Blog também é utilidade pública

Por Elias Dimas

Pais corujas, filho distraído e ….. o Blog do Nassif também é utilidade pública

Final do trimestre no Colégio Marista de Brasília: eu e minha esposa, orgulhosos das notas do filho quase único, Luís. A irmã, Mariana, treze anos mais velha, já concluindo a faculdade de arquitetura e morando no exterior (dupla titulação no Politécnico de Turim, Itália).

Voltando ao Luís: aproveitamento superior a 90% em quase todas as matérias do 6º ano (5ª série) do ensino fundamental .” Aluno Elogio” pelos critérios da escola, que, então, promove viagem prêmio para os alunos que se destacaram no trimestre.

Luís, onze anos recentemente completados, nunca havia viajado sozinho, excetuando-se um pequeno passeio a Pirenópolis (GO), aqui perto de Brasília, também promovido pelo Colégio. Desta vez o destino é Petrópolis, com direito a passagem pelo Rio e visita aos pontos turísticos mais famosos.

A mãe não se animou muito:

– Como ele vai fazer? Não come nada. Vai ficar sem tomar banho os três dias da viagem….Não sei não!

E eu defendendo a viagem. Vai ficar mais maduro. Tem que soltar um pouco as garras… Com onze anos eu já trabalhava, dizia.

Aeroporto de Brasília. Na data marcada para a viagem, percebo que não é só o Luís. Outros pais com as mesmas dúvidas. Nossos filhos são muito mais espertos e têm acesso a mais informações, mas muito menos autonomia que tínhamos (pelo menos nas pequenas cidades do interior de Minas….).

Primeiro dia de viagem. Pelo celular, as informações: viagem sem problemas, passeio pelo Pão-de-açucar, Cristo Redentor etc. Já chegaram a Petrópolis e estão hospedados no hotel em Petrópolis. E o almoço? Pergunta a mãe. No Mc….. bem, hambúrguer (somente pão, queijo e carne – sem nenhum molho) naquele restaurante americano. No jantar, um macarrão básico.

Segundo dia. Logo cedo, toca o telefone: – perdi a carteira, com todo o dinheiro e documentos. A mãe quase se desespera….. como vai ser? Como voltará para Brasília, etc. e etc. Digo que a agência de turismo responsável pela viagem deve estar acostumada com tais ocorrências. De qualquer forma, oriento registrar ocorrência policial para possibilitar o embarque no retorno. Enviamos dinheiro através da agência de turismo. Nosso filho não vai passar fome……

Depois de dois dias, chega o Luís, são e salvo, apesar dos percalços. O “prejuízo”: a identidade extraviada e quase todo o dinheiro originalmente destinado a alimentação e lembrancinhas da viagem.

Pano rápido.

Sou leitor assíduo do Blog, mas nunca tinha me cadastrado como membro. E nem participei dos “saraus”, apesar de ter ficado morrendo de vontade. Com as mudanças no Blog, acabei me cadastrando…

Logo no dia do meu cadastramento, identifiquei uma querida amiga que há muito não via. Fizemos contato pelo Blog e já combinamos outros encontros.

Alguns dias depois do retorno do Luís Felipe, recebo um e-mail sobre um comentário em meu perfil no Portal Luis Nassif:

“Olá Elias,

você é pai do Luis Felipe? Encontrei a carteira de identidade dele.

João Paulo”

Após contatos pelo Portal e também por e-mail, recebi, neste último sábado a identidade do Luís e até mesmo o dinheiro foi recuperado.

Ao João Paulo, sua mãe (que na verdade foi quem achou a carteira) e ao Portal Luís Nassif os meus agradecimentos.

Portal Luís Nassif: construindo conhecimento, propiciando debates de alto nível e, repetindo…..

….. o Blog do Nassif também é utilidade pública….. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora