Um horror que precisa ser extirpado…

    Tiram 8 reais do salário minimo: 8 x 13 = 104 reais por ano!

    Reduz a alíquota de 27,5 para 25% do importo de renda dos mais abastados, se for 1% da população dá em torno de 2.000.000 de pessoas a 250 reais no mínimo por mês e se forem apenas 13 meses e 10.000 por mês chega a 3.250 por ano de renúncia no imposto totalizando no mínimo 6.500.000.000,00 (6,5 bilhões de reais) equivale a 62.500.000 de pessoas que deixam de receber os 8 reais por mês no salário mínimo!

    No ritmo de iremos vamos criar estoque de violência para o futuro e apenas com ideologias baratas…

    Eles não entendem que existe povo sem nação, mas que não existe nação sem povo!

    Socialismo e direitos do povo para eles são sinónimos.

  13. Depois da ditadura de Franco. . .

    Depois da ditadura de Franco na Espanha, que teve o apoio da igreja católica, os espanhóis diziam: “As coisas só voltarão a ficar boas depois que enforcarmos o último militar com as tripas do último padre”. Aqui no Brasil, depois do governo Bolsonaro, acho que dirão: “As coisas só voltarão a ficar boas depois que enforcarmos o  último militar com as tripas do último juíz”.

    • Os vitoriosos querem
      Os vitoriosos querem continuar a “luta”(pode ser de boxe!)eles(bolsosmiljuiz) ganharam por nocaute(do PT)só q querem continuar a luta em cima daquele nocauteado q está sem forças,talvez p distrair o público pq na luta houve cotoveladas,golpes baixos e etc.. só p entreter meia dúzia da platéia q quer ver sangue,o nocauteado está no dilema de se mostrar muito macho manter as aparências e ir pra cima ou admitir a derrota, recobrar as forças, deixar q os vitoriosos se regozijam,esperar pra ver se aparece mais alguns lutadores para enfrentar os grandes campeões!

  14. Há que permitir a implosão de uma contradição

    O governo Bolsonaro nasce a partir de uma contradição entre diferentes forças de elites, políticas, militares, judiciais, econômicas e sociais, cujo principal fator de unidade é o antipetismo. A direita econômica possui quase nenhum vínculo real com a direita comportamental do meio evangélico. A grande mídia segue o jogo neoliberal, o qual – no tema LGBT, por exemplo – é contratante com o nacionalismo e com o conservadorismo de costumes da extensa base eleitoral vinda das igrejas, bastando para isso ver a forte reação da rede Globo em relação ao assunto “rosa e azul” e, em contrapartida, a briga interna da base conservadora do governo contra a mesma rede Globo.

    A esquerda apenas defende as minorias (qualquer minoria), mas, é colocada pelo Bolsonarismo perante os seus eleitores como sendo a “promotora” e responsável desta estratégia anticostumes e que segundo eles desintegra a sociedade (que é exatamente o que a Globo faz), contra o povo “conservador”. Ainda, o verdadeiro nacionalismo ou defesa do Brasil promovido pela esquerda é distorcido com base no Bolivarianismo, a Venezuela, a camisa vermelha e etc.

    Este conjunto de distorções, tanto pelo lado do governo como pela “imagem” que este governo tenta passar aos seus eleitores em relação ao PT, subsistirá na medida em que a esquerda combata equivocadamente a imagem dessa salada que é o governo, pois a resposta bolsonarista é dada ainda em forma de palanque, onde o povo continuará sendo iludido. Corremos o risco de prosseguir numa espécie de terceiro turno onde ainda continuaremos perdendo. Não podemos passar a imagem de que o PT luta contra os eleitores do Bolsonaro.

    Este conjunto de situações que hoje vivemos somente será destruído por implosão, ou seja, pela desilusão individual de cada eleitor bolsonarista, ao ver pelos seus próprios olhos o equívoco cometido na urna. Este eleitor arrependido demorará mais tempo ou, mesmo se este se arrepender logo, poderá ir para outro campo anti-PT, se não tomamos o cuidado de desarmar primeiro a armadilha antipetista.

    A equipe econômica do governo vai brigar com a base evangélica, e esta com os militares e, ainda, com a grande mídia. Devemos assistir isso de camarote. Há que tirar deles a argamassa, o único ponto de união, que é o antipetismo.

    Como desarmar a armadilha:

    Deixar que o governo “governe” e se autoimploda, sem atacar por atacar e, muito menos, sem dizer…”eu não falei?”. Pessoalmente não quero que o governo apenas se de mal, mas quero também a volta dos eleitores desavisados que apoiavam Lula nos primeiros governos do PT;Não renunciar a sermos oposição, mas, para isso, trabalhar discretamente dentro do congresso, com os nossos parlamentares. Sermos oposição às políticas contra o povo, mas não passar a imagem que somos contra o Brasil, como pretende o atual governo;Defender o povo, mostrando os bons caminhos para esta nação, caminhos que já foram trilhados pelo PT;Não dar munição ao Bolsonarismo gerando ações que – embora legítimas – o atual governo possa tergiversar e colocar na nossa conta como sendo negativas perante o povão. Do tipo Wyllys cuspindo na cara do Bolsonaro (que na época foi quase como a facada, que rendeu pontos ao próprio Bolsonaro);Montar alianças e plataforma política para as próximas eleições municipais de 2020;Reconstruir a ideologia de esquerda operaria e nacionalista e ter mais cuidado com os ventos de pseudoesquerda modernosa que chegam desde o exterior, insuflados por correntes neoliberais (e pela rede Globo). Em grande parte perdemos a eleição por conta desta perda de identidade, e fomos estupidamente derrotados pelo kit Gay e por outras bobagens que surgiram a partir das nossas próprias ações, levantando bandeiras inoportunas em momentos de plena luta pela nossa democracia. Foi um erro infantil, inclusive dentro deste blog, onde alguns tentaram aparecer como sendo mais esquerdista que o outro, enquanto o conjunto da esquerda foi para o brejo.

  15. O banquete dos vitoriosos, militares e juízes

    -> Depois de conquistado o poder, com Bolsonaro, todos passam a se comportar como conquistadores, novos-ricos do poder, curtindo com regalo a tomada da cidadela Brasil.

    enquanto se regalam no seu banquete festejando uma vitória fácil contra um adversário fraco, do lado de fora de suas bolhas a verdadeira guerra corre sem fronteiras e sangrenta.

    mas para os Bolsominions tudo é game, tudo é fake, tudo é tão fácil e breve quanto um twitter ou um zap.

    quanto mais bolhas, mais estouros. em cada estouro, uma queda na real.

    o Ceará não passa da primeira batalha que Moro enfrentará.

    prender um Lula que se entregou sem resistência foi simples demais. agora o inimigo é outro: a complexidade da lutas de classes intra setor dominante. a guerra de facções.

    alguns até alegarão que a situação no Ceará é conspiração. mas o que não é? tá tudo dominado.

    além disto, é um brutal exemplo do ponto a que chegou a “Pátria Amada, Brasil”. ainda pode piorar? e muito.

    os Generais festejam sua promoção ao posto de gestores da crise do Capitalismo no Brasil! perderam a noção? nada aprenderam com a derrocada PTucana?

    cabeças de ponte urgentes:  renda, inadimplência e emprego.

    campo minado à frente: o clã Bolsonaro, Paulo Guedes, os “aliados” neopentecostais.

    horizonte estratégico: crise financeira global em 2019.

    vitória sem luta é triunfo sem glória.

    .

    • BRASÍLIA: dia 1°, totalmente
      BRASÍLIA: dia 1°, totalmente verde-amarelo: O brilho do Sol, nosso astro mor. Vermelho? Somente as tulipas holandesas no jardim externo do Palácio do Planalto e o tapete vermelho, inclusive que o heróico & corajoso Bolsonaro e o nobre índio Mourão — o vice —  com enorme prazer pisaram sobre.

      • O banquete dos vitoriosos, militares e juízes

        tá tentando me trollar? como se não bastassem os Lulistas, agora também um Bolsominion!

        mas Brasília estava mesmo linda! veja a foto. segundo o GSI, 115 mil pessoas estiveram presentes à cerimônia de posse de Bolsonaro. haja inteligência!

        “meu querido”, em matéria de inteligência tão parecendo até a Dilma, “pô”!

        e nem adianta vir pro meu lado com este teu papo arco-íris: verde, amarelo, vermelho, azul, rosa…

        a questão não é esta. e sim como atender as mais urgentes e justas demandas do povo: inadimplência e renda.

        quanto a isto, o Messias ainda nada apresentou. muito pelo contrário, já fez a maldade de tirar R$ 8 do bolso do trabalhador. ele foi eleito para fazer maldades?

        se é prá ficar nesta conversa de FaceBook, vou lhe dar atenção apenas esta vez.

        fica a canção.

        vídeo: Itaercio Rocha – Ele me ama

        [video: https://www.youtube.com/watch?v=G7nq0Wu4oQc%5D

        .

         

         

  16. EUA confirma Base Militar no Brasil!

    “Essa é uma discussão colocada o tempo todo, e nós ficamos satisfeitos com a oferta do presidente Bolsonaro. Isso é algo que nós estamos desejando muitíssimo”, disse o secretário de Estado Mike Pompeo, em entrevista à jornalista Eliane Cantanhêde; a entrevista, Pompeo também disse que o Brasil deve se colocar contra “práticas predatórias” da China – o maior parceiro comercial do País; generais brasileiros, no entanto, são contra a base militar dos EUA” – https://www.brasil247.com/pt/247/poder/379463/EUA-confirmam-promessa-de-base-militar-feita-por-Bolsonaro-contra-vontade-dos-generais.htm#disqus_thread

  17. Prezados camaradas
    É Baile da

    Prezados camaradas

    É Baile da Ilha Fiscal do governo bozo

    Quando as “medidas” do posto ipiranga produzirem as maldades esperadas, e o país; ao invés de crescer, afundar; o governo bozo desmorona

    Pq foi a crise de 1981 que acabou com a ditadura militar; e vai ser a mesma coisa aqui. Mesmo com os clowns do governo, pastor picareta e ministro juiz distraindo o público; nem militar vai segurar a onda

    • O problema é o que vai se

      O problema é o que vai se perder até lá…

      E como fazer para desprivatizar uma petróbras ou rasgar contratos do pré-sal ???

      Não adianta nada essa turma ruir se já tiverem condenado o país a eterna miséria.

      Açlias, o objetivo é esse !!! Destruir o país para que quando o baile tiver acabado, não haja nenhuma possibilidade de reerguelo

  18. De admirar mesmo
    De admirar mesmo é como toda uma geração ou mais de jornalistas comissariados pelos oligarcas da mídia corporativa, frutos apodrecidos da “pós modernidade”, se prestaram tão docilmente a pavimentar o caminho para a cloaca em que o Brasil se vê atualmente transformado.

    Deveriam, todos esses cúmplices da barbárie, fazer autocrítica ajoelhados no milho, antes de dirigirem suas penas contra o PT e as esquerdas, de um modo geral.

  19. Telegramas do fim do mundo
    Enquanto acreditarmos que há um progressismo ou algum humanismo no campo capitalista seguiremos levando a trolha…
    Ainda que diante do aparente caos (organizadissimo) que sugere uma frente progressista, é preciso dizer:

    A esquerda não pode dar as mãos aos facínoras da direita que desejam a restauração de um capitalismo menos agressivo e que “use talheres” para comer suas vítimas (ou um tigre vegetariano como deseja Nassif) porque foram justamente eles, com seu ódio de classes e a esquerda, que nos trouxeram até aqui…
    O fascismo só se viabiliza como movimento de massas e como alternativa de poder com o assentimento de liberais democratas cristãos… do chamado setor
    moderado…
    Enquanto temermos derramar o sangue desse pessoal sangraremos nós… sempre!

  20. Twitter / Tweet

     

    Twitter é o nome da ferramenta.

    Tweet é verbo (regular) e substantivo. 

    He tweeted that he was just about to meet the president. (Cambridge Dictionary)

    He started posting tweets via his mobile phone to let his parents know he was safe’ (Oxford Dictionary)

     

  21. Avenida Brasil

    O album de fotografia com juizes ambiciosos e deslumbrados, politicos do baixo clero e a volta dos militares enuncia o tom dos anos que virão e não sei se o banquete sera farto para tanto apetite. Os tons podem ser em azul, rosa e laranja, mas não serão tons pastéis. Dos filhos do Bolsonaro, um deles, o tal Eduardo, pensa que também foi eleito presidente por consignação. Não sei se ja lhe chamaram a atenção para o fato de que o Brasil não é mais uma monarquia hereditaria. Se não o fizeram, não vai tardar. Pelo lado dos militares, Mourão esta salivando para ser, enfim, o general. Que historia é essa de capitão mandando em generais? Diz o popular que quando se vê um rato é porque tem-se muitos outros escondidos… E, enfim, temos o judiciario afoito por mais poder e benesse. E lembrar que até pouco tempo falavam do apetite dos petistas para o aparelhamento. A realidade é que os ratos estavam esfomeados e agora voltaram com muito mais força a roer o “edificio”. 

     

     

  22. “Agora é esquecer o leite derramado e montar uma frente …”

    No mundo corporativo, que é um mundo real e concreto, e onde passei 32 anos da minha vida, quem derrama o leite, PAGA. Paga pecuniariamente, ou com o cargo ou ainda o emprego. Mas paga. Como todos passaram a mão na cabeça de quem derramou o leite, ao colocar a faca no pescoço do eleitor [ ou nós ou nada ] com uma tática suicida e insana, a tendência é quem derramou o leite continuar interditando as eleições de 2022, 2026, 2030, etc. 

    As urnas falaram, gritaram eloquentemente em 2018, como já tinham esgoelado em 2016. A tragédia vai durar ao menos 20 anos. 

  23. P u s i l a n i m i d a d e!
    Do PT; do Lula; da Dilma; das Esquerdas; dos jornalistas progressistas; de todos do lado de cá! Como diz Mino, sem sangue na calçada não tem solução. Não somos turcos e nem temos a coragem de um m Edorgan. Fui!

  24. é preciso refutar essa

    é preciso refutar essa política obscuranista lembrnado do que deu certo os governos petistas antes do golpe iniciado em 2013, como aa política economica, de emprego  e de inclusão social, por exemplo, entre outras,

    • gov

      Justamente por tudo isso que deu certo e muito mais como o papel de protagonista respeitável e soberano no mundo é que

      os governos do PT viraram alvo  dos fascistas apátridas vendidos aos gringos e das elites endinheiradas que os sustemtam.

  25. brasilsil novo

    Nassif,

    É completamente inexplicável um semi-analfabeto de fato chegar ao trono. Com ajuda ( que obviamente existiu) ou sem ajuda, um fulano como este, com um ministério como este, tem sido motivo de gargalhadas por todos os cantos do planeta.

    O indivíduo, no entanto, ganhou nas urnas, e o clube de generais não abrirá mão do Poder pelos próximos, no mínimo, vinte anos. Este é o resultado prático de uma sociedade que se recusa a pensar por si própria, preferindo a orientação do Bonner no JN, uma sociedade medíocre que verá as suas conquistas sociais sumirem pelo ralo, uma sociedade que sonha com a notável Miami, cidade dominada por cubano extrema-direita, mexicano barra-pesada e brasileiro emergente, ou seja, não tem como aquilo dar certo.

    Assim como muitos outros brazucas do Higienópolis, RConstantino, jornalista da veja, disse que iria pra Miami caso DR vencesse, cumpriu a promessa, mudou-se para o paraíso e quatro meses depois estava de volta, não sei porque nenhum jornalista perguntou a ele o motivo de ter abandonado o nirvana em tão pouco tempo. 

    Agora, resta aguardar a tão esperada operação de araque do nosso capitão, o grande bolsonaro, e assim seguirá o patropi, à deriva e a caminho da salvação, o  FMI, uma vez que o Lula deixou o país na bancarrota há nove anos, yes … 

     

  26. lamber as feridas

     A derrota foi acachapante mas não humilhante como diz Bolsonaro, perder guerreiros como Lindbergh, Requiao,Supricy ,Vanessa Graziotin é muito duro mas este governo não tem como dar certo, gente como Bolsonaro, Paulo Guedes, Joice Hasselmann, alexandre frota, Onix,Katigueri ou sei lá como escreve não se suportam dentro de uma sala , é muita cobra venenosa.vão dar tudo aos empresarios e tirar do povo, vai ser um desastre, e creio que novamente o vice vai assumir, pois se o Ministerio Publico tiver vergonha na cara processa Bolsonaro pelo motorista.Estão no deleite do poder , mas sorriem bastante enquanto podem.

    • Exatamente!
      Eu não consigo

      Exatamente!

      Eu não consigo ver uma possibilidade de sucesso, o projeto deles é de destruir.

      Os tais Paulo Guedes e Moro são os que mais tem a perder, pois já tinham um nome antes desse governo, mas os demais parecem pinto no lixo! Mesmo esses dois tem um defeito enorme: eles acreditam neles mesmos. Esse tal de Moro quando abre a boca é um incrível lugar comum e sua esposa digital influencer é algo caricato, deslumbrado e infantilizado. Já o intitulado Posto Ipiranga acredita de verdade nesse neo-liberalismo, parece que não é apenas na retórica como os grandes teóricos dessa coisa.

      Sem contar o tal atentado, muito conveniente e pouco convincente. 

       

       

       

       

       

       

       

       

       

       

       

       

       

       

       

       

  27. Uma pergunta

    Bolsonaro havia anunciado   sua cirurgia para fins de janeiro. Como estamos vendo, os generais é que estão governando de fato, desautorizando seguidamente Bolsonaro e seus ministros.  No período em que ele estiver no hospital e depois em recuperação Mourão vai assumir a presidência. Existiria a possibilidade de que ele não volte ou seja impedido de voltar?

  28. anos 60

     Bolsonaro parece que parou no tempo, parou nos 60, sua inteligencia não evoluiu depois dos anos 60 estagnou, acha que o comunismo vai tomar conta do país,  Russia X Eua , é melhor ficar do lado dos EUA, que esta louco para beber nosso petroleo, e de graça, e tem ainda por cima um banqueiro (Paulo Guedes) que quer economizar( Previdencia) para o país ter como pagar os juros aos Bancos, colocou o lobo para cuidar do galinheiro,Também não suporta pressao, quando as coisas piorarem e vai piorar , vai dar peti, falar besteira, fazer besteira, não vai aguentar 4 anos, ai vem Mourao, na minha opiniao, uma pessoa decente.

  29. …em homenagem a Orban, o
    …em homenagem a Orban, o slogan pode ser entendido como PÁTRIA ARMADA BRASIL…..

  30. A novilíngua da dinastia Bozo
    A novilíngua da dinastia Bozo funciona como uma espécie de nomenclatura a ludibriar as massas, tal qual foi o termo “mensalão” que, como se viu, não se aplica por exemplo ao mensalão do Queiroz para o filho de Bolsonaro. Merece um levantamento a invenção desse palavreado para manipulação das massas. A última pérola foi o termo “despetização” aquele corrupto perdoado por um político que se passava por juiz e virou MJ:
    1- Despetização: demissão de emedebistas carimbados como petistas. A tal “despetização” provocou problema de descontinuidade…
    2- Combate ao “socialismo”: destruição do estado social para massacrar o povo e beneficiar bilionários…

    Segue link para a nomenclatura BozoNazi:

    https://www.instagram.com/p/BsNxIINAs8a/?utm_source=ig_share_sheet&igshid=1vozy2bqbqdaf

  31. Perfeito, Nassif! Além da
    Perfeito, Nassif! Além da defesa contra o obscurantismo, eu acho que tem que se fazer um registro de todos os passos, todas as alterações, todas as portarias, todas as mps, todas as nomeações, transferências, substituições e indicações. Enfim, tudo que for ativado e desativado é que seja relativo a cargos, salários, receita e despesa em todos os da União. Há de se cuidar com rígida atenção, principalmente, de fiscalizar e auditar, dia a dia, toda movimentação das verbas federais. Cuidar de conferir, sem trégua, toda a movimentação da receita e despesas de todos os setores da federação, por mais insignificante que seja o setor ou, por mais insignificante que pareça um assunto de movimentação de pagamento, de transferência, de aditamento, de depósito, de cargos, de contratos e de investimentos, etc… A atenção fiscal, contábil, econômica e financeira aliada com mudanças, transferências e substituições de cargos e salários será um grande incômodo para quem pensar em burlar qualquer lei, norma, regra, direitos e deveres. Uma severa vigilância sobre todas as ações, sobre os mandos e os desmandos, dia a dia e sem descanso, poderá ser o grande trunfo de contenção contra o avanço acelerado do desmonte do nosso país e, ao mesmo tempo, poderá permitir a construção de uma oposição mais confiante, mais organizada, mais municiada de razões, de argumentos, de provas, de defesa e de força para combater e resistir. Resumo da ópera não descuidar do cofre e das armadilhas que facilmente possam ser ativadas nos textos de contratos futuros. Afinal, hoje que mais existe são meios engenhosos de quebrar num país, sem precisar desfalcar fisicamente o seu cofre

  32. Esse país está morto !!!
    E

    Esse país está morto !!!

    E nosso povo de merda merece cada desgraça que lhe acontecer !!!

  33. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome