Tribunal Penal Internacional receberá nova denúncia contra Jair Bolsonaro

A Corte de Haia receberá informações sobre as políticas do mandatário brasileiro contra grupos indígenas

Foto: Andressa Zumpano/Articulação das Pastorais do Campo

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro será denunciado por entidades brasileiras no Tribunal Penal Internacional. A Corte de Haia receberá informações sobre as políticas do mandatário brasileiro contra grupos indígenas.

Em dois anos, a Corte de Haia já tem em mãos 4 denúncias contra o presidente por genocídio ou crimes contra a humanidade. Segundo coluna de Jamil Chade, no próximo mês, a quinta queixa será enviada ao Tribunal, desta vez preparada pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB).

Ainda neste mês, a entidade, juntamente com o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), denunciou as medidas do governo brasileiro contra povos indígenas no Brasil, durante evento da ONU, a 14ª Sessão do Mecanismo de Peritos sobre Direitos dos Povos Indígenas (EMRIP).

Também junto à Organização Internacional do Trabalho (OIT), as organizações emitiram nota conjunta contra o projeto de lei nº 177/2021, que permite o presidente da República a não seguir a Convenção nº 169, da OIT, que protege povos indígenas.

Agora, a APIB deve levar a denúncia ao Tribunal Penal Internacional. Também na mesma Corte, a Comissão Arns pretende atualizar as denúncias contra o presidente sobre as políticas adotadas nos últimos 6 meses, em meio à pandemia.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome