Inéditos de Jacob do Bandolim, por Déo Rian e Conjunto Noites Cariocas

Com grande prazer trago hoje o raro disco INÉDITOS DE JACOB DO BANDOLIM, por Déo Rian e Conjunto Noites Cariocas. O disco é de 1980 e foi lançado pela Eldorado.

A relação dos músicos participantes, arranjadores e mais informações pode ser encontrada no site www.discosdobrasil.com.br.

Vamos então começar a semana com Choro, porém um choro bom de se ouvir e sentir!

luciano

 

https://www.youtube.com/watch?v=wMt9AXqSZ2M]

 

[video:https://www.youtube.com/watch?v=uC4wP9bdgxo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

30 comentários

    • El Bigodón

       

      Por que não devemos cortar as vibrissas do gato Hortencio

      A minha excelente pesquisa descobriu que os bigodes, extremamente longos, são muito sensíveis à circulação de ar e ao toque. A pele do gato detecta o contato e os receptores sensoriais também permitem identificar um objeto no escuro quando é esfregado contra os seus pêlos. Além disso, os bigodes do focinho são movimentados para expressar o estado de espírito e a intenção do bichano – as gatas não têm dificuldade em interpretar os sinais pecaminosos.  

      O Gato Cearense, quando desaparece por uma longa temporada – dando um perdido nos bordéis de Fortaleza -, apóia-se na curiosa lenda urbana que assegura: se as vibrissas (os fios do bigode do gato) forem cortados, o animal ficará perdido e não encontrará o caminho de volta para casa.

      Aí, não tem jeito:

           Após o vacilo recorrente,

           Don Luc revela que foi atacado

           por um Caranguejo Excomungado

           e rapa o glorioso bigode,

           pra não ficar mal na fita

           entre os familiares desconfiados

           Flui…

      [video:http://youtu.be/MNM4o5bXbc4 width:600 height:450]

  1. Viva a interação!

    Já disse o poeta que ” É impossível ser feliz sozinho”. Entendo que essa máxima serve para tudo, inclusive para as garimpagens. 

    Caro Urariano: foi a partir de sua dica no facebook sobre um pedacinho de HORAS VAGAS  no site http://www.discosdobrasil.com.br que consegui descobrir e baixar todo o álbum INÉDITOS DE JACOB DO BANDOLIM.

    Assim, em realidade, foi a partir de nossa interação no Facebook que esse Post está no ar. Obrigado por isso.

    luciano

  2. Caro Luciano, há alguns anos,

    Caro Luciano, há alguns anos, perguntei a Déo Rian quem seriam alguns músicos na capa frontal que não estava conseguindo identificar. Ele mandou a relação:

    Da esquerda para a direita, sentados estão:

    Henrique Gato (cavaquinista da Velha Guarda);

    César Faria (violonista que tocava com Jacob);

    Jessé Silva (violonista que tocava e gravou com Jacob, fazia dupla com César);

    Candinho Silva (Trombonista da Velha Guarda e da Orquestra do Teatro Municipal do Rio de Janeiro);

    Jacob do Bandolim.

    Há outros detalhes no blog:

    http://blogdochoro2.zip.net/arcp007-10-21_2007-10-27.html

    O trabalho dos violões neste disco, minha nossa!

    Um abraço.

     

  3. Fofos!

    Que prazer voltar e ser ”recebida” com otimas pedidas musicais. Tantos bons posts com musica hoje (politicamente continua a mesma…), que pensei ca com meus botõezinhos: “tudo isso para mim!!!” Oh, como são delicados e gentis 😉 

    Sancho Pança e Dom Quixote se comportaram em minha ausência ? Ou aprotaram mais uma lambança por aqui, dando trabalho para a equipe do GGN ? 

    A partir de agora, quem se comportar como um porquinho aqui, vai ficar de castigo! Eh o curumim quem diz!

     

  4. Curiosidades sobre trufas

     

    O inebriante cheiro dos lençóis amarrotados das camas dos bordéis

    The Telegraph | Sarah Knapton | 08/10/2008

    1. Trufas crescem em harmonia com uma árvore de acolhimento, que recebe fósforo, enquanto, em contrapartida a trufa recebe açúcares que lhe permitem crescer.

    2. Os antigos gregos pensavam que as trufas foram feitas quando um raio atingiu o solo úmido

    3. As trufas são cogumelos que se acredita terem começado a crescer no subsolo para superar os incêndios florestais, secas e frio intenso

    4. Os italianos consideram a trufa branca (magnatum tubérculo) superior em sabor à trufa negra (melonosporum tubérculo)

    5. Porcos, cães e cabras treinados, são usados ​​para farejar trufas que produzem um produto químico quase idêntico a um feromônio sexual encontrado na saliva do porco macho – homens secretam a mesma substância química no suor nas axilas

    6. A trufa foi descrita como “um diamante da culinária”, “a fada maçã”, “a rainha negra”, “a jóia de terras pobres”, “nugget perfumado” e “pérola negra”.

    7. A família Collins de Wiltshire recebeu a única garantia real que autorizava caçar trufas no Reino Unido até 1930 (desde então, ninguém recebeu autorização a procurá-las)

    8. Uma trufa branca italiana rara foi vendido por £ 28.000 em um leilão beneficente em 2004

    9. A França é o maior produtor de trufas, colhendo até 30 toneladas por ano. No final do século XIX, a produção foi de mais de 1.000 toneladas

    10. Uma lenda sobre a trufa, tornou-a conhecida como afrodisíaca e o penetrante aroma da trufa negra levou os epicuristas a compará-lo ao cheiro dos lençóis amarrotados das camas dos bordéis. Na Idade Média, os monges foram proibidos de comer trufas por medo de esquecer o chamado do Divino – tenham dó….

    Na foto abaixo, parece, mas não é o famoso Barão Lucian Collins Horten caçando trufas nas misteriosas trilhas do Parque do Cocó.

     

    Será que esse trem é mais gosotoso que mandioquinha com torresminho pururuca e cachaça da boa?

    FONTE: http://www.wiltshiretruffles.com/our-story.php

    MAIS   : http://www.wiltshiretruffles.com/index.php

    • Venha saber aqui Dom JNS!

      Você pegará minhas trufas e comerá da minha macaxeira. Ai não saberá o que é melhor e dirá:

      Ô trem baõ sô!

       

       

      Para meu GURU recuperar as forças, eu servirei uma dose de uma cachaça especial:

       

       

      E meu Mestre ficará se sentindo uma flor do meu jardim!

       

      Flói!

  5. Furão

    “Dentro de mim mora um palhaço e um poeta: riso e beleza…”

    “Se eu não fosse escritor acho que seria um jardineiro. No paraíso Deus não construiu altares e catedrais. Plantou um jardim. Deus é um jardineiro. Por isso plantar jardins é a mais alta forma de espiritualidade. Acredito, como poeta e palhaço, que o fruto paradisíaco era o caqui…”

    __Rubem Alves

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome