Brasil tem dificuldade em transformar crescimento em inclusão, diz relatório

 
Jornal GGN – Em um relatório do Fórum Econômico Mundial sobre crescimento econômico e progresso social, o Brasil aparece na 30ª posição entre 109 países, atrás dos vizinhos Paraguai e Peru e de outros como China e Coreia do Sul. 
 
Para o Fórum, é necessário um novo modelo de crescimento que garanta a inclusão social, e o Brasil é citado como uma das nações que têm dificuldades em transformar a melhora dos indicadores econômicos em uma duradoura inclusão social. 

 
 
O órgão crê que a classificação do país no Índice de Desenvolvimento Solidário é menor do que seu Produto Interno Bruto (PIB) pode permitir. EUA, Japão, México, África do Sul, Irlanda e Nigéria aparecem na mesma situação do Brasil, enquanto países como República Checa, Camboja, Nova Zelândia e Coreia do Sul aparecem melhor classificados. 
 
O Brasil deveria investir mais em serviços básicos e em infraestrutura, além da necessidade de melhorar a educação para ter um crescimento econômico mais inclusivo, aponta o relatório. Outra questão apontada é a corrupção no país. 
 
Para o Fórum, é necessário um novo modelo de crescimento para melhorar a inclusão e também conter o crescimento do populismo e da frustração popular em diversos países. O relatório afirma, também, que é essencial reavaliar as prioridades em termos de política econômica, para lidar com as desigualdades causadas pela evolução das tecnologias e da globalização. 
 
Com informações do Valor

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. Não é dificuldade, é falta de

    Não é dificuldade, é falta de vontade. Não interessa desenvolvimento social para beneficiar a plebe quando tudo o que interessa para os “nobres” herdeiros paulistas e cariocas (notem que os empresários não estão convidados para o banquete) é aumentar os juros que o governo paga para eles (o Brasil é uma sociedade medieval e escravocrata, para quem não saiba disso ainda). E é exatamente o que os conspiradores estão fazendo, colocando ainda mais recursos do país para o pagamento de juros enquanto usam a mídia para fingirem que tudo vai melhorar para a população geral.

    Esperem que a situação social piore ainda mais, até os níveis somalianos.

  2. Brasil….

    A maior transformação social e transferência de renda de um país para sua população se dá através de salários. Isto o planeta já sabe desde a Revolução Industrial. No Brasil insistimos com um “socialismo tupiniquim” anti-capitalista. Se anti-capitalista contra a produção de bens e riqueza gerados pela industrialização e agropecuária e toda mão de obra especializada decorrente destas atividades e suas remunerações. Então a manutenção do país neste atraso fenomenal. Mas vale lembrar a culpa não desta nossa visão politica de mundo, a culpa é dos outros. O Brasil se explica. 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome