O vício da financeirização desenfreada

A GM anunciou hoje que comprará a financeira AmeriCredit por USD 3,5 bilhões, num negócio que possibilitará à montadora expandir sua carteira de empréstimos para consumidores com problemas de crédito. Em outras palavras, significa que a GM – hoje uma empresa estatal – está de volta ao negócio de empréstimos subprime. Detalhe: foi o rombo no seu braço financeiro – a GMAC – a causa imediata da falência e estatização da empresa.

A montadora tem apenas 7% de suas vendas financiadas através do sistema de leasing, contra 21%, em média, dos concorrentes.

 

Só não disseram como irão fazer para vender a quem não tem salário. Temos, segundo o BLS (Bureau of Labor Statistics), 14 milhões de desempregados nos EUA em junho de 2010 (9,5% da força de trabalho local). Dos quais, 45% estão sem emprego há mais de seis meses. É este o desemprego “real”? Claro que não. Pelo critério U6 (desemprego aberto + subemprego + trabalhadores em tempo parcial que não conseguem encontrar trabalho em tempo integral + pessoas que desistiram de procurar trabalho), a taxa está em 16,5%.

 

Será que estou enxergando fantasmas, ou o barco está mesmo perdendo o rumo?

 

 

 

 

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Facebook terá sua própria moeda. O que isso significa?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome