A Cara de Cachorro do Zé Trindade

São tantas pessoas queridas que já perdi, que no Dia de Finados fico sempre com cara de cachorro quando cai da mudança. Não visito cemitérios, porém peço a Deus que dê paz eterna aos meus entes queridos. Aliás, isso eu peço todo santo dia.

Pra não cair na tristeza e tendo em vista ter recebido do mestre Nirez o fonograma em que o inesquecível comediante ZÉ TRINDADE interpreta uma composição jocosa de sua própria autoria, trago para vocês o Zé interpretando CARA DE CACHORRO.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora