No Amapá, os dados de feminicídios só saem por meio da Lei de Acesso à Informação

Em junho, a Polícia Civil do Amapá divulgou um balanço em que mostrava que os casos de violência doméstica tinham tido uma redução de 52% entre março a maio  de 2020 ante o mesmo período de 2019.

Organizações que combatem a violência contra a mulher questionam subnotificações nas estatísticas do Estado (Imagem do ensaio fotográfico de Nay Jinknss/Amazônia Real/2020)

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora