A violência doméstica retratada em cinco filmes

Enviado por José Carlos Lima Spin

Da página As Mina na História, no Facebook

CÊ VAI SE ARREPENDER DE LEVANTAR A MÃO PRA MIM -Versão Cinema

A violência doméstica retratada em 5 filmes poderosos, estrelados por atrizes poderosas, que com certeza vão te fazer sentir poderosa!

1. Nunca Mais (Enough) – 2002
O filme conta a história de amor da garçonete Slim (Jennifer Lopez) com um empresário. O casamento dos sonhos se torna um pesadelo quando a descoberta de uma traição desencadeia uma sucessiva tortura de violência doméstica. Ao tentar deixa-lo, a moça percebe que o Estado não está ao seu favor, e que o poder e a influência de seu marido a farão refém de um ciclo abusivo. É um thriller de suspense que não foi sucesso de críticas, mas carrega uma mensagem importante sobre a violência doméstica.

www.youtube.com/watch?v=j3LVthzm88g]

 

2. O Silêncio de Melinda (Speak) – 2004
Kirsten Stewart atua belamente como a adolescente que convive com a aterradora lembrança de um estupro, numa festa. O fato a leva a uma introspecção silenciosa, torturante e posteriormente libertadora sobre a violência cometida, e a relação do evento em seu círculo social. 

/www.youtube.com/watch?v=1FiIavBcCDw]

3. Preciosa (Precious) – 2009
Este filme é resumido pela palavra “abuso”. Preciosa é uma garota de 16 anos, alvo de abuso vindo de todos os lados: abuso sexual do pai, abuso psicológico da mãe, abandono do poder público, preconceito gratuito nas ruas. A vida sem valor de Preciosa só começa a tomar sentido quando sua professora a propõe enxergar o poder do amor, único capaz de salvá-la. A atriz Mo’Nique, que realiza magnificamente a agressiva e odiosa mãe de Preciosa, recebeu o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante pelo filme.

www.youtube.com/watch?v=AnrxEqzI81g

4. A Cor Púrpura (The Colour Purple) – 1985
É preciso ter estômago pra ver as humilhações físicas e psicológicas que Miss Celie sofre desde sua infância à vida adulta. Numa época em que marido era chamado de mister (senhor), as palavras de Albert, interpretado por Danny Gloover, mostram o drama da vida de Celie: “você é preta, você é feia, você é pobre, você é mulher! Onde acha que vai chegar?”. Só a chegada de Shug Avery na vida do casal fará com Celie enxergue o mundo com os olhos de uma mulher que não se sente um animal.

[video:www.youtube.com/watch?v=RsGG6YhEh2s

5. Antes de Dormir (Before I go to Sleep) – 2014
É angustiante ver Christine (Nicole Kidman) se afundar em sua própria amnésia toda noite, ao adormecer, e acordar ao lado de um estranho, para descobrir logo em seguida que é seu marido. A falta de memória e a insegurança sobre a relação que vive fazem com que a jornada da personagem fique duplamente complexa na busca de informações sobre o que ocorreu para que todo seu passado fosse esquecido. 

[video:www.youtube.com/watch?v=XA16jCfBc9g

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

    • resposta

      Marcelo F. Campos, a violência doméstica pode ser praticada por qualquer um, homem ou mulher, mas experiências mostram que a mulher é a vítima em quase 100% dos casos, talves pela condição física mais frágil, pela educação erronea e machista onde a mulher é educada de forma submissa.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome