Movimentos de mulheres de SP convocam novo ato de repúdio a projeto de Cunha

Jornal GGN – Movimentos que protestaram, nas últimas semanas, contra o Projeto de Lei 5069, de autoria do deputado Eduardo Cunha (PMDB), convocaram um novo ato para a próxima quinta-feira (12), às 17h, no MASP, em São Paulo, para repudiar a proposta patrocinada pela bancada da Bíblia no Congresso, que altera o atendimento a vítimas de estupro no SUS (Sistema único de Saúde), além de abrir caminho para a proibição da pílula do dia seguinte.

A organização do evento promete uma passeata “ainda maior” pedindo que Cunha deixe o comando da Câmara e chamando atenção para o ataque ao direitos das mulheres que o PL 5069 representa. Chamada de #partidA feminista SP, a manifestação é organizada pelos seguintes coletivos:

Ciranda Internacional de Comunicação Compartilhada

Coletiva Trajetórias Feministas de Teatro da Oprimida

Coletivo DAR

Coletivo Pagú Pra Ver Teatro do Oprimido

Fanfarrarônicas

Frente Contra o Assédio

Frente pela Legalização do Aborto

Frente Palestina

Insurgência/PSOL

JUNTAS

Liga Brasileira de Lésbicas

Marcha Mundial das Mulheres

Marcha Mundial da Maconha

Marcha Nacional das Mulheres Negras

Movimento de Mulheres Anti-punitivistas e Anti-proibitivistas

Movimento de Mulheres Olga Benário

Não Na Minha Frente

RUA – Juventude Anticapitalista

Série Mais um Pornô – arte, ativismo e encontro

Secretaria Nacional da Mulher Trabalhadora

União Brasileira de Mulheres (UBM)

UJS feminista

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora