Mario Frias, secretário de Cultura, em momento épico, recontará a história do Brasil

Mario Frias estaciona diante de um quadro. Dramático, diz que conhece nossa gente e que ‘são pessoas que não fogem à luta e habitam todos os rincões do nosso país’. Outro tom da música. O quadro retrata o Rei Alberto da Bélgica, do pintor belga Adrien Jean Madyol.

Jornal GGN – Com dramática música de fundo, Mario Frias, secretário especial de Cultura, avisa que recontará a verdadeira história do Brasil. O anúncio foi feito em vídeo do governo por redes sociais. Passeando pelo museu do Senado, o secretário afirma que revelará os ‘verdadeiros líderes, respeitados intelectuais e grandes heróis nacionais’ parte de uma história ‘tão bela e grandiosa quanto desprezada e vilipendiada por anos de destruição da identidade nacional’.

A música sobe um tom. Mario Frias estaciona diante de um quadro. Dramático, diz que conhece nossa gente e que ‘são pessoas que não fogem à luta e habitam todos os rincões do nosso país’. Outro tom da música. O quadro retrata o Rei Alberto da Bélgica, do pintor belga Adrien Jean Madyol. Três acordes!

Mario Frias pretende contar histórias como a dos pracinhas da Segunda Guerra e já dá um alento ao projeto do deputado federal Eduardo Bolsonaro, quando narra que os pracinhas combateram a ‘tirania do nazismo (maior mal do mundo moderno, ao lado do comunismo)’, conforme o texto informativo que acompanha a peça publicitária.

Segundo apurado pela Folha, o épico do vídeo fica por conta da música ‘Omega’, de Scott Buckley, de livre veiculação desde que creditada a autoria. Pois o vídeo não traz o crédito ao autor da música conforme explicitado na licença Creative Commons.

Esperemos, então, a nova versão da história do Brasil contada pelo secretário.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora