Auxílio Brasil excluiu quase 4 milhões de famílias pobres

Governo está usando dados de mais de 10 anos atrás para "incluir" pessoas no benefício. Inúmeras famílias ficam sem o programa de Bolsonaro

Jornal GGN – O Auxílio Brasil excluiu quase 4 milhões de famílias pobres. Isso porque o governo está usando dados de mais de uma década atrás para “incluir” pessoas no benefício. Com a medida, inúmeras famílias ficarão sem o programa social com a assinatura de Jair Bolsonaro, criado para substituir o Bolsa Família.

A informação foi levantada por reportagem do Uol: o governo está usando dados do Censo de 2010, ou seja, com 11 anos de defasagem. Aquele censo mostrava 13,8 milhões de pessoas que precisariam do benefício.

Mas o Cadastro Único atualizado em setembro traz mais de 4 milhões de famílias além disso. Há, pelo menos, 18 milhões de famílias pobres ou extremamente pobres no Brasil hoje.

Leia também: ‘Auxílio Brasil’ institui os ‘vouchers’ escolares para destruir a educação básica pública

Assim, o programa de Bolsonaro já nasceu com uma fila de espera de cerca de 3,5 milhões de pessoas, uma vez que atendeu, em novembro, a 14,5 milhões.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome