A primeira travesti professora universitária do país

Sugerido por esquiber

Do Diário do Nordeste

Primeira travesti professora universitária do Brasil recebe posse em Redenção

Luma Nogueira vai integrar o Instituto de Humanidades e Letras da Unilab  

 

A Universidade de Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), deu posse, na manhã desta segunda-feira (9), à primeira travesti professora universitária de uma instituição federal no Brasil. O ato de posse  a Luma Nogueira de Andrade foi realizado no município de Redenção, a 55 km de Fortaleza.

Graduada em Licenciatura em Ciências, pela Universidade Estadual do Ceará (Uece), Luma tem mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente, pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UFRN), e doutorado pela Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Em 2012, quando Luma apresentou o estudo “Travestis na Escola: Asujeitamento e Resistência à Ordem Normativa”, ela se tornou a primeira e única travesti doutora do Brasil, feito. Na Unilab, Luma vai integrar o Instituto de Humanidades e Letras (IHL).

Antes de ingressar na universidade federal como docente, Luma era professora concursada da rede estadual de ensino e trabalhava como superintendente escolar da Secretaria de Educação do Estado do Ceará, em Russas. A doutora classificou sua titulação como “um momento simbólico de libertação e respeito aos direitos humanos”.

“Busquei na educação formas de superar as dificuldades financeiras, sociais e, principalmente, o preconceito por ser travesti. Hoje é um dia de vitórias, conquistas e superação. É um marco para o movimento LGBT”, completou Luma.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

16 comentários

  1. Ta mas e dai?
    Matéria

    Ta mas e dai?

    Matéria preconceituosa, ser travesti não é adjetivo, não é qualificação, quem o fazer esta sendo reconceituoso.

    Preconceito é achar que alguém não pode ser ou fazer algo por causa de uma suposta deficiência.

    • Uma matéria que combate

      Uma matéria que combate preconceito é preconceituosa? Que falta a educação formal te faz hein…

      Travestis são alvos constantes de matérias depreciativas e páginas policiais. Uma travesti que seja que consiga se destacar fora desse roteiro de tragédia é um exemplo para várias dessas transexuais que não vêem horizonte profissional. Essa matéria serve para fazer os babacas homofóbicos refletirem sobre sua irracional aversão e aumenta a autoestima das pessoas que se identificam com ela. Até isso você quer negar às travestis? Você realmente questionaria a matéria e comentaria se, em vez de travesti, a professora fosse uma cadeirante?

        • Não entendi o porquê de sua

          Não entendi o porquê de sua revolta.

          A matéria é bastante oportuna, por mostrar a esse contingente marginalizado ser possível vencer barreiras.

          Lembro-me dem uma entrevista de Lea T., filha de Cerezo, em que ela relata muita angústia com o futuro quando ainda era jovem, pois não se imaginava se prostituindo para sobreviver. Ou seja, a prostituição é uma atividade a que muitos travestis são empurrados por encontrar apenas portas fechadas em outras atividades.

          • Única doutora dentre todos os candidatos

            Charlie, Tudo é questão de ganho politico, o ativismo mirra a questão de poder não do bem comum, pega se uma minoria e faz o script de oprimido, e vai dividindo a sociedade em grupos de interesse.

             

             

            Esta será a bandeira de luta de Luma Andrade 13.000, quando eleita vereadora de Russas – Ce. Vejam, analisem e optem por quem tem capacidade de elaborar projetos e trazer melhorias para o nosso município. Única doutora dentre todos os candidatos e reconhecida nacionalmente por sua história de vida e seus trabalhos, Luma Andrade 13.000 irá inovar na nossa Câmara de Vereadores, com uma política séria, eficaz e comprometida com o povo. Luma é do PT e tem o apoio federal do Senador Pimentel (braço direito da presidenta Dilma), o que facilita a liberação de recursos para a realização dos projetos elaborados. Dia 07 de Outubro, não tenha dúvidas, vote 

            LUMA ANDRADE – 13.000.

             

            Capacidade, luta e conhecimento, é com LUMA que eu vou! 

             

             

          • Mas como você é parcial na

            Mas como você é parcial na sua propaganda política.

            E daí que Luma é do PT? 

            Ainda é um direito de LGBTs serem do PT, não?

            Eu não seria, quase todos os militantes LGBTs mais conhecidos (exceto Toni Reis, que é do PCdB e o único mais declaradamente governista que eu acompanho) estão meio que em pé-de-guerra com o governo, mas segue um direito quem quiser acreditar na plataforma que quiser, não?

            Até porque a realidade em Ceará pode ser uma, a realidade no RJ, DF ou SP pode ser outra.

            Por que você não comenta que a única trans eleita vereadora no Estado de São Paulo em 2012 foi a Madalena, em Piracicaba, do PSDB?

            Por que você não comenta as ameaças de morte que ela recebeu?

             

             

          • Pq estou criticando o

            Pq estou criticando o ativismo, e não o mérito em si.

            Questionando, criticando enquanto posso, em tempo enquanto a ditadura do ativismo gaysista não tira este direito.

            Pq vcs não mencionaram o fato dela ter sido candidata, eu mesmo exitei em mencionar isso para não entrar em conflito, fiquei intimidado em dar uma noticia pq é LGBT.

             

        • Parceiro, o texto é

          Parceiro, o texto é panfletário por que mostra que uma travesti pode superar o estigma que a sociedade lhe imputa?

          Seu comentário por acaso é o de alguém que se importa com a humanidade das travestis?

    • Claro, o ideal seria que uma

      Claro, o ideal seria que uma travesti dando aula numa instituição federal fosse fato corriqueiro, insignificante. Eu também gostaria que o Brasil fosse avançado até chegar a este ponto. 

      Só que não.

      O fato em questão é destaque justamente porque a maioria das travestis são marginalizados, encontram portas fechadas na maioria dos lugares que frequentam.

      O fato se torna jornalístico quando a travesti em questão é a PRIMEIRA a dar aula em uma instituição universitária.

      • Exato, enquanto houver

        Exato, enquanto houver discriminação os poucos momentos em que esta é superada são notícia.

        Boa notícia! Que não nos deve fazer esquecer do quadro geral.

        Agora há pouco recebi o video da ONU sobre os países em que ainda há criminalização da homossexualidade. Angola e Moçambique estão entre esses países e Brasil e Portugal não usam nada de seu ‘soft power’ para acabar com essa situação horrenda.

         

         

  2. Quem segue as leis

    Quem segue as leis cristâs,judaicas de Alá e de toda sorte de religião é preconceituoso?

       Por ser agnóstico,pra mim tanto faz ser travesti ou não.

             Mas creia, pra mais de 90 por cenro da po´pulação mundial,desaprova essa atitude.

                   Então,vem a pergunta:

                   É possível acreditar em DEUS e modificar o que ele criou?

    • Certamente, pois essa “birra”

      Certamente, pois essa “birra” dos religiosos não é ampla e sim focada em alguns tabus, pois não vemos nenhum crente querendo explodir com represas e outras “modificações” humanas “benéficas” na hipotética obra divina.

      Ou ainda, mesmo no campo da sexualidade e do corpo humano, afirmações que silicone é coisa do demo…

      …se for para levar ao pé da letra, tirando os Amish (e olhe lá) não se salvaria um nesse mundo.

    • Quem usa a religião como

      Quem usa a religião como justificativa para seu preconceito não deixa de ser preconceituoso. Alguém por acaso pode querer ficar à margem da lei ao sustentar que membros de uma determinada etnia são inferiores apenas porque sua religião assim o prega?

    • ” É possível acreditar em

      ” É possível acreditar em DEUS e modificar o que ele criou?” sim , pq a terra é para o usufruto do homem, e ele tem livre árbitrio, mas ele não pode tudo, a cultura é que impede o mal uso dos recursos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome