Em maio, a inflação no município de São Paulo teve alta de 0,15%, a menor taxa neste ano, com redução de 0,07 pontos perc

Em maio, aumentos de preços desaceleram

Em maio, a inflação no município de São Paulo teve alta de 0,15%, a menor taxa neste ano, com
redução de 0,07 pontos percentuais (pp) em relação a abril (0,22%). O cálculo é do DIEESE –
Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – que indica, como grupos com
maior alta no Índice do Custo de Vida (ICV),
Habitação (0,63%),
Alimentação (0,33%)
e Saúde(0,45%) que juntos contribuíram com 0,29 pp no cálculo da taxa de maio.
Por outro lado,
oTransporte (-1,14%) colaborou para a queda nesta taxa com -0,18 pp (Tabela 1 e Gráfico 1).

A alta ocorrida na Habitação foi maior para o subgrupo referente à locação, impostos e condomínio (1,06%), consequência dos aumentos nos itens: condomínio (2,47%) e impostos (2,22%).
Os demais subgrupos apresentaram taxas menores: operação (0,44%) e conservação (0,59%), o
primeiro devido aos reajustes dos serviços domésticos (2,08%) e o segundo, por conta da elevação nos
preços dos materiais da construção civil (1,21%).
O aumento nos preços da Alimentação (0,33%) foi bem inferior ao de abril (0,99%), com
aumento de 0,11% para o subgrupo referente aos produtos in natura e semielaborados; recuo de 0,08%
entre os itens da indústria alimentícia e alta de 1,55% na alimentação fora do domicílio…..

http://www.dieese.org.br/

Dieese, São Paulo, 8 de junho de 2010, NOTA À IMPRENSA
Em maio, aumentos de preços desaceleram(doc)

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador