Inútil tentar esquecer Chico Viola…

Resgate de Luciano Hortencio

Francisco Alves interpreta INÚTIL de Evaldo Ruy.

 

Inútil, é inútil insistir porque,

Jamais voltarei atrás, o que fiz está feito.

Inútil, sempre foste uma inútil e agora

Que chegou a hora, de mandar embora,

Saudade que chora dentro do meu peito.

 

Voltaste, humildemente a implorar,

Um sorriso, um olhar

E eu me nego a te dar perdão.

Não, não insista eu bem sei que a razão,

Desta briga foi tola, foi fútil,

Mas agora é tarde.

É inútil, é inútil.

Francisco Alves – INÚTIL – Evaldo Ruy.

Disco Odeon 12.928-A.

Maio de 1949.

Arquivo Nirez.

Coisas que o tempo levou.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome