Vida de preso, por quem está preso, por José Dirceu

jose_dirceu_-_fabio_pozzebom_abr.jpg

Foto: Fabio Pozzebom/Agência Brasil

Vida de preso, por quem está preso.

Por José Dirceu

Espelho é proibido. Vidro também. Então, pegue um prato grande que reflita sua imagem – e mantenha ele limpo sempre. Água mineral? Só com receita médica. A solução é ferver a água ou tomá-la “in natura” da torneira. Eu nunca tive problemas.

Saúde? É fácil cuidar. Bebida, cigarro, gordura, ou é proibido ou não existe simplesmente. Você pode pedir comida hipossódica e evitar excessos na sexta-feira, quando as famílias de todos os presos podem trazer comida. Embora o peso seja controlado. Nada que possa virar cachaça – a revista é rigorosa.

O preso deve fazer exercícios todos os dias. No meu caso, 71 anos, é light. O importante é manter os músculos lombares fortes. E as pernas. Flexão, abdominal, pesos, caminhadas. No meu caso, pelo menos 20 minutos diários. É importante tomar sol ou ingerir vitamina D – para mim, a recomendação é de 20 minutos diários. O banho de sol é de cinco dias por semana, mas na média são três por conta de chuva, normas de segurança, etc.

No mais, é ler, estudar e escrever, um pouco de tudo. Aqui tem biblioteca – e é boa. Em geral, literatura brasileira e mundial, auto-ajuda, espiritismo, cristianismo, catolicismo, correntes evangélicas. Nossos clássicos – e outros atuais — estão à disposição. Há cursos de alfabetização.

Na cadeia, você passa a dar importância às pequenas coisas. À rotina. À limpeza coletiva em sistema de rodízio. E, muito, à disciplina.

Preso primeiro chora, depois chama a mãe e seus santos, e faz remissão. Cada três dias trabalhados valem um dia de pena cumprida; cada livro lido e resenhado vale mais quatro dias; cada 12 de estudo, um dia de remissão. Assim, em 12 meses, o preso pode remir seis meses, cinco em geral.

Fora a remissão, o trabalho, a leitura, o estudo e a escrita transformam a prisão em vida produtiva e criativa, além de passar o tempo de maneira útil e agradável.

A luta do preso é para viver na cadeia “uma vida normal”, de rotina, dormir sem indutor do sono, as horas necessárias, trabalhar oito horas — e ter horas de lazer, de convivência comum. Para os jogos – dominó e xadrez –, futebol, exercícios e caminhadas, agregar “conversa fiada”, contar estórias, falar da família, da vida, dos processos, dos amores proibidos, da liberdade … dos filhos e esposas.

Preso tem que manter cela, corredor e banheiros coletivos limpos, duas vezes por semana; tem que lavar as cuecas (a roupa é lavada na lavanderia do presídio).

Preso pode receber material de higiene pessoal e de limpeza – um Sedex com o básico de uma cesta familiar, observando as questões de segurança. Tudo de que um preso precisa para sobreviver. Os itens são básicos mesmo, nada de supérfluos.

A comida é simples, mas suficiente. No café da manhã, café com leite, pão e manteiga. No almoço e na janta, feijão (pouco, ou porque azeda ou porque está caro), muito arroz, carne e legumes. De carne, só frango – peito! – ou carne de vaca moída ou em tiras. Ninguém pode dizer que a comida não é honesta. Dá pra sobrevier – e bem. O problema é a mesma comida meses, anos…

Mas a comida que a família traz, às sextas feiras, dia de visita, resolve a monotonia. Todas as sextas feiras, das 13 e 30 às 16 horas, preso recebe visita da família – duas pessoas. Na verdade, é o único momento em que o preso sente a liberdade, o afeto, o amor e a esperança.

Quem manda?

Mandela dizia que a pessoa mais importante na vida do preso é o carcereiro. Ele tinha toda a razão. Manter uma relação respeitosa e civilizada com a direção do presídio e com os agentes é questão básica, direitos e deveres, como tudo na vida. No caso dos presos, direitos e deveres regulados pela Lei de Execuções Penais e pela direção do presídio.

Presídio é, no Brasil, por definição, um lugar de alta periculosidade e insalubridade, onde falta tudo. Na verdade, não há recursos orçamentários para manutenção e reforma, mesmo tendo mão de obra de graça, a dos presos. Os recursos não dão para o custeio. E isso com educação e saúde sendo obrigações do Estado.

A escola e o posto de saúde são ligados à estrutura administrativa do estado na região – no nosso caso, a escola é o “Faraco” e o centro médico, o CMP- Complexo Médico Penal?

O mais grave problema, inclusive aqui, no Paraná, mesmo no CMP – hoje um misto de “cadeião” e hospital – é a falta de trabalho, de colônias agrícolas e industriais, e de escolas. O trabalho e o estudo devem ser obrigatórios para o preso, insumo básico para a ressocialização e a qualificação, além de suas repercussões na remissão da pena.

Sem trabalho, sem estudo, amontoados em celas superlotadas, os 650 mil presos do país são presas fáceis para o crime organizado. Pior, vivem numa situação degradante e violenta que os transformam em cidadãos violentos, quando não em criminosos violentos.

Uma combinação mortal – aumento das penas, crimes hediondos e criminalização do usuário de droga – fez explodir a população carcerária em regime fechado. Com progressão só com 25% da pena cumprida, e sem indulto.

O mais grave é a incapacidade do Judiciário-MPF e dos juízes frente a um quadro de injustiça e ilegalidade único – 40% dos presos são provisórios, não julgados. A tudo isso, soma-se a superlotação e degradação dos presídios. Fora a corrupção ou mesmo o controle dos presídios pelo crime organizado.

Quem são os responsáveis por esse estado de coisas? Os juízes das Varas de Execuções Penal responsáveis pelas penitenciárias e os conselhos e secretários de Segurança e/ou Justiça. Na realidade, agentes do Estado, omissos e responsáveis pela situação que estamos vivendo.

Situações paliativas, como recorrer aos famosos “mutirões” para tirar da cadeia os presos que ali estão sem condenação em Segunda Instância, não resolvem. Só postergam o problema. Também não é saída o recurso à reclusão de segurança máxima, recomendada em casos determinados.

O que pode abre a luz no fim do túnel é uma mudança radical da política penal e penitenciária. Trabalho e estudo, qualificação do preso, separá-lo pelo tipo de crime e pena. Mudar radicalmente o sistema pena: progressão da pena, penas menores para crimes não violentos, semi-aberto domiciliar com controle eletrônico, penas de multa e pecuniárias, trabalho comunitário, perda de patrimônio e função pública.

O preso produtivo, além de manutenção e reforma dos presídios, pode produzir móveis, material esportivo, equipamentos em geral, roupas, trabalhar em obras, infraestrutura pública etc. E os contratos, entre o Estado e empresas, quando for o caso, podem ser administrados por entidades sem fins lucrativos.

Decisão política

Falta vontade política e decisão de mudar radicalmente a política penal e penitenciária.

Quando você convive com a dedicação dos professores, o profissionalismo dos agentes e profissionais de saúde, em condições especiais da profissão (estamos falando de uma cadeia); com presos que trabalham e estudam, no caso do semi-aberto; a conclusão, simples, é que é, sim, possível mudar o sistema. E reintegrar os presos.

O horizonte está no aprisionamento com progressão da pena. Desde que cumpridas as exigências da lei, o tempo de prisão e a remissão por trabalho-estudo.

Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

37 comentários

  1. Preso político.

    No mundo real, onde a luta pelo poder é renhida, é corriqueiro. Damos sorte de não ser na bala?!

    Estão matando-o, resta saber se morrerá. Prezo para que não sucumba.

    • Mesmo que sobreviva, já o mataram

      Fizeram a José Dirceu o pior dos crimes, que é a morte em vida. Mataram-lhe o passado, a história, a imagem. Cassaram o seu direito ao Direito.

      • O fizeram socialmente. A

        O fizeram socialmente. A história dele aponta para que consiga, mas ele era novo, né? Terá sabedoria para não sucumbir agora? Eu espero que sim.

      • Alan, eu acredito q a

        Alan, eu acredito q a humanidade sempre dá volta por cima . Assim como Francisco iluminou a Igreja depois da escuridão do polonês João Paulo fascista e seu discípulo alemão, assim como a injustiça secular dos negros da África doSul foi iluminada com a librtaçao de Mandela, o Brasil se iluminará.

        A Rússia estava, para os americanos, dominada e destruída , eis q ressurge das cinzas. Putim tinha sua eleição por um fio, até q refrescou a memória do povo russo, sobre o período q passaram nas mãos dos “limpos” amigos dos americanos. Hoje, o povo russo e as instituições formadas pôs domínio neoliberal, dão a Rússia um sistema de defesa de sua soberania imenso.

        Por outro lado temos a grande Iugoslávia transformada em minúsculos pedaços de terras arrasadas. Acredito que não seremos a Yuguslavia. Mesmo ela, encontrará o caminho de volta ao brilho. 

        A destruição dos países e suas lideranças por um Império doente e seus pervertidos comparsas nas periferias não é eterno. Espero q essa destruição no Brasil seja barrada, nesse caso, a injustiça e perseguição terá punida. A história tem andado rápida e Moro, Janot e o  resto da turma de “heróis” fascistas são muito jovens e barbarizaram demais para saírem de fininho. 

      • castigo político apenas…

        por ter lutado……………………………….

        para condenação foi preciso a inserção forçada de complexidades jurídicas fundadas apenas na nossa velha e infame tradição de perseguir políticos de esquerda para agradar a mídia bandida de direita

  2. Força Zé Dirceu

    Chorei com o seu relato e alguns comentários, mas muito mais pela injustiça do Dirceu estar preso

    deve ser mais terrível ainda, vc estar preso injustamente, porque você é inteligente e fez parte de um partido que querem destruir… dói demais.

  3. Lendo o que o J.Dirceu nos

    Lendo o que o J.Dirceu nos escreveu, sentimos a sensação exata de como sempre existirão coisas melhores e coisas piores para qualquer um em qualquer situação e a qualquer tempo. Isso nos leva à valorização, sempre, do que temos em mãos, mesmo que sob profunda indignação com as possíveis armadilhas e injustiças do destino. É assim que nasce, e é assim que é mantida, a motivação importante para projetarmos, sonharmos e almejarmos coisas sempre melhores para o nosso amanhã. E essa preocupação / dedicação do José Dirceu a todo e qualquer problema com seus semelhantes, é a prova da grandeza desse extraordinário brasileiro, que participou ativamente do retorno da democracia para o Brasil, atuando muito bravamente nas governanças do PT, responsáveis por profundas e importantissimas mudanças, muitas delas em andamento sendo barradas hoje pela ditadura instaurada pelo golpe de estado da gangue mafiosa do lesa pátria apátrida fernando henrique cardoso clinton, fenomenal corruptor passivo, ativo e permissivo como ninguem, a ponto de demorar 18 anos para reconhecer a paternidade de um filho com a funcionária da globo, e depois declarar que acha que o filho não é dele biológicamente, mas que tudo bem mesmo estando tudo mais ou menos mal… o bicho é mais enrolado que rocambole… antigamente a gente acreditava que não entendia o que êle falava porque gaguejava, hoje, depois que conseguiu parar de gaguejar, chegamos à conclusão que o cérebro dêle é que é gago, pois ainda ninguem consegue entender o que o filhodaputa fala.

    • Não tenha dúvida. Zé Dirceu é

      Não tenha dúvida. Zé Dirceu é um homem q qualquer Nação se orgulharia de ter como Lider. Espero ver ainda o Brasil entender isso.

  4. Tinha uma música do período

    Tinha uma música do período da ditadura que tinha uma frase:

    “Você me prende vivo e eu escapo morto”

    Grande Zé!

    Na adversidade, na injustiça e nenhuma palavra de ódio…

    Nossa sociedade está aquem desta sua vivência…

    A julgar pelo que estão fazendo com o goleiro Bruno, O PCC terá muitos e muitos soldados…

     

    [video: https://www.youtube.com/watch?v=9-xahNyJbQg%5D

  5. “Preso tem que manter cela,

    “Preso tem que manter cela, corredor e banheiros coletivos limpos, duas vezes por semana; tem que lavar as cuecas (a roupa é lavada na lavanderia do presídio)”:

    Dirceu, eu tomo banho e nao uso bucha pois “aprendi” desde os 14 ou 15 anos que o exercito forcava todo mundo a lavar as cuecas e as usar como bucja de banho;  vai que era lenda urbana, eu nao sabia e nao sei ate hoje, eu nao cocnverso com homens a respeito das cuecas deles e muito menos minhas;  depois, ouvi mais ou menos o mesmo comentario aqui nos EUA;  entao fiquei meio pirdidinho nessa sentenca pois se eh que homen em geral nao lava a propria cueca posso me orgulhar de dizer que ninguem jamais lavou as minhas!

    E lavo as muito bem…  exceto quando eu tenho cheiro de mijo quase tao forte quanto o do supremo brasileiro.  Entao…  eu falo que foi culpa da minha esposa e todo mundo acredita.  Vai ver EUZINHO sou o unico!

    (O assunto me lembrou do cara que tinha que tomar banho toda vez que tinha que se sentar em um vazo e cagar.  De outra maneira ele nao funcionava. Sim, eu o conheci, nao estou inventando, pra piorar, alguns anos mais tarde ouvi falar crivelmente de outro.  “Quase” dentro da familia.  Cropofobia.  Mas eu nunca lidei com Moro e se voce me disser que “sofre”, estou a seu favor eternamente.  Nao gosto de qualquer bosta nao, portanto te dou razao.)

    Quanto a carne moida…  a ultima vez que eu comprei alguns meses atraz, eu fritei e…  tirei mais ou menos 6 ou 7 oncas de gordura de uma libra e meia de “carne”(!!!).  Tomei nojo, minhas muieh tambem.  Nao compro mais e nem elas querem.

    Hoje comi um pao, (pao brasileiro, do qual eu tenho antipatia mortal) com manteiga, uma goticula de manteiga.  Tava uma delicia!  Eh que ja nao posso comer manteiga de verdade ha anos por causa do colesterol…

    Tem alguem em cima de mim, vou ter que parar.  Eu tinha um ponto pra fazer.  Ja nao consigo.  E Moro eh bosta da qual eu NAO gosto.

  6. Vivência… a melhor faculdade.

    O Brasil, no geral, deve muito a este prisioneiro.

    Para governar o país e criar os programas sociais que atingissem milhões de pobres, foi necessário BANCAR AS CAMPANHAS dos políticos do PMDB, PP, PTB, PR, etc. E isto custou muito. Mas o PT…teve que fazer isto, senão, nada de Programas Sociais.

    Pessoas no Partido e no Governo tinham que fazer o jogo sujo do sistema, antes praticados pelos outros partidos que estavam no poder. Estas pessoas foram o Delúbio, o Vacari, o José Dirceu, o Palocci, o Mantega…

    Pelo que me consta, não roubaram para si,mas pela governabilidade e pelos programas sociais.

    A História os julgará.

    Quantas vezes o Zé Dirceu pensou em reformar o Sistema Prisional? Muitas vezes!

    Mas agora, ele mesmo foi vítima deste sistema e com certeza, se tiver outra oportunidade, trabalhará mais intensivamente para melhorá-lo. A vivência, ajudou a enxergar melhor as coisas.

    Força Zé, nós confiamos em você.

     

     

     

     

     

  7. Esse, como um jihadista que

    Esse, como um jihadista que se explode na defesa de seu povo, é um mártir do petismo, fiel ao partido, mesmo com tanto sofrimento, humilhações e abandonado na solidão do cárcere, jamais deu com a língua nos dentes. Sacrificou-se para defender o projeto PT.

    É do lado negro da força, mas é herói.

  8. Assusta o poder de um juiz de

    Assusta o poder de um juiz de 1ª instância. Julga tudo e todos, tudo pode. STF rabo preso.

    O Brasil vive um enorme pesadelo.

    Certa feita um amigo advogado falou que seu cliente foi preso mesmo tendo direito à liberdade (porte de droga). Em conversa reservada com o juiz o mesmo disse: – Eu sei que ele tem direito, mas eeu quero dar o exemplo para os demais. A violência está alta.

    É ou não é uma atitude arbitrária?

    Dirceu é preso político.

    A sociedade brasileira é muito imatura, ignorante e sem lastro de união. Falo da classe média.

    Presídio é o certificado de que a raça humana foi uma experiência que não deu certo.

  9. Houvesse, verdadeiramente,

    Houvesse, verdadeiramente, juízes de execução penal neste país de merrecas, todos os governadores estaduais, sem exceção, estariam presos por não conduzirem as políticas legalmente existentes em relação ao sistema carcerário: nadica de nada, os promotores e juízes são, em quase totalidade, adeptos da prisão pela prisão, fosse a prisão, em qualquer situação, resolver qualquer problema. Mas, os executivos, os legislativos, as promotorias e os judiciários são omissos totais em relação ao caso. Depois, quando ocorre um problema maior, ficam se lamentando e se alimentando do ódio pequeno burguês de que “bandido bom é bandido morto”. Aliás, tal pensamento é maioria hoje em todos os tribunais superiores, graças as mérdias da vida. Lamentável.

  10. Brasileiro para sempre

    Como aqui neste espaço as pessoas são inteligentes, por isso escrevem, opinam e nós aprendemos muito uns com os outros.

    Para quem é anti petista, anti lulista e anti progressista, as minhas palavras se tornaria inócuas e seria motivo para espezinhação em qualquer outro blog, principalmente dos hidrófobos.

    Até em conversas com pessoas próximas da gente, pelo menos eu posso avaliar o meu entorno, seria uma temeridade defender  Zé Dirceu.

    O Zé exerceu o seu maior ofício, a política com dignidade, com as regras do jogo que sempre prevaleceram no país.

    E a fez como nenhum, pois sua inteligência é acima da média e usou dela para melhorar um pouco o país.

    Não usou para se enriquecer.

    Pelo menos, nunca ninguém, com toda a perseguição que vem sofrendo a vida toda, apresentou provas cabais da ilicitude dos seus atos políticos, mas sua condenação vai ficar para a história como um capítulo sombrio destes tempos, e o exemplo maior é a pequeneza de uma senhora de toga, poderia ser qualquer trapo, pois lhe cairia bem para o seu figurino, quando no seu voto afirmou: “Não tenho prova cabal contra Dirceu – mas vou condená-lo porque a literatura me permite”.

    Quantos político que nós conhecemos e sabemos que ficaram milionários, como Serra, Renan Calheiros, Eduardo Cunha, Temer e tantos outros.

    Alguém conhece a fortuna de Zé Dirceu?

    Nesta mensagem ele diz que todos os seus bens estão arrestados pelo demente de Curitiba.

    Eu nunca tive a menor dúvida da inocência do Zé.

    O que me deixa impressionado é a sua disciplina de vida.

    Dos seus 71 anos de vida, quantos o Zé usou para sua paz interna?

    Alguém viu, mesmo quando era ministro da Casa Civil, o Zé Dirceu em recepções publicadas em Caras e outras nojeiras do gênero?

    Quantas vezes Amaury Jr. entrevistou o Zé naquelas festas badaladas cobertas pelo seu programa?

    Zé Dirceu viveu sua vida?

    Eu digo que sim.

    Ao seu modo.

    Quantos tiveram a disposição e a coragem para aceitar isso?

    Aloysio Nunes? O guerrilheiro vagabundo assaltador de trem pagador?

    Para ser o que ele é hoje?

    Um fascista ladrão?

  11. Vida de Preso

    Espero que José Dirceu tenha lido ou deva ler o livro “Dos Delitos e das Penas” de José Beccaria. Se leu, ele deve se lembrar o que acontece aos políticos que praticam ilícitos. Se ler, verá da mesma forma.

    • Qual o ilicito de Dirceu mesmo?

      O que acontece com politicos que praticam ilicitos? O PMDB e o PSDB estão todos ai, bem na cara do MP e do Judiciario praticando, como de praxe, “ilicitos”.

  12. Uma aula.

    É claro que aqueles imbecís do ódio do paraná e de brasília não vão entender. Mas foi uma aula de sociabilidade de um senhor que qualquer país teria honra em tê-lo como cidadão pensante. A miséria que ele combate criou os miseráveis que o condenam.

    Quem lê as sentenças vazias, fúnebres e tenebrosas do que condenam este senhor e o que ele escreve  e pensa, vê que as coisas então invertidas. Não dá para ter dó dele diante de outros tão verdadeiramente necessitados de dó.

    Obrigado Dirceu pelo que faz mesmo preso e condenado. Se é que se pode considerar preso e condenado quem se mostra tão liberto, tão maior que o confinamento, próximo a nós e poderoso. 

    E se temos um LULA muito devemos dele ao J. Dirceu.

    Obrigado e desculpe.

    • O Rio de Janeiro, como esta? E o Brasil do golpe do Cunha?

      Cunha e Cabral pensam o coletivo ou apenas em aumentar o patrimônio? Que tenham amplo direito de defesa.

      • Radical?

        “Adorai a Deus e não Lhe atribuais parceiros. Tratai com benevolência vossos pais e parentes, os órfãos, os necessitados, o vizinho próximo, o vizinho estranho, o companheiro, o viajante e os vossos servos.  Porque Deus não estima arrogante e jactancioso algum.” (Alcorão 4:36)

    • Essa empatia e simpatia não valem para Cabral e Cunha

      Sabe porque, Zé Bonitin, porque Cabral e Cunha não são presos políticos. Muito pelo contrário, são perseguidores políticos.

  13. Ele (d)) escreveu o que está

    Ele (d)) escreveu o que está vivendo…..,….uma inteligência dessa aprisionada a titulo do punitivismo e ódio de classe que se abateu sobre esse pais, ganhamos o que mesmo com isso….fim da corrupção não é, pelo contrário, os verdadeiramente corruptos estão por ai nadando de braçada após a tomada de poder na marra….ZD foi um dos arquitetos deste pais, grande parte da sua vida foi vivida como preso politico: como no momento presente…

     

     

  14. Zé Dirceu, o Albatroz da América Latina

    O Albatroz

    (Baudelaire)

    Às vezes no alto mar, distrai-se a marinhagem
    Na caça do albatroz, ave enorme e voraz,
    Que segue pelo azul a embarcação em viagem,
    Num vôo triunfal, numa carreira audaz.

    Mas quando o albatroz se vê preso, estendido
    Nas tábuas do convés, – pobre rei destronado!
    Que pena que ele faz, humilde e constrangido,
    As asas imperiais caídas para o lado!

    Dominador do espaço, eis perdido o seu nimbo!
    Era grande e gentil, ei-lo o grotesco verme!…
    Chega-lhe um ao bico o fogo do cachimbo,
    Mutila um outro a pata ao voador inerme.

    O Poeta é semelhante a essa águia marinha
    Que desdenha da seta, e afronta os vendavais;
    Exilado na terra, entre a plebe escarninha,
    Não o deixam andar as asas colossais!

  15. A História o absolverá

    Golpistas são suicidas perante à história. Dirceu será resgatado a medida que toda essa rede de mentiras comece a desmoronar. Tempo ao tempo…

  16. A inteligência de José Dirceu assusta os detratores dele

    Prezados,

    José Dirceu cometeu muitos erros quando presidia formal e informalmente o PT. Quem é do RJ (não sou, embora more e trabalhe na capital desse estado há alguns anos) e se lembra qundo JD impediu que Vladimir Palmeira concorresse ao governo do estado sabe do que estou falando. O jornalista PHA, assim como o senador Roberto Requião, sempre fazem questão de lembrar aquele que talvez tenha sido o maior erro de José Dirceu, quando instado a regulamentar os artigos da CF que versam sobre os meios de comunicação (Arts. 220 a 223) e fortalecer as rádios e televisões públicas o então ministro da Casa Civil disse que o governo não precisava fazer isso pois já tinha uma TV para chamar de sua; instado a dizer qual era, JD disse: “A Globo”.

    O gangsterismo de boa parte do PMDB, do PP e assemelhados, assim como de outras legendas de aluguel não é novidade para ninguém. O presidencialismo de coalizão com um paralmento como o brasileiro só funciona à base do loteamento de cargos no governo e nas estatais ou do suborno puro e simples. Sempre foi assim, com FHC, com Lula e com qualquer outro governo. Somente os analfabetos políticos, os ingênuos, os incautos ou os de má índole e má-fé entubaram a farsa do chamado “mensalão do PT”.

    José Dirceu é, sem dúvida, uma das maiores – senão a maior – inteligências políticas brasileiras. A perseguição, prisão e condenação em série  – com as digitais de sergio moro e outros da burocracia do Estado que agem como ORCRIM institucional – visam ofuscar, desacreditar, calar essa usina de idéias e do pensamento estratégico, que sempre foi e continua sendo esse brasileiro preso e condenado sem que contra ele tenha sido encontrada qualquer prova de cometimento de crime: José Dirceu de Oliveira e Silva. A crueldade é tanta que sérgio moro determinou o confisco da casa em que reside Dona Olga Guedes, mãe de José Dirceu, uma senhora de quase 100 anos de idade, que mora numa pequena cidade do Sul de MG.

    Mesmo preso, José Dirceu continua a pensar, a ter idéias e planos para o desenvolvimento soberano do Brasil. É fundamental que os blogs e portais progressistas continuem a difundir as cartas e idéias de José Dirceu. Històricamente os detratores de José Dirceu foram derrotados. A humilhação e suplício que lhe aplicam têm tido efeito contrário. O mesmo se diga em relação ao Ex-Presidente Lula, que mesmo diante da insana perseguição midiático-policial-judicial continua liderando as pesquisa de intençaõ de voto. As quadrilhas políticas, midiáticas e judiciárias tentam alijar Lula da disputa presidencial e podem mesmo armar atentados e tentar matá-lo, caso fracassem as tentativas de condená-lo encarcerá-lo ou torná-lo inelegível por meio de criminosas manobras e distorções na aplicação, ou negação, da Lei.

  17. AHhhhh….se tia Carminha

    AHhhhh….se tia Carminha tivesse um milésimo da sabedoria e da coragem de Zé Dirceu, aquele tribunal da Praça dos 3 Poderes poderia ser Supremo na justiça.

  18. E, com isso, se evidencia

    E, com isso, se evidencia novamente o ápice da justiça seletiva. A História manda seus recados e permite que através deles se faça reflexões.

    Ser de esquerda é escolher ser pária, invariavelmente. O mundo neoliberal, dominado pela mídia, dita quem deve ser punido ou absolvido dentre aqueles que seguem ou rejeitam sua cartllha.

    O “erro” de Dirceu foi achar que se utilizar dos mesmos meios que a oligarquia bandida e vendida sempre se valeu, daria as mesmas chances da esquerda de alçar o poder. Ter que angariar fundos de campanha além de contribuições partidárias e tecer alianças com gente de todo espectro poĺítico funcionou algumas vezes.

    Ocorre que a oligarquia PMJ (político-midiático-jurídica) não se daria por vencida e, obviamente, ganhar no voto e apoiar o povo não é o seu forte. Assim, a saida foi imputar como crime a mesma metodologia da oligarquia PMJ para lograr êxito nas suas campanhas e na manutenção da sua agenda.

    O problema não é usar os meios como foi usado pelo PT. O problema é SER O PT quem usou. Daí passa automaticamente a ser crime. O problema não foram os “escândalos” do PT. O problema é SER O PT ligado a eles.

    “Separar o joio do trigo” (mesmo, segundo a noção mais apropriada, sendo tudo joio) foi o que mais fez a imprensa e a oligarquia PMJ.

    O problema não é ser chamado de pária. Serra é um deles e está aí, livre, leve e solto. Quem prenderá Serra, ainda que estivesse livre do foro privilegiado? Ninguém. Serra faz parte da escumalha que comanda nos bastidores. A sujeira dessa escumalha não é nem nunca será considerada crime.

    Daí a dizer que há muitíssimo mais sujeira por debaixo do tapete desse grupo hegemônico que foram, estão e permanecerão não investigados e impunes, é algo quase natural. A justificativa está no fato de que quem faz parte da oligarquia PMJ, ou se associa ou simpatiza a ela, automaticamente está impune. O sistema jamais incomodará.

    E, o recado é basicamente esse: o problema para o moralismo seletivo, caolho e parcial da massa imbecilizada neoliberal nunca foi, de fato, a moral. Menos ainda a ética. Os moralistas de fachada usam-na como um perfume forte para disfarçar o ranço e o ódio partidário que exala de seus discursos raivosos. Os “fofos” moralistinhas não querem provar sua moral ou denotar que estáo em desacordo com outros exemplos que derrubam sua tese. Daí comprovam, com efeito que a moral, embora precise ser disfarçada, não é absoluta e pode, sempre, ser adaptada e relativizada.

    O problema, diz agora a História com todas as letras: o problema é ser Dirceu. O problema é ser o PT. O problema é ser de esquerda.

  19. José Dirceu

    Salv ilustre ministro JOsé Dirceu, glória do povo brasileiro e um grande abnrço se seu sempre admirador Celso Antônio Bandeira de Mello

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome