Repressão em Brasília mostra fraqueza do governo Temer, diz Frente Brasil Popular

manifestacao_24_de_maio_esplanada_fabio_rodrigues_pozzebom_abr.jpg
 
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
 
Jornal GGN – A Frente Brasil Popular, que reúne diversos movimentos sociais, divulgou nota repudiando a violência contra o ato de ontem (24) em Brasília, que protestava contra o presidente Michel Temer e pedia eleições diretas.
 
A repressão da polícia e o uso das Forças Armadas revelam a “atual fraqueza do governo de Michel Temer e seus aliados”, dizem as entidades. Para a Frente, as Forças Armadas rebaixaram seu papel ao servir de instrumento para um “governo moribundo”.
 
“Vendo sua base golpista pular do barco, Temer criminaliza e persegue os movimentos sociais”, afirma a nota, que também diz que, no ato, haviam infiltrados que promoveram o enfrentamento com as forças de segurança. 

 
Leia a nota completa abaixo: 
 
NOTA
 
A Frente Brasil Popular repudia veementemente o uso de repressão policial e das Forças Armadas que agrediu milhares de brasileiros e brasileiras dentre os 200 mil que participaram da Marcha da classe Trabalhadora, organizada com unidade de todas as centrais sindicais e com a participação das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.
 
O uso das Forças Armadas, de bombas de gás lacrimogêneo e bala de borracha demonstra a atual fraqueza do governo de Michel Temer e seus aliados, ainda mais instável após as inúmeras denúncias de corrupção que envolvem o próprio presidente.
 
As Forças Armadas rebaixaram o seu papel ao servir instrumento político de um governo moribundo. Atacou indiscriminadamente dezenas de milhares de brasileiros/as, quando alguns poucos se infiltram em nosso movimento pacífico para promover o enfrentamento.
 
Sem forças, sem apoio popular e vendo sua base golpista pular do barco, Temer criminaliza e persegue os movimentos sociais.
 
Fomos às ruas hoje para exigir a saída do presidente, eleições diretas e a retirada das reformas da previdência e trabalhista e serão as ruas os nossos espaços sociais de luta até a derrubada de Temer e sua pauta de retirada de direitos.
 
Assine
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora