Aos 102 anos, vai-se Bob Lester

Jornal GGN – O músico e sapateador Bob Lester se foi. Morreu ontem, aos 102 anos, no Rio de Janeiro. Bob Lester, ou Edgar de Almeida, dançou pelo mundo afora. Sapateou e bailou ao lado de famosos como Carmen Miranda, Frank Sinatra e Bob Hope. Seu nome artístico foi uma sugestão de Bob Hope.

Depois de passar por muitas dificuldades, Bob Lester foi morar no Retiro dos Artistas, no Pechincha, zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, mas já com saúde fragilizada. Na quarta-feira foi internado em hospital da Barra da Tijuca. Segundo a administradora do Retiro dos Artistas, Cida Cabral, era a terceira vez que ele ficava no retiro. 

“Ele era um cidadão do mundo e não gostava de ficar parado”, disse. “Ele estava morando em uma quitinete de um amigo em Niterói, mas estava muito debilitado. Então o trouxeram para cá na terça-feira passada. Infelizmente, na madrugada de quarta-feira precisamos levá-lo às pressas para a emergência”, disse a administradora.

Bob Lester nasceu em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, em 1913, foi jovem para o Rio, então capital do país. Ficou famoso depois de participar do programa de calouros de Ary Barroso na década de 1930. Morou nos Estados Unidos, trabalhando como dançarino, e participou de filmes ao lado de Carmen Miranda como Uma noite no Rio (1941) e Entre a loura e a morena (1943).

Este ano, o articulista do GGN, Luciano Hortencio, fez uma postagem sobre Bob Lester e as dificuldades que o centenário sapateador passava. O post é reproduzido a seguir.

Por Luciano Hortencio

BOB LESTER, o centenário cantor e sapateador, precisa urgentemente de ajuda!

NOTÍCIAS DO BOB LESTER – 16/06/15

Galera, o Bob Lester, centenário, continua sem lugar para onde ir, portanto ainda está em Niterói. A síndica do prédio está lhe dando alimentação por estes dias, pois devido à anemia, ele não pode continuar passando a fome que passava, no entanto, por ter suas ocupações do dia a dia, ela não poderá continuar mantendo isto por muito tempo. Duas pessoas depositaram dinheiro na conta do Bob para poder ajudá-lo e este valor deve ser usado para de lavagem de roupa, faxina do apartamento, compra de alguns alimentos especiais como frutas etc.Na verdade, como já disse e volto a dizer, o Bob não tem mais estrutura para viver sozinho, pois devido à sua idade avançada, precisa de cuidados especiais, que só lhe seriam dados num lugar apropriado para tanto.

Foram muitas e muitas as pessoas que mandaram recados sugerindo o RETIRO DOS ARTISTAS, inclusive três dentre estas pessoas se propuseram a fazer contato com o Retiro a fim de lhes relatar a situação em que se encontra o Bob Lester.  Acredito que haja uma fila de idosos aguardando e esta fila deve ser respeitada.

O Bob não admite que está debilitado nem que está doente. A situação se torna cada vez pior! Infelizmente, eu não terei condições de levar o Bob ao hospital sempre que ele passe mal, visto que moro no Rio e tenho meus compromissos. A luz do apartamento do Bob, a cada mês está aumentando assustadoramente, ainda que ele não consuma quase nada. Concluo que brevemente eu não deva ter mais condições de arcar com esta despesa, o que acarretará o corte do fornecimento da energia. Já solicitei uma verificação da companhia de luz e estou aguardando a resposta que ainda não sei se será favorável.
Enfim o desfecho deste caso parece estar distante, ou muito próximo se tudo continuar desta maneira . Será que existe algum abrigo para idosos que possa ficar com o Bob apenas pelo valor de seu salário de R$ 700,00? A quem souber, peço a gentileza de me avisar.
Obrigado!
(Copiado da página do cantor Luiz Henrique – Facebook)
 
 
 
https://www.youtube.com/watch?v=Ba7lGZ7udn8
 
 
 
 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora