A filha de Che na União da Magia

Aleida Guevara, filha do Che Guevara

5 de março de 2011 |
CARNAVAL 2011
O dia em que Guevara pisou em Santa Catarina

Filha do famoso guerrilheiro chegou ontem a Florianópolis para desfilar pela União da Ilha da Magia

Assim que pisou na Ilha de SC, Aleida Guevara recebeu um buquê de flores, acompanhado de um folheto que trazia o samba-enredo da escola União da Ilha da Magia (UIM) nas cores da bandeira de Cuba. Os olhos, apertados como os do pai, Ernesto Che Guevara, seguem a letra enquanto oito ritmistas tocam o samba-enredo Cuba, sim – Em nome da verdade!.

Aleida será um dos destaques da escola. Ela chegou com passos tímidos, de quem nunca sambou. Mas, na hora de tratar de assuntos como a situação de seu país, o papel das mulheres no continente e o peso do sobrenome Guevara, a timidez é trocada por frases fortes de quem “endureceu sem perder a ternura jamais”. Ela também aderiu à campanha Turismo Sustentável e Infância, com o objetivo de prevenir e enfrentar a exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo.

Os sorrisos simpáticos demonstram a alegria por ter sido convidada para o desfile e por ver na passarela a história que o pai ajudou a construir.

– Já vimos a história de Cuba em filmes e livros. Mas, em samba, é a primeira vez – afirma.

A UIM dedica o enredo a um país controverso, governado por uma ditadura acusada de oprimir a liberdade de expressão e que, mesmo com um bloqueio econômico que já dura décadas, mantém bons índices de crescimento, principalmente nas áreas de esportes e medicina.

– Sabemos que o tema é polêmico, mas chegou a hora de contarmos essa história no samba – destaca o carnavalesco Marcelo Perna.

A letra, composta por Júlio Maestri e Vinicius da Imperatriz, fala de sonhos, desejos de liberdade e momentos de luta memoráveis, especialmente focados nas figuras de Fidel Castro e Che Guevara.

– Eu fui testemunha dessa história e é uma alegria muito grande vê-la contada em forma de samba. Tenho certeza de que as pessoas vão se interessar e buscar informações em outras fontes – acredita o cônsul-geral de Cuba no Brasil, Lázaro Méndez.

Mas, dessa história, Aleida pouco viu. Ela tinha apenas sete anos quando seu pai foi morto, na selva boliviana, em 1967.

Médica pediatra, ela trabalha em um hospital em Havana e divide seu tempo com os trabalhos de preservação da memória do pai.

– Quando entrei na adolescência senti muito a falta de meu pai. E minha mãe sempre foi muito forte e esteve muito presente. Hoje, já sei lidar com o sobrenome que eu tenho. O que importa é que eu seja filha do povo cubano, não de Che Guevara.

[email protected]
PEDRO SANTOS
Multimídia

* O carro em que ela vai desfilar lembra um tanque da revolução
* Aleida foi recebida por passistas da escola

Carnaval SC | 28/02/2011 19h17min
União da Ilha da Magia vai levar Cuba para a Passarela Nego Quirido, em Florianópolis
Enredo quer oferecer não só alegria, mas também, reflexão

Com um enredo Cuba, sim, em nome da verdade!, que tem gerado polêmica, a Unidos da Ilha da Magia (Uim) mostrará a história da ilha e de seu povo. A escola da Lagoa da Conceição diz ter buscado a inspiração no local distante porque quer fazer uma revolução no Carnaval de Florianópolis. A Uim pretende conquistar o título no seu terceiro ano de existência.

A realidade de Cuba, especialmente a alegria dos nativos que adoram dança, charuto e rum, será levada para a Passarela Nego Quirido, no desfile da terceira escola no dia cinco de março.

Os ideais de Che Guevara não passarão despercebidos, promete o presidente Valmir Bráz de Souza, conhecido também o Nena. Ele justifica que a escolha pelo tema ocorreu porque o Carnaval também é espaço para reflexão.

A Uim vai para a passarela com 2,5 mil componentes, 23 alas, três carros alegóricos e tripés.

Samba-enredo 2011

“Cuba sim! Em nome da verdade”

Compositores: Júlio Maestri e Vinícius da Imperatriz

Uma forte emoção,

No meu coração…

Liberdade!

Eu sou União

A voz de um povo pela igualdade

Sonhos… de um poeta ecoam no ar

Cuba… o desejo de se libertar

Conquistou a independência

Do Tio Sam sofreu influência

Momentos de luta estão na memória

Fidel e Che fizeram história

Me levam na busca por um ideal

Que vai embalar, nosso carnaval!

Guerreiros unidos na Revolução

Pelo bem de uma Nação

Um preço a pagar, não vou negar

Mas a Comunidade em primeiro lugar

Os sonhos se tornam verdade

Trazendo pra muitos a felicidade

Com saúde, educação

A base pra um cidadão

Esporte, cultura, na arte… mistura

Riquezas, o Mundo se encantou

No Cabaré Tropicana,

Carmem Miranda deu um show!

Ilha de pura Magia

Vem sambar…

Verde, Branco e Ouro

Na Avenida vai brilhar 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome