Ministério da Defesa derruba veto e permite visita de Erundina ao DOI-Codi

Jornal GGN – A deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP) recebeu autorização do Ministério da Defesa para visitar as dependências do antigo DOI-Codi (Destacamento de Operações de Informações-Centro de Defesa Interna) do Rio de Janeiro, órgão de repressão da ditadura militar (1964-1985). O ato derrubou o veto do Exército, que havia impedido a deputada de visitar o local. Com isso, ela e outros parlamentares irão ao departamento na próxima segunda-feira (23).

De acordo com o jornal O Globo, a decisão foi tomada após reunião do ministro Celso Amorim com senadores da subcomissão de Memória, Verdade e Justiça. Na ocasião, ele disse aos senadores Ana Rita (PT-ES), João Capiberibe (PSB-AP) e Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) que ninguém será impedido de visitar o local. Ao jornal carioca, Erundina disse que a resistência a seu nome se deve ao fato de ela ser autora de um projeto que prevê punição para agentes do Estado que atuaram durante o estado de exceção.
 
Além de Erundina, participarão da visita integrantes das comissões Nacional da Verdade (CNV) e Estadual da Verdade do Rio de Janeiro (CEV-RJ); os deputados Ivan Valente (PSOL-SP) e Chico Alencar (PSOL-RJ) e o procurador da República Antônio Cabral.
 
Com informações de O Globo e Agência Brasil
 
 

2 comentários

  1. O velho exército…

    Ao contrário do que defendem alguns (sobre a profissionalização do nosso exército) ainda subsistem, ao que parece, camadas que não foram informadas à este respeito.

  2. POdem comer rosas

    O militares podem comer rosas, passarem perfumes, tomarem banhos tres vezes ao dia, trocarem de roupas muitas vezes e tudo mais, porem sempre terão o cheiro do ranço de suas ações passadas. Deveremos evitar as futuras, caso seja guindados aos posto diretivos da republica novamente!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome