Bienal de arte contemporânea chega ao Rio de Janeiro

Enviado por José Carlos Lima Spin

Do Catraca Livre

Rio recebe bienal de arte contemporânea

Pela primeira vez a cidade recebe a TRIO Bienal, a bienal internacional de arte contemporânea em torno do tridimensional. Com curadoria de Marcus de Lontra, o evento reúne obras de 152 artistas de 44 países, até o dia 26 de novembro, ocupando 11 espaços na cidade, com parte da programação Catraca Livre. E, é um dos principais eventos de comemoração dos 450 anos da cidade e passa a ocupar o calendário oficial de eventos.

Todas as obras abordam o tridimensional no seu escopo clássico com escultura, instalações e objetos. Assim como em todos os campos ampliados, incluindo, pintura, fotografia, performance e vídeo. O evento também traz pontuações históricas relacionadas ao tema curatorial, “Quem foi que disse que não existe amanhã?”, retirado de um trecho de uma música de Marcelo D2.

A Bienal traz artistas convidados entre nomes locais e internacionais de grande relevância. Os destaques entre os artistas são Amílcar de Castro, Hélio Oiticica, Lygia Clark, Anna Bella Geiger e Vik Muniz e estrangeiros do naipe de Marina Abramovic e Joseph Kosuth. A obras ocupam espaços como o CCBB, o Centro Cultural Parque das Ruínas, o Memorial Getúlio Vargas, o Museu Nacional de Belas Artes e o Museu Histórico Nacional.

Mais informações no site do evento. Confira quais eventos ocupam cada espaço:

Serviço

O QUE
Trio Bienal
QUANTO
De R$0 a R$8
ONDE
Museu Histórico Nacional 
www.museuhistoriconacional.com.br

Praça Marechal Âncora, s/n
Centro – Centro
Rio de Janeiro
(21) 2550-9220

Ver no mapa

  • de 07/09 a 26/11
    • Terças, Quartas, Quintas e Sextas às 10:00
    • Sábados e Domingos às 14:00

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador