Desembargador manda liberar WhatsApp

Jornal GGN – O WhatsApp recorreu do bloqueio de 72 horas determinado pelo juiz Marcel Maia Montalvão e o pedido foi atendido pelo desembargador do Tribunal de Justiça de Sergipe, Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima. O magistrado determinou que o serviço seja liberado em todo o país.

Agora, a volta do serviço depende das operadoras de telefonia, que devem ser notificadas da decisão. O bloqueio já dura mais de 24 horas. O aplicativo foi suspenso às 14h da última segunda-feira (2).

Da Agência Brasil

Justiça manda liberar WhatsApp em todo o país

Por Sabrina Craide

O desembargador do Tribunal de Justiça de Sergipe, Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima, deferiu hoje (3) um pedido de reconsideração do WhatsApp e determinou que o serviço seja liberado em todo o país.

A medida revoga decisão do desembargador Cezário Siqueira Neto, que havia negado o recurso apresentado pelo Facebook, dono do Whatsapp, para liberar o aplicativo.

A liberação do serviço depende agora das operadoras de telefonia, que devem ser notificadas da decisão.

O WhatsApp está sem funcionar desde às 14h de ontem, quando todas as prestadoras de serviços de telefonia móvel foram intimadas a cumprir determinação do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE), a pedido da Polícia Federal e do Ministério Público. Inicialmente, a medida valeria por 72 horas, ou seja, até as 14h de quinta-feira (5).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

  1. What’s up?

    Incrível o poder de juízes de qualquer instância no Brasil. Nunca vi. E basta um só para bloquera qualquer coisa, a poderosa WhatsApp, a nomeação de um Ministro, obras públicas e assim por diante.

    Onde já se viu?

    p.s. Só não conseguem bloquear o Cunha.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome