PL obriga presos a pagarem por suas despesas

Proposta é vista como ação autoritária por especialistas

Foto Agência Brasil

Jornal GGN – A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou, no dia 12 de fevereiro, o projeto de lei que prevê a obrigação de presos ressarcir o Estado pelos seus gastos com a prisão. De acordo com especialistas, a medida é problemática e autoritária, destaca reportagem da Rede Brasil Atual.

O ex-senador Waldemir Moka (MDB-MS) é o autor do PLS 580/2015, que altera a Lei de Execução Penal e obriga o presidiário pagar os gastos com a sua “manutenção no estabelecimento prisional”.

“Como você vai tirar dinheiro de uma pessoa que não trabalha? Se não tem no trabalho, como você tem dinheiro?  Segundo, a pessoa presa trabalha para mandar seu dinheiro aos familiares fora da prisão”, disse uma pessoa afastada do sistema prisional, que não quis se identificar, ao repórter André Gianocari, da TVT.

O texto aprovado destaca que caso o preso tenha recursos próprios, “o ressarcimento independerá do oferecimento de trabalho pelo estabelecimento prisional”. E, nestes casos, se não houver pagamento, as despesas se tornam “dívida ativa da Fazenda Pública”.

Segundo reportagem da RBA, para Rede Justiça Criminal a iniciativa é contraditória. “O sistema carcerário brasileiro tem um déficit de vagas crônico, em mais de 200%, que faz o Estado tratar muito mal o preso. Enquanto o Estado deveria indenizar o preso por viver em condições precárias, quer cobrar a manutenção da prisão”, disse Clarissa Borges, representante da entidade.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bruno Cabral

- 2020-02-21 02:26:15

Devia ter um PL obrigando os congressistas e membros do judiciario a pagarem suas proprias despesas, acabando com todos os penduricalhos ...

jcordeiro

- 2020-02-20 20:09:31

Nassif: segundo dizem, essa da PL580/2015 é um sinistro Mokozado --- o preso que não tem dindim fica numa quarentena. E depois de um tempo pega um bonde pra dar um rolê na parada e levantar a grana (como nas Milícias). Se não trouxer o lajam na próxima cana passam o cerol nele. O meliante TogaSuja e os VerdeSauvas adoraram a proposta. Por um lado aumentam as reservas pra campanhas políticaspartidárias; por outro, pode sobrar os trocos pros Gogoboys continuarem a SujaJato. Os caras com essa vão arrepiar...

J. Alberto

- 2020-02-20 19:47:30

Quem tem imóvel próprio vai entregá-lo aos bancos pra financiar o custo. Mas quem mora de aluguel ou de favor não precisa se preocupar, pois em breve o Banco PCC entrará no mercado para atender mais essa "linha de financiamento"!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador