Procon aponta redução do preço da cesta básica em São Paulo

Jornal GGN – A cesta básica na cidade de São Paulo teve uma queda de preço de 0,87% entre os dias 19 e 25 de agosto, segundo levantamento da Fundação Procon-SP. A média de preços, que estava em R$ 705,92 no dia 18 de agosto, foi para R$ 699,77 no dia 25 do mesmo mês.

A maior queda foi verificada nos produtos de limpeza, com redução de 1,51% no período, seguido por alimentação, com -0,96%. Os produtos de higiene pessoal tiveram alta de 0,62%. A variação no mês de agosto ficou em -0,39%.

Entre os produtos que caíram de preço, estão o quilo do feijão carioquinha (– 5,02%), o quilo da batata (– 4,90%) e o litro de leite UHT(– 4,36%). Dos 39 produtos pesquisados, 17 tiveram aumento e 22 diminuíram de preço. 

Leia a pesquisa completa aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Os mais de 160 MILHÕES de

    Os mais de 160 MILHÕES de Brasileiros Trabalhadores e Pobres, cuja cesta básica não é a mesma que a publicada pelos “orgãos especializados” do Brasil, ficaram 13 anos SEM AUMENTO DE PREÇOS , apenas pequenas variações para cima e para baixo, de seus ALIMENTOS indispensáveis,  que são os seguintes:

    FEIJÃO, ARROZ, MASSAS, OVOS, AÇUCAR, SAL, OLEO DE SOJA, CAFÉ, BATATA, CEBOLA, AGUA.    

    Qualquer item fora desses é apenas eventual e não faz falta aos Brasileiros que ANTES de 2003 nem TINHAM ACESSO DIÁRIO A ESSES POUCOS.  

    Carnes(agora em baixa por embargos americanos) ,  laticíninios, enlatados, peixes, doces, frutas, legumes, são necessários a uma boa alimentação é claro, mas ninguém morre de fome se eles não forem consumidos. 

    AGORA, alguns desses ítens indispensáveis acima mencionados JÁ estão sofrendo o EFEITO do GOLPE e, se não resistirmos logo, a FOME voltará e Brasileiros voltarão a morrer por causa dela.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome