Apita agora, ave de rapina!

Quem dá esquece, quem apanha quer se vingar.

O tempo é pouco pra quem não pode esperar. (bis)

 

Apita agora, ave de rapina,

Viver da gente é a tua sina.

Apita agora, ave de rapina,

Apita agora, que é a tua sina.

 

Tenho certeza que o mundo vai te ensinar,

A malandragem não tarda muito a acabar. (bis)

 

Apita agora, ave de rapina,

Viver da gente é a tua sina.

Apita agora, ave de rapina,

Apita agora, que é a tua sina.

 

Francisco Alves – AVE DE RAPINA – samba – J.  B. da Silva (Sinhô).

Disco Odeon 10.595-B.

Maio de 1930.

Disco constante do Arquivo Nirez.

Coisas que o tempo levou.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora