Facebook volta atrás e reativa perfil de Jout Jout Prazer

Jornal GGN – Após inúmeras reclamações de usuários, o Facebook voltou atrás e reativou o perfil de Jout Jout – mantido pela jornalista Julia Tolezano, que produz vídeos no YouTube. A rede social também. admitiu “erro de availiação de denúncia”. A página de Jout Jout foi derrubada na última segunda-feira (2), após inúmeras denúncias de violação dos “Padrões do Comunidade” do Facebook, em um movimento supostamente em retaliação à queda da página “Orguhlo de Ser Hétero”.

Assim como a página de Julia, outras fan pages feministas saíram do ar, como a “Feminismo Sem Demagogia, “Moça, Você é Machista” e “Cartas & Tirinhas LGBT”. Somente a página de Jout Jout foi reativada. Através de sua assessorai de imprensa, a rede social disse que, dado ao volume de conteúdos na plataforma, “ocasionalmente cometeremos erros”.

Da Folha

Facebook pede desculpas a Jout Jout e admite ‘erro de avaliação’

O Facebook voltou atrás e reativou o perfil Jout Jout Prazer nesta quarta-feira (4), após inúmeras reclamações de internautas.

À reportagem, a rede social admitiu que houve “erro de avaliação de denúncia” e justificou que não dá conta de atender com precisão à demanda de solicitações.

Na segunda (2), Jout Jout teve sua página derrubada após receber uma enxurrada de denúncias de violação dos “Padrões da Comunidade”, supostamente articulada por grupos machistas em retaliação à queda da “Orgulho de Ser Hétero”.

No que tomou forma de uma guerra virtual, os mais de 2 milhões de órfãos da “Orgulho” teriam se organizado para derrubar páginas feministas, como a “Feminismo Sem Demagogia”, a “Moça, Você é Machista” e “Cartazes & Tirinhas LGBT”. Por enquanto, todas permanecem fora do ar — só a de Jout Jout foi reativada.

“Após tomarmos conhecimento de algumas situações envolvendo páginas na plataforma, fizemos uma revisão detalhada e detectamos que a página ‘Jout Jout Prazer’ foi removida por um erro de avaliação de uma denúncia. A página já foi restaurada e nos desculpamos pelas inconveniências causadas”, disse o Facebook por meio de assessoria de imprensa.

“Nossos times trabalham com alto índice de precisão nas revisões, mas dado o volume de conteúdos na plataforma, mesmo que tentemos manter uma taxa de 99% de acertos, ocasionalmente cometeremos erros”.

Minutos após ter reativada sua conta, Jout Jout escreveu uma mensagem carinhosa aos fãs, fugindo da polêmica.
 
“Gente, que saudade que eu senti de vocês! Foram dois dias tensos, mas estamos de volta, obviamente. Como vocês puderam notar, minha página foi desativada de vez na segunda-feira, segundo o suporte do Facebook, devido a várias denúncias de que minha página era fake. E isso tudo ocorreu numa suposta ‘guerra’ entre páginas aqui no Facebook. Tudo entre hipóteses e incertezas, vai saber”, escreveu.
 
“De certeza o que eu tenho é meu conteúdo e meus vídeos amados. O que eu penso, sinto e acho sobre o mundo está no Youtube. Desde como se faz um brigadeiro até relacionamentos abusivos. Nesse um ano e meio de aventura, nos encontramos, nos apaixonamos, viramos uma família que ri, chora e se ama juntinho. Viramos uma grande comunidade que conversa, que se ajuda, tem gente até que começou a namorar no meio dessa bagunça maravilhosa. E isso me dá uma alegria tão imensa que eu tenho vontade de sair mordendo todo mundo de amor! “
 
“Com isso, concluo: não sei por que se voltaram contra minha página. Não tenho certeza dos motivos nem de quem se sentiu motivado. Só sei que não vou me calar. Melhor: não VÃO me calar. Vou continuar aqui, às terças e quintas, às vezes fazendo uma gracinha sem sentido, uns funks, ou tentando mostrar tudo que eu acho sobre esse mundo esquisito em que vivemos. Comecei isso tudo para aprender a lidar com críticas. Mal sabia eu que vocês iam me ensinar muito mais. Obrigada por se indignarem, por me defenderem, por ficarem do meu lado o tempo todo e por fazerem um ESCÂNDALO. Vocês são impossíveis de tão maravilhosos. Agora a gente continua juntinho nas redes todas. E só de raiva ainda vou fazer um ‘Snap’ [chat]”. Tá bem? Então tá bem! Beijouts!”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora