Tragédia na Baixada Santista deixa 42 vítimas fatais

O Corpo de Bombeiros continua as buscas por 36 pessoas desaparecidas

Foto: Susan Hortas/Prefeitura de Santos

Jornal GGN – Número de vítimas fatais da tragédia na Baixada Santista, litoral de São Paulo, chega a 42. O Corpo de Bombeiros continua as buscas por 36 pessoas desaparecidas. As informações são do boletim da Defesa Civil do Estado desta segunda-feira, 9 de março.

Agora, os trabalhos na região contam também com equipes do Instituto Geológico e do Instituto de Pesquisas Tecnológicas, para avaliações das áreas e monitoramento de risco nos locais de buscas.

Na segunda-feira, 2 de março, um forte temporal na região provocou alagamentos, morros desabaram e rodovias de acesso ao litoral foram bloqueadas. Dados do Núcleo de Gerenciamento de Emergência da Defesa Civil, apontam que a chuva na região passou da média esperada para todo mês.

Em 4 de março, o governador do Estado, João Doria (PSDB), homologou sumariamente decretos municipais, reconhecidos pelo governo federal, de estado de calamidade pública no Guarujá e situação de emergência em Santos e São Vicente. 

Durante a semana, as equipes trabalharam sob o alerta de risco de novos desabamentos, já que em algumas áreas o solo continuava encharcado. Nesta segunda-feira, a previsão é de calor, “com a disponibilidade de umidade na atmosfera criando condições para a formação de áreas de instabilidade que provocam pancadas de chuva de curta duração em toda a faixa leste do estado, incluindo a Baixada Santista”, pontuou a Defesa Civil.  

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora