Mário Frias inaugura série sobre história do Brasil; vídeo é denunciado por violação de direitos autorais

O feito contou com a ajuda da peça Ômega, do músico australiano Scott Buckley. Receita para o sucesso, pensaram alguns. Violação de direitos autorais, entendeu o autor.

Jornal GGN – Mário Frias inaugurou sua série recontando a história do Brasil com um vídeo carregado de dramaticidade. O feito contou com a ajuda da peça Ômega, do músico australiano Scott Buckley. Receita para o sucesso, pensaram alguns. Violação de direitos autorais, entendeu o autor, que não foi consultado nem remunerado pelo uso de sua obra.

Scott Buckley pediu a remoção do vídeo no Twitter e no YouTube.

O autor foi questionado no Twitter, por um brasileiro, se ele havia autorizado o “governo de extrema-direita brasileiro” a usar a música “Ômega” no vídeo da campanha “Um Povo Heroico”, o artista respondeu que não e afirmou ser contra os posicionamentos de Bolsonaro.

“Não, nenhuma licença paga por este uso. Eles apenas a usaram. Definitivamente, não apoio suas opiniões políticas, nem quero seu dinheiro. Esta é outra desvantagem de lançar minha música livremente”, afirmou o músico.

O seguidor brasileiro o ajudou a denunciar o material por violação de direitos autorais. “Reivindicação solicitada. Obrigado por me avisar!”, escreveu Scott Buckley.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora