Irlanda realizará referendo sobre exigências da UE

Da Folha.com

Irlanda vai convocar referendo sobre novo tratado europeu

DA EFE, EM DUBLIN

O governo irlandês anunciou nesta terça-feira que convocará um referendo para que os cidadãos ratifiquem o novo tratado da União Europeia sobre disciplina orçamentária.

A informação foi divulgada nesta terça no Parlamento pelo primeiro-ministro irlandês, Enda Kenny, depois que a Procuradoria Geral do Estado concluiu que a adesão da Irlanda ao tratado modificaria sua Constituição, motivo pelo qual o governo é obrigado a realizar uma consulta popular.

Este condicionante legal já causou sérios problemas a Dublin e Bruxelas e provocou diversos bloqueios após a rejeição dos irlandeses nas urnas.

O primeiro-ministro não revelou a data da consulta popular, mas explicou que o ministério correspondente começará os preparativos nas “próximas semanas” com o estabelecimento de uma “Comissão de Plebiscito”.

Kenny, do partido conservador Fine Gael, se mostrou “confiante” de que o eleitorado entenderá “a importância e a necessidade” do tratado e o apoiará enfaticamente com um “sim” à contínua recuperação e estabilidade.

O vice-primeiro-ministro e titular das Relações Exteriores, o trabalhista Eamon Gilmore, também manifestou confiar que os cidadãos irlandeses verão o plebiscito como um voto pelo “crescimento econômico”, em um texto que prevê acabar com “o capitalismo de cassino”.

Em 2008 o eleitorado irlandês rejeitou o Tratado de Lisboa em uma consulta popular, mas um ano depois deu sinal verde a um texto modificado.

O mesmo ocorreu em 2002, quando os irlandeses aprovaram nas urnas o Tratado de Nice, após terem rejeitado o documento um ano antes. 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome