Maioria defende volta presencial às aulas somente após vacina, mostra pesquisa

Para 72%, os estudantes só devem retornar às aulas presenciais quando uma vacina contra o coronavírus estiver pronta.

Criança em escola, no Japão - Foto: Stoyan Nenov/Reuters

Jornal GGN – Para 72%, os estudantes só devem retornar às aulas presenciais quando uma vacina contra o coronavírus estiver pronta. Essa foi a constatação da pesquisa Ibope, encomendada pelo jornal O Globo, divulgado nesta segunda (07).

Realizado nos últimos 10 dias do mês de agosto, pela internet, a pesquisa ouviu 2.626 entrevistados, maiores de 18 anos.

Por enquanto, somente o estado do Amazonas liberou o retorno presencial às aulas. A partir desta terça (08), São Paulo e Rio Grande do Sul também terão alunos de volta aos colégios. Outros estados, como Rio de Janeiro, Piauí, Pernambuco e Pará abrirão as escolas a partir do dia 14 de setembro até outubro.

Entretanto, para a maioria dos brasileiros consultados pelo Ibope, o retorno deveria ocorrer somente após a liberação de uma vacina. É o que pensa 54% dos entrevistados, outros 18% concordam parcialmente com a afirmação.

E somente 13% discordam ou discordam parcialmente que a volta presencial deve ocorrer após a vacina. 12% deles não concordam nem discordam, e 3% não souberam responder.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora